BB Seguros responde às principais dúvidas sobre seguro de vida 536

BB Seguros responde às principais dúvidas sobre seguro de vida

Pandemia aumentou a procura pela modalidade, mas pessoas ainda têm dúvidas sobre contratação, benefícios e coberturas

A pandemia fez a população refletir sobre a importância de estar preparado para lidar com os imprevistos. A BB Seguros, por exemplo, registrou crescimento do volume de contratações e redução na quantidade de cancelamentos de apólices de seguro de vida durante 2020, um grande indicativo de que há preocupação em manter o seguro como medida de proteção neste momento.

Pensando nesse cenário, a Brasilseg, uma empresa BB Seguros, preparou um guia rápido sobre seguro de vida para ajudar àqueles que não tiveram contato com seguros anteriormente e desejam sanar suas dúvidas antes de decidir pela contratação. Quem responde sobre os mitos e verdades desse segmento é a superintendente de Seguros de Vida da Brasilseg, Karina Massimoto.

1. Por que devo contratar um seguro de vida?

O seguro de vida é um passo fundamental de um bom planejamento financeiro, e tem como finalidade proteger o padrão de vida do segurado ou de seus dependentes, em momentos inesperados. Uma boa apólice pode proporcionar a chance de retomar planos, depois de uma situação imprevista.

2. O que é beneficiário? Quem pode ser indicado?

Quando alguém contrata um seguro de vida, deve escolher o beneficiário, que receberá o valor da apólice em caso de morte do segurado. O objetivo desse produto é oferecer proteção e tranquilidade para o futuro de pessoas próximas, por isso geralmente são indicados dependentes financeiros. Como os relacionamentos familiares e conjugais mudam, assim como as prioridades do segurado, e os filhos conquistam a liberdade financeira, é dada a possibilidade de alterar o beneficiário a qualquer momento durante a vigência da apólice.

3. A indenização só é paga no caso de óbito?

Não. Os seguros de vida também preveem pagamento de indenização no caso de invalidez e doenças graves do segurado, garantindo que possa continuar seu tratamento e manter seu padrão de vida.

4. Como escolher o melhor seguro para mim?

A primeira dica é escolher uma seguradora, que disponha de recursos para pagar sinistros registrada, autorizada a funcionar pela Susep (Superintendência de Seguros Privados), que regula o setor. Além disso, é importante verificar os planos e coberturas que se encaixam às suas necessidades, e os termos de contratação e carências e verificar se o valor condiz com seu planejamento financeiro.

5. É muito burocrático fazer um seguro de vida?

Na verdade, é até muito fácil contratar um seguro de vida! No caso da BB Seguros, basta acessar o site, escolher o plano que se encaixa melhor às suas necessidades, e optar entre ir até uma agência, entrar em contato pelos canais digitais (app e chat) ou por telefone.

6. Sou autônomo, posso fazer um seguro de vida?

Sim, sem dúvida. O seguro de vida é para quem está disposto a ter mais tranquilidade, seja ele autônomo ou tenha carteira assinada. Existem planos e valores diferentes para atender às necessidades de cada pessoa.

7. Sou solteiro e não tenho dependentes. Por que devo fazer seguro de vida?

É importante lembrar que o seguro de vida não trata apenas de indenização por falecimento, mas que agrega coberturas importantes, como garantir a sua própria estabilidade financeira em caso de invalidez ou doença grave, por exemplo. Para isso, basta analisar se o plano escolhido está de acordo com seu perfil antes da contratação e verificar as coberturas que atendem às suas necessidades.

8. Eu tenho uma profissão de risco ou pratico esportes radicais. Posso contratar um seguro de vida?

É importante que você fale sobre isso no processo da contratação, para que a seguradora analise a viabilidade e, caso aceite, estabelecer os valores da apólice após a análise dos riscos.

9. Estou começando uma família. Por que devo ter um seguro de vida?

Para quem está começando uma família, a contratação do seguro de vida é essencial para cuidar de seus descendentes. Em caso de imprevistos, sua família estará amparada, e no caso de haver crianças, elas deverão ter o apoio até a maioridade ou completar sua educação. Nesse caso, é importante verificar o valor do seguro e ter certeza de que o benefício possa ser suficiente para auxiliar no sustento e criação do(s) seu(s) filho(s).

