Conheça os novos planos de saúde coletivos por adesão da Qualicorp 856

Conheça os novos planos de saúde coletivos por adesão da Qualicorp

De acordo com dados da ANS, mais de 100 mil pessoas contrataram um plano na modalidade nos últimos 12 meses

Único segmento de planos de saúde que viu sua base de clientes crescer desde o início da pandemia, os planos coletivos por adesão, aqueles que são destinados às pessoas a partir de suas profissões e respectivas entidades de classe, têm se mostrado uma alternativa mais acessível para a população que busca o acesso à saúde privada.

De agosto de 2019 até agosto deste ano, essa modalidade apresentou crescimento de aproximadamente 100 mil clientes, contra um decréscimo de 105 mil consumidores nos planos de saúde empresariais e 36 mil usuários nos planos de saúde individuais ou familiares, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A Qualicorp, maior administradora de planos coletivos do país, ampliou a oferta de planos à população com o lançamento de 19 novos produtos e de parcerias inéditas com operadoras de saúde em 2020. A empresa tem apostado em acordos regionais para oferecer aos clientes produtos mais acessíveis e com características locais.

Junto com as operadoras, a Qualicorp lançou neste ano planos de saúde de Norte a Sul do país.

Entre as novidades, tem até plano coletivo familiar, com desconto na mensalidade a partir da inclusão de dependentes. É o caso do plano lançado em parceria com a SulAmérica. Ele oferece desconto de 9% para contratação a partir de um dependente, ou seja, em um ano, o cliente economiza uma mensalidade inteira. O produto inclui ainda plano odontológico e serviço de telemedicina, entre outras vantagens.

No Rio de Janeiro, a Qualicorp passou a comercializar os produtos da Assim Saúde. Com planos a partir de R$ 125, conforme a faixa etária e categoria escolhida, a população tem à disposição uma vasta rede de assistência médica e serviços de uma operadora tradicional na região.

Segundo Bruno Blatt, CEO da Qualicorp, “o nosso objetivo é criar alternativas inovadoras e acessíveis com cada parceiro de mercado. Além dos novos produtos, temos mais de 40 equipes internas trabalhando em uma série de projetos inovadores e disruptivos que devem ser lançados até o final do ano”.

Entre os mais de 210 milhões de brasileiros, menos de 47 milhões têm um plano de saúde. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada em novembro de 2019, o plano de saúde é o segundo maior desejo de consumo do brasileiro, atrás apenas da casa própria.

Em parceria com CCS-SP e APTS, Argo realiza webinar sobre seguro de bicicleta 282

Em parceria com CCS-SP e APTS, Argo realiza webinar sobre seguro de bicicleta

Transmissão acontece nesta quinta (26), às 11h

A Argo Seguros, a maior seguradora de bicicletas do Brasil, realizará nesta quinta-feira (26), às 11 horas, um webinar gratuito sobre seguros para bikes. Em parceria com o Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP) e com apoio da Associação Paulista de Técnicos do Seguro (APTS), a seguradora vai apresentar suas soluções nesse segmento.

O evento é gratuito e contará com a participação de Octavio Milliet, presidente da Associação Paulista dos Técnicos de Seguro (APTS); de Newton Queiroz, CEO e presidente; e de Daniel Camargo, Coordenador de Property, ambos da Argo Seguros; além da mediação de Evaldir Barboza de Paula, mentor do CCS-SP. Quem quiser participar, basta acessar este endereço.

Atualmente, a multinacional norte-americana conta com quatro opções diferentes de seguros nesse segmento: Seguro Bike, o Bike Elétrica, a Bike Mulher e o Bike Basic. Os três primeiros são voltados para modelos entre R$ 1500 e R$ 75 mil; protegem contra roubo e furto qualificado, bem como acidentes e danos causados a terceiros (Responsabilidade Civil); e assistências exclusivas.

A diferença entre eles está na proteção específica ao modelo ou nos serviços básicos de assistência residencial como chaveiro, mão de obra elétrica e hidráulica. Já o Bike Mulher oferece serviços exclusivos, como assistência pessoal Nutriline (perfil alimentar, modelo de cardápio e nutrição diárias); e orientação psicossocial e personal fitness, para melhor condicionamento e qualidade de vida; entre outras.

Por outro lado, o seguro mais recente, o Bike Basic, é um produto voltado aos modelos mais simples, com valor entre R$ 300 e R$ 5 mil. Com coberturas reduzidas, apenas para roubo e furto qualificado, ele é mais acessível e pode ser contratado a partir de R$ 75 por ano.

Divulgação
Divulgação

Webinar “Seguros para Bicicletas”

Data: 26 de novembro
Horário: 11 horas
Inscrição gratuita e online
Para assistir: acesse este endereço.

