Solaris Corretora de Seguros: 50 anos de dedicação, parceria e comprometimento 11362

Confira a edição 242 da Revista JRS, que traz a história da Solaris e de seu fundador, Laureano Fortuna

A edição 242 da Revista JRS é mais do que especial. Além de contar a trajetória de 50 anos da Solaris Corretora de Seguros, a publicação ganha uma nova roupagem. Ainda mais dinâmica e moderna, totalmente alinhada com a identidade visual praticada pelo Jornal Regional de Seguros em todas os seus canais.

A reportagem de capa desta edição enfatiza a importância da sucessão familiar empresarial, bem como a resiliência para se alcançar o sucesso, assim como acontece o empresário Laureano Fortuna e sua família. O mercado segurador como um todo possui profundas ligações familiares, sendo a maior parte das empresas que operam no segmento desta modalidade.

Outros conteúdos especiais recheiam a publicação mensal do JRS, como por exemplo, as análises promovidas pelo Vice-Presidente da Icatu Seguros, César Saut, durante a VI Jornada de Seguros e Benefícios do Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS). Outro ícone da indústria brasileira de seguros, Nilton Molina, também integra a série de reportagens que lhe aguardam nas próximas páginas. O presidente do Conselho de Administração da MAG Seguros e do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon abordou como inovação e tecnologia possibilitaram um aumento expressivo nas oportunidades para que o corretor expanda sua carteira de clientes, além de reforçar que os profissionais da área devem atuar também com produtos financeiros.

Excelente leitura!

Guilherme Bini: A sua casa está segura? 913

Guilherme Bini é presidente do SindSeg RS. Filipe Tedesco/JRS

Confira artigo do presidente do Sindicato das Seguradoras do RS

Gostaria de começar meu texto perguntando se você, pai/mãe, sabe que sites seu filho acessa, que arquivos ele baixa e com quem conversa na internet? Provavelmente a resposta para algumas dessas questões seja não. Por mais que especialistas façam o alerta de que é preciso manter vigilância constante e acompanhar o rastro digital de crianças e adolescentes, muitas vezes acabamos fazendo tantas coisas que esquecemos disso e confiamos na educação que demos para eles.

Porém, no último ano, a situação mudou. A pandemia mudou radicalmente a maneira como eles se relacionam e, mais ainda, assistem à aula. Se antes meio turno era passado na escola, agora este turno é em frente ao computador. Aulas, atividades extracurriculares, jogos online, redes sociais passaram a ser a realidade para crianças e jovens, que necessitam da tecnologia para realizar atividades que antes eram feitas longe de telas. E os pais, que também precisaram transformar sua casa em local de trabalho, não dão conta de acompanhar de perto tudo. O perigo, que antes estava em cada esquina, agora está dentro de casa.

Em 2020, o Brasil sofreu seu maior ataque hacker da história. No último ano, foram mais de 3,4 bilhões de ataques cibernéticos, o que deixa o país nas primeiras posições em perdas por este tipo de ação. Assistentes eletrônicas com acesso a uma infinidade de informações e dados que não fazemos nem ideia tem se popularizado nos últimos anos e nos deixado ainda mais vulneráveis.

Se nós, adultos, muitas vezes caímos em golpes manjados, acessamos sites duvidosos e temos nossos dados roubados, como podemos esperar que as crianças e jovens se comportem de maneira exemplar neste mundo novo que se abre diante deles pelo computador? Mesmo que já tenham nascido num mundo digital, muitos não faziam tanto uso desses equipamentos até o ano passado. É preciso, portanto, conversar, orientar, vigiar e, mais do que tudo, se proteger para evitar que pequenos descuidos se tornem grandes problemas. É preciso fazer de nossos lares locais seguros, para que todos possam explorar os benefícios do uso da tecnologia.