10. Há idade mínima ou limite para a contratação de um seguro de vida?

A idade mínima para contratação de um seguro de vida é de 18 anos. Quanto à idade máxima, geralmente as restrições são impostas pelas seguradoras, mas na BB Seguros admitimos pessoas até 70 anos.

11. Quanto custa um seguro de vida? É caro?

O custo do seguro de vida varia de acordo com as coberturas escolhidas, e há planos bastante acessíveis. O que pode determinar mudanças de valor são fatores como idade, saúde e estilo de vida, na BB Seguros existem opções a partir de R$ 9,13 por mês.

12. Existem benefícios para o segurado usufruir em vida?

Sem dúvida! Nossas soluções BB Vida Leve, BB Vida Plena e BB Vida Total trazem diferenciais e benefícios para o segurado conforme o plano escolhido, como assistências médicas com consultas e exames, segunda opinião médica, locação de aparelhos ortopédicos, orientação nutricional, psicológica e fitness. No caso dos clientes do plano BB Vida Total eles ainda podem escolher um entre três serviços exclusivos: terapia online; pulseira inteligente ou mapeamento genético, capaz de identificar a origem ancestral, propensões a doenças e características físicas conforme estudo do DNA do cliente para melhorar sua qualidade de vida.

Saúde mental nas empresas é tema de evento online e gratuito 480

Tatiana Pimenta é fundadora e CEO da Vittude / Divulgação

Realizado pela Vittude em parceria com a Careplus, o Corporate Mental Health Week aborda temas relevantes para a campanha de Janeiro Branco

Entre os dias 26 e 29 de janeiro, a Vittude, empresa referência em psicologia online e saúde emocional corporativa, e a operadora de saúde premium, Care Plus realizam o Corporate Mental Health Week. O evento reunirá líderes empresariais, executivos, psicólogos e especialistas em RH para debater a saúde mental no ambiente corporativo.

Segundo a London School of Economics and Political Sciences, as empresas brasileiras perdem mais de R$ 200 bilhões anualmente, em função do adoecimento psicológico da equipe. A urgência de discutir o tema, ainda tabu no ambiente corporativo, tem se tornado mais evidente após o início da pandemia.

“Estamos no Janeiro Branco, mês dedicado à conscientização sobre saúde mental. É um período muito importante para discutirmos o tema, bem como ampliarmos o debate sobre o olhar de cuidado dentro de organizações. A OMS incluiu, em 2019, a síndrome de Burnout na 11ª Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-11) como um fenômeno ocupacional. Com uma das maiores crises sanitárias da história, o debate sobre saúde mental no ambiente corporativo se tornou urgente. A pandemia trancou todo mundo dentro de casa, muitas pessoas viveram o luto, perderam membros da família por conta do Covid, e o RH das empresas ficou sobrecarregado com os novos desafios”, diz Tatiana Pimenta, fundadora e CEO da Vittude.

De acordo com um estudo realizado pela Vittude, em parceria com a Opinion Box, 47% das empresas brasileiras não adotaram nenhum procedimento sobre saúde mental para seus funcionários durante 2020, mesmo que 33% dos trabalhadores no Brasil tenham apresentado insônia, e 33% tiveram crises de ansiedade após o início da pandemia.

O evento está em sua segunda edição. Realizado presencialmente no CUBO Itaú, em janeiro de 2020, a primeira recebeu mais de 700 participantes. Desta vez, em decorrência da pandemia, o evento será 100% online e gratuito. A ABRH Brasil é apoiadora do evento e a Vetor Editora patrocina esta edição.

Alguns dos temas a serem debatidos no evento são: esgotamento emocional, tecnologia como aliada na prevenção ao suicídio, saúde negra, diversidade e inclusão e educação emocional. Entre as empresas participantes do evento estão Grupo Boticário, Raia Drogasil, SAP, Microsoft, Oracle, Careplus, RD Station e Warren, entre outras.