Associação Beneficente da Allianz realiza 1ª Mostra Virtual, com lives e posts nas redes sociais 510

Alberty Vagner Luque Centendo, de 13 anos, preparando o seu trabalho para ser transformado em post nas redes sociais / Divulgação

Obras e apresentações podem ser conferidas pelo YouTube e Instagram da entidade

A Associação Beneficente dos Funcionários do Grupo Allianz (ABA) promove a 1ª Mostra Virtual, pelo Portal ABA Digital, no YouTube, e pela página do Instagram, @abaassociacao. Até 30 de novembro, um catálogo de 83 trabalhos, inspirados nas obras de Pablo Picasso, e uma série de apresentações e atividades serão compartilhados nas plataformas digitais.

As produções contam com a participação de crianças, a partir dos 4 anos, de adolescentes, com até 17 anos, e de adultos, da terceira idade. “Fazer os trabalhos para a Mostra, com as aulas pelo celular, foi diferente. Eu gostei muito de participar das atividades, de aprender a baixar e mexer em novos aplicativos e de trocar mensagens com os meus colegas e educadores, mas eu ainda prefiro ir até a ABA”, conta Alberty Vagner Luque Centendo, de 13 anos.

Confira a programação:

  • 24/11 – Mostra de Dança
  • 25/11 – Mostra de Programação
  • 26/11 – Mostra de Ações Sustentáveis
  • 27/11 – Mostra de Artes Visuais
  • 30/11 – Mostra de Audiovisual

“A 1ª Mostra Virtual é uma forma de comunicar, de maneira compacta, as atividades desenvolvidas ao longo de 2020. Com a elaboração, organização e apresentação dos trabalhos, mantivemos ativo o pulsar da ABA na vida do público atendido, mesmo com as aulas à distância”, conta Rose Oliveira, diretora da Associação Beneficente dos Funcionários do Grupo Allianz.

Até o anúncio do isolamento social pela Covid-19, a ABA recebia de segunda a sexta-feira em sua sede, na comunidade Santa Rita, localizada na Zona Leste de São Paulo, cerca de 920 crianças e adolescentes, no período complementar ao escolar, e adultos, para o desenvolvimento de atividades socioeducativas. Diante da pandemia, o planejamento da associação foi adaptado e o atendimento, que era presencial, passou a ser 100% online, com videoaulas. “Criamos o canal no YouTube, em abril, para manutenção dos vínculos entre ABA e as famílias e, também, como uma ferramenta para que os conteúdos chegassem à casa de todos os atendidos”, relembra Rose.

O compromisso da Allianz Seguros com a educação é de longo prazo, somando mais de 26 anos. E, mesmo frente às atuais circunstâncias, a seguradora seguiu acreditando que é de forma contínua, permanente e com perspectiva de inclusão, que pode contribuir para o desenvolvimento da comunidade Santa Rita. “Em 2021, nós, enquanto companhia e colaboradores, mantivemos firmes o propósito de gerar oportunidades de crescimento pessoal e social por meio da ABA e, assim, transformar potenciais em competências. Esta é a primeira mostra digital e uma oportunidade incrível de apresentar virtualmente o trabalho consistente realizado com as crianças, adolescentes e adultos durante este ano, aos colaboradores, voluntários e parceiros comprometidos e engajados com o propósito da Associação”, finaliza Daniella Satake, superintendente de Comunicação, Sustentabilidade e Relações Institucionais da Allianz Seguros.

CCG Saúde inaugura clínica no Shopping Bourbon Wallig 6904

Nova unidade foi preparada para atendimentos de baixa complexidade

A nova clínica do CCG Saúde, localizada no Shopping Bourbon Wallig, na Zona Norte da Capital dos gaúchos já está funcionando. Pensado para atendimentos de baixa complexidade, o novo espaço, de 600 metros quadrados, prevê receber em torno de 350 pacientes por dia e 250 pessoas diariamente no laboratório Marques D’Almeida, marca própria do CCG, instalado no segundo andar.

O empreendimento de R$ 1,7 milhão, faz parte do plano de expansão traçado pela empresa, e conta com serviços de atendimento clínico, infantil e até mesmo com consultórios bem equipados de psicologia. “A clínica conta com atendimentos por ordem de chegada para clínico e pediatra, e também com especialidades com agenda marcada”, comenta a gerente de marketing do CCG Saúde, Mariana Rossari.

Além disso, a nova operação está em local estratégico, uma vez que a unidade localizada na Avenida do Forte está encerrando as suas atividades e a clínica do Wallig passa a atender a demanda de porto-alegrenses que moram na Zona Norte da cidade. “Escolhermos estar dentro do shopping pelas questões de segurança, conveniência e conforto para os nossos usuários”, destaca.