Comissão Europeia estende prazo para conclusão da fusão entre Aon e Willis 2079

Comissão Europeia estende prazo para conclusão da fusão entre Aon e Willis

Gigantes concordaram em combinar operações para acelerar inovação para clientes

A Comissão Europeia (CE) – instituição politicamente independente que representa e defende os interesses da União Europeia (UE) – remarcou para o dia 27 de julho de 2021 o prazo para conclusão da fusão entre a Aon e a Willis Towers Watson. As companhias anunciaram que concordaram em combinar-se ‘para acelerar a inovação em nome dos clientes’, conforme comunicado à imprensa.

Acontece que as regras antitruste dos reguladores europeus exigem alguns ajustes no negócio. Entre as concessões esperadas está um pacote de desinvestimentos por parte das gigantes da corretagem de seguros e resseguros. A venda da Willis RE e outras operações específicas estão cogitadas entre as possibilidades para o cumprimento das exigências.

Também estão em discussão os benefícios de aposentadoria e consultoria da Willis na Alemanha e as atividades de corretagem de seguros da Willis na Alemanha, Espanha, Holanda e na França (o que inclui a unidade francesa Gras Savoye), segundo a agência Reuters.

O negócio pode criar a maior corretora de seguros do mundo, sob o guarda-chuva da Aon. Com base nos dados financeiros de 2019, a soma das companhias representaria US$ 20 bilhões em receita total. São mais de 95 mil colaboradores.

A empresa terá sede operacional em Londres e a empresa mãe ficará domiciliada na Irlanda. Após o fechamento da transação, 63% da empresa combinada será propriedade dos acionistas da Aon e 37% será propriedade dos acionistas da Willis Towers Watson.

AMX Corretora de Seguros fecha parceria com Seguro Saúde Internacional 520

Aimoré Maia é CEO da AMX / Divulgação

Empresa possui 35 anos de experiência em gestão de saúde

Com objetivo de ampliar o portfólio voltado para comercialização da corretora, a AMX Seguros fechou uma parceria com a VUMI Seguro Saúde Internacional, que possui ampla variedade de planos que cobrem segurados em vários estágios de suas vidas, desde os que estejam iniciando uma família aos que chegaram à terceira idade. Os planos são projetados para proporcionar uma cobertura global, onde a assistência médica é aceita em diversos países. Com sede em Dallas, no Texas, a empresa é um grupo internacional de gestão de saúde com 35 anos de experiência na indústria, possuem escritórios nos Estados Unidos, Canadá, Emirados Árabes e na América Latina. E conta com mais de 450 funcionários, de várias nacionalidades.

De acordo com o CEO da AMX Corretora de Seguros, Aimoré Maia, ter a VUMI Seguro Saúde Internacional como parceira de negócios consolida o trabalho da empresa em poder oferecer um produto diferenciado para seus segurados. “A VUMI possui planos projetados para proporcionar uma cobertura global, oferecendo atendimento em diversos países. O conceito VIP está incorporado à sua marca, sendo parte de um compromisso de oferecer um serviço diferenciado. Ter uma seguradora com cobertura internacional, só consolida a nossa forma de atuação, onde possuímos a diversificação dos planos e seguros saúde para os nossos clientes, adequando a sua necessidade, prestando uma consultoria de excelência em todos os aspectos”, explica.

Segflix recebe sócia da Moby Corretora de Seguros 241

Kamila Alves e Arley Boullosa, da Kuantta Consultoria / Divulgação

Será no dia 15 de abril, a partir das 19h

A Kuantta Consultoria promove uma transmissão online que acontece no dia 15 de abril, às 19 horas no canal Segflix, no YouTube. O evento conta com a participação da Sócia da Moby Corretora de Seguros, Kamila Alves, que vai falar sobre as novidades e as oportunidades de negócios de uma das operadoras que mais crescem no Brasil, a Prevent Sênior.