Aos corretores de seguros, a executiva destaca que é o CCG é um plano de saúde verticalizado e, por isso, é, também, acessível. “Fiquem atentos ao CCG, ofereçam aos seus clientes. Pois, além de ser acessível, em breve teremos o Hospital Humaniza em Porto Alegre e conseguiremos ter toda cadeia de atendimento dentro de casa”, finaliza.

 

Solange Guimarães relata trajetória no mercado de seguros em livro 415

A jornalista Solange Guimarães / Divulgação

Jornalista tem uma carreira de 20 anos relacionada ao universo segurador

A jornalista Solange Guimarães lança nesta quarta (25), em evento transmitido pela internet, o livro “Mulheres do Seguro” no qual relata sua experiência pessoal e os caminhos que a levaram a construir uma carreira de 20 anos relacionada ao universo segurador.

“A indústria de seguros é fascinante e a comunicação tem uma importância central para o negócio. Ao longo dessas duas décadas o mercado de seguros e o de comunicação passaram por grandes transformações. É uma honra fazer parte dessa história”, afirma a jornalista.

O livro “Mulheres no Seguro” é uma obra coletiva de 30 executivas das mais diferentes áreas do mercado de seguros e aborda por diferentes ângulos os desafios da atuação feminina no setor de seguros. “Entendo que o caminho da inclusão e da diversidade é inexorável. O mercado de seguros só tem a ganhar com a presença feminina em postos-chave e as coautoras, que desbravaram nestas posições trazem lições valorosas para outras mulheres e o mercado em geral”, comenta Solange Guimarães.

Após longa trajetória em grandes veículos de comunicação e de 12 anos comandando a área de Comunicação Institucional e Relações com a Imprensa da SulAmérica, Solange dedica-se atualmente ao campo acadêmico e científico como doutoranda em Economia Política na Universidade Federal do ABC, à consultoria para seguradoras e à diretoria da Associação das Mulheres do Mercado de Seguros (AMMS).

“As mulheres estão ocupando os mais destacados ambientes sociais e profissionais. Isso enche o nosso coração de alegria. Quando há restrições femininas para ocupar cargos e outros espaços, o mundo perde oportunidades de crescimento e desenvolvimento. Nosso projeto busca mostrar, justamente, como a presença da mulher é importante em diferentes aspectos”, conta Andréia Roma, coordenadora geral do projeto e CEO da Editora Leader.

São 30 coautoras: Regina Lacerda, Alessandra Monteiro, Andrea Mathias, Camila Davoglio, Carolina Vieira, Daniela Paschoal, Ellen Oliveira, Enir Junker, Eva Vazquez, Fabiana Resende, Francesca Bianco, Gisele Christo, Graziella Castilho, Guadalupe de Andrade, Isabel Alves Azevedo, Isabel Barbosa, Liliana Caldeira, Linda Bessa, Margo Black, Patrícia Campos, Paula Lopes, Rosana Techima, Rossana Costa, Simone Cristina Fávaro, Simone Ramos, Simone Vizani, Solange Guimarães, Stephanie Zalcman, Vanessa Capua e Vanessa Rocha.

Ficha técnica

Título: Mulheres do Seguro
Lançamento: 25 de novembro, organizado pela TV Gestão RH
Editora: Editora Leader
ISBN: 978-65-88368-11-4
Páginas: 360
Formato: 22,8 x 15,4
Preço: R$ 69,90
Vendas virtuais: Submarino, Americanas.com, Shoptime, Extra, Casas Bahia, Ponto Frio e Amazon
Vendas físicas: Saraiva, Cultura, Travessa, Livraria da Vila, Martins Fontes, Livrarias Curitiba

Delphos disponibiliza solução de BPO para auxiliar seguradoras 394

BPO cresce na pandemia e favorece empresas do mercado de seguros potencializando a qualidade dos serviços, reduzindo prazos de entregas e otimizando os procedimentos

A pandemia trouxe grandes prejuízos e dificuldades para vários setores da economia mundial, incluindo o setor de seguros. Com as retrações do mercado e perda de poder de compra por parte dos consumidores, as margens de resultado diminuem, o que determina a necessidade de redução dos custos operacionais e das despesas administrativas. A afirmação é da diretora Comercial e de Marketing da Delphos, Elisabete Prado.

A executiva observa que, nesse cenário, contratar serviços de BPO’s, é uma das vertentes seguras para reduzir esses custos, mantendo a qualidade que se tem com os serviços realizados de forma verticalizada, e, por consequência, melhorando os resultados.

Elisabete Prado é diretora comercial e de marketing da Delphos / Divulgação
Elisabete Prado é diretora comercial e de marketing da Delphos / Divulgação

Elisabete Prado revela que a Delphos disponibiliza uma solução de BPO que pode auxiliar justamente naquilo que as seguradoras buscam, que são as “vantagens de uma terceirização”: liberar a seguradora para concentrar esforços nos seus principais processos e que tenham ligação direta com sua atividade-fim, garantindo ainda o cumprimento de prazos e excelência na qualidade. “A solução alivia o estresse da seguradora nas pressões do dia a dia e que acabam consumindo a energia da equipe, que deve estar focada no “pensar” e no “desenvolver”, como, por exemplo, o desenvolvimento de novos produtos e no crescimento da produção para melhorar e ampliar sua participação no mercado”, acentua.

A executiva ressalva ainda que, ao contratar uma empresa com serviços especializados, a seguradora estará potencializando a qualidade dos serviços, reduzindo prazos de entregas e otimizando os procedimentos. Com isso, terá maior garantia de satisfação de seus clientes, uma vez que poderá dar foco ao seu negócio, sem se preocupar com as atividades que não sejam intrínsecas à sua finalidade principal: o “negócio”.

A companhia também poderá se libertar da pesada carga de investimentos em infraestrutura tecnológica, já que esse investimento será da empresa contratada. “A gestão de uma equipe interna mais focada no seu core, certamente será mais eficiente”, observa.

Outro ponto destacado por Elisabete Prado é que seguradoras de qualquer porte podem adotar essa solução. Isso porque a terceirização dos serviços de BPO (total ou parcial), não guarda relação com o porte da seguradora, mas, sim, com a estratégia definida pelo corpo diretivo.

Dessa forma, uma seguradora de pequeno porte, por exemplo, pode trabalhar apenas com uma equipe de desenvolvimento de produtos e de vendas, deixando todo o trabalho para uma empresa terceira como se fosse um departamento seu, fora de sua estrutura de custos. Já as seguradoras de médio ou grande portes podem fazer o mesmo, setorizando por áreas de interesse e terceirizando aquilo que não gera valor agregado.

Elisabete Prado estima que as seguradoras que optam pela contratação de um BPO total ou parcial conseguem uma redução de 10% a 30% de seus custos administrativos ou investimentos tecnológicos.

Sobre as principais tendências de BPO de Seguros para o pós-pandemia, especialmente na sua utilização em segmentos que irão manter o home office e pretendem investir na terceirização, Elisabete lembra que o mercado segurador trabalha por “ondas” e que o processo de avaliação de resultados é contínuo, e as variáveis dependem do momento da economia.

Para a executiva, no pós-pandemia, o rescaldo das perdas ainda interferirá nos resultados dos negócios, o que levará as seguradoras a buscarem as soluções mais econômicas e eficientes. “Nesse aspecto, a contratação de BPO’s pode ser um forte aliado na busca da recuperação. A manutenção do home office também é outro fator que facilita a reflexão sobre a terceirização: se a operação pode estar fora do ambiente da empresa em função de um empregado, porque não em função de uma empresa?”, questiona.

A executiva aponta também que a Delphos é uma empresa de serviços, mas tem um viés muito ativo em desenvolvimentos tecnológicos com soluções sob medida, ou na oferta de sistemas prontos que podem ser adquiridos pelas seguradoras com baixo nível de customização.

A especialista cita, como exemplos, o SegDelphos (ERP para gestão operacional), o SinDelphos (sistema para avisos e controles de sinistros), o ApiDelphos (portal para análise de pessoas e imóveis visando processos de subscrição), o VinDelphos (BI para visão de negócios), o SvrDelphos (sistema de vistorias remotas) e o SajDelphos (sistema para gestão de ações judiciais).

Além disso, frisa que dada à sua longa atuação no segmento de seguros, a Delphos pode oferecer consultoria especializada e ajudar as seguradoras a encurtar os caminhos para a solução de suas dificuldades ou para as suas análises de melhorias de processos ou inovações.

Por fim, Elisabete Prado lista as principais evoluções que aconteceram nesse mercado nos últimos anos. De acordo com a diretora da Delphos, sobretudo nos aspectos ligados à tecnologia, os avanços foram imensos, até porque, em um mundo cada vez mais digitalizado, os gestores tiveram que buscar meios para garantir agilidade e eficiência nos seus processos. “O uso de recursos de Big Data e Inteligência Artificial, ou ferramentas para explorar as informações públicas disponíveis em mídias sociais e sites na internet, tiveram papel fundamental para ajudar a traçar o perfil de clientes em potencial, visando criar e ofertar produtos direcionados para nichos ou necessidades específicas”, conclui.

New Report

Close