Para o Fundador do Canal Segflix, Arley Boulla, falar sobre toda operação da operadora, tem como finalidade dar o suporte necessário para os corretores. “A Prevent Sênior tem uma operação consolidada e, vez ou outra, tem sido notícia, porque tem incomodado em função de seu sucesso. Aprendeu a trabalhar um nicho específico de 50 + e muita gente tem receio que ela passe a dar foco em outras idades. Vamos falar sobre mercado de saúde em tempos de pandemia, sobre a Prevent Sênior e suas novidades para os corretores de seguros. A Kamila Alves é uma das especialistas de saúde que mais conhece da operadora e teremos mais uma live que vai ajudar os corretores a rentabilizar suas corretoras”, explica.

Já Kamila Alves, informa que a informação sempre agrega da melhor maneira possível. “Há um ano iniciamos o programa corretor parceiro na Moby Seguros voltado para a Prevent Senior. Identificamos inicialmente um produto com grande capacidade de crescimento e poucas corretoras e concessionárias autorizadas a comercializar. Hoje contamos com mais de 160 corretores que produzem conosco mensalmente e isso nos trás uma responsabilidade de fazer treinamento, repassar informações e troca diária sobre as principais informações do produto que trazem muitas particularidades. No ano passado, ao realizarmos nosso primeiro treinamento a busca por informações foi tão grande que se fez necessário não abrir somente aos parceiros mas também a todo mercado. Nosso objetivo diário é agregar conhecimento sobre o plano de saúde que mais cresce no Brasil. Em constante expansão a Prevent Sênior anuncia rede credenciada em locais estratégicos do Rio como: Niterói, Duque de Caxias e São Gonçalo além do Distrito Federal. Nessa live, abordaremos as principais mudanças, comissão e espaço no mercado de saúde”, conclui.

Participe da transmissão, para conhecer os últimos números e aumentar sua rentabilidade com um produto com aceitação positiva. O evento será transmitido no canal Segflix.

Vieira Corretora de Seguros menciona a importância do seguro recursal 464

Fernando Vieira é o executivo principal da Vieira Corretora / Divulgação

Empresa é especialista neste tipo de apólice

Segundo informações divulgadas pela Justiça do Trabalho, foi assegurado o pagamento de mais de R$ 30 bilhões em dívidas trabalhistas em 2020. Para muitas empresas, arcar com esses custos pode comprometer a operação diária dos negócios, uma vez ela que é obrigada a fazer um depósito recursal, conforme está previsto no artigo 899 da Consolidação das Leis trabalhistas (CLT), é o valor total da condenação em primeira instância, que deve ir para o banco e ficar retido enquanto a empresa recorre desse primeiro resultado desfavorável e aguarda o julgamento em 2ª instância para a ação ser finalizada.

Com a reforma tributária, essa modalidade de seguros permite que empresas que desejam recorrer de uma decisão, não utilizem recursos próprios durante os trâmites judiciais. A Vieira Corretora de Seguros é especialista nesse tipo de seguro e pode prestar uma consultoria personalizada. A reforma trabalhista está prevista na Lei 13.467/2017 a possibilidade de substituir o depósito recursal em dinheiro por um Seguro de Garantia Judicial.

Para o Gestor da Vieira Corretora de Seguros, Fernando Vieira, as empresas precisam estar atentas a esse detalhe. “Sabemos que o Brasil gera mais de R$ 30 bilhões em dívidas trabalhistas e o seguro recursal, pode ser uma alternativa excelente para a preservação do fluxo de caixa. O seguro garantia para depósito recursal oferece a possibilidade de uma corporação manter sua rotina financeira viável enquanto aguarda o julgamento, sem precisar utilizar seu caixa para arcar com esse tipo de despesa”, explicou.

É correto afirmar que o Brasil está entre os países que mais geram disputas trabalhistas. No ano passado, o Tribunal Superior do Trabalho abriu 765.236,00 novos litígios e conseguiu encerrar 757.794,00. A maioria ocorrida nas regiões Sul e Sudeste. E esse cenário sempre provocou oscilações financeiras em pequenas e médias empresas.