Serviço:

Corporate Mental Health Week;
Quando: de 26 a 29 de janeiro;
Onde: Online;
Realização: Vittude e Care Plus;
Programação e Inscrições: neste endereço.

CEO da Ituran Brasil participa ao vivo do Seguro Sem Mistério na próxima terça 637

Amit Louzon demonstra como proteger o carro durante todos os períodos do ano

O programa Seguro Sem Mistério da próxima terça-feira (19) recebe o CEO da Ituran Brasil, Amit Louzon. O especialista demonstra como ficar com o carro protegido durante todos os períodos do ano, em especial, no veraneio.

Com o comando de Júlia Senna e William Anthony, a entrevista também vai abordar um breve balanço sobre os resultados da Ituran Brasil em 2020 e quais as expectativas da empresa para o ano que acaba de começar. Será ao vivo, a partir das 17h30min, no canal do JRS no YouTube.

Desde a estreia do novo formato, no final de novembro, o Seguro Sem Mistério conquistou mais de 18 mil visualizações no YouTube. Além disso, a atração é apresentada de terça a domingo para mais de 40 municípios do Rio Grande do Sul, através do canal 520 da NET HD.

Afinal, por que tanto mal entendido com a Resolução 382/2020? 3385

Confira opinião de André Thozeski, Corretor de Seguros

André Thozeski é Corretor de Seguros / Divulgação
André Thozeski é Corretor de Seguros / Divulgação

O Corretor de Seguros, André Thozeski, percebeu que alguns colegas de profissão podem estar confusos diante da Resolução 382/2020. Segundo Thozeski, a medida determina que o corretor “disponibilize ao cliente o montante da remuneração” – o que, na visão do profissional, não significa o mesmo que “publicar a sua comissão”.

Confira o artigo na íntegra:

Talvez devido a erros de “interpretação de textos”… A resolução 382/20 manda “DISPONIBILIZAR AO CLIENTE O MONTANTE DA REMUNERAÇÃO”, não “PUBLICAR A COMISSÃO”…

Vejamos o que diz a resolução:

“(…) Antes da aquisição de produto de seguro, de capitalização ou de previdência complementar aberta, o intermediário deve disponibilizar formalmente ao cliente (…) o montante de sua remuneração pela intermediação do contrato (…)”.

A 382/20 não menciona “informar ou publicar” percentual de comissionamento ou o valor da remuneração. O que consta ali é que o intermediário deve “disponibilizar”. Segundo o Dicionário Aurélio, alguns sinônimos de disponibilizar: “Tornar disponível, acessível, possibilitar, providenciar, facultar, facilitar, dispor, oportunizar, propiciar, viabilizar, autorizar, liberar”.

Exemplo: “A professora vai disponibilizar resumo da matéria para os alunos interessados”.

Não está escrito que o Corretor tem que sair publicando “percentuais de comissões” em cotações, como vê-se alguns fazendo. E mais: a 382/20 diz, textualmente, DISPONIBILIZAR AO CLIENTE, ou seja, é um assunto privado, que diz respeito tão somente ao proponente, ao cliente, não “ao público” ou “ao concorrente”.

Como o Corretor pode atender e cumprir o que determina a 382/20?

Que tal fazendo EXATAMENTE o que ela determina?. Informando ao proponente que estão à sua disposição todas as informações.

Por exemplo, introduzindo na correspondência, e-mail, mensagem ou planilha em que apresenta opção de contratação de seguro, de capitalização ou de previdência complementar aberta, a seguinte mensagem:

(Se operando como o Profissional Corretor, Pessoa Natural, no singular):

“Em cumprimento a Legislação vigente, especialmente Lei 8078/90 CDC – Código de Defesa do Consumidor e Resolução CNSP 382/2020, como o Profissional Corretor de Seguros responsável pela intermediação, declaro que todas as informações relativas à proposta e ao contrato de seguro/capitalização/previdência complementar aberta, objeto deste orçamento, inclusive informações referentes à remuneração, pela Seguradora, do meu trabalho como assessor do Segurado, como Representante do Segurado diante da Seguradora, ao longo de toda a vigência do Contrato, estão à disposição e poderão ser solicitadas, a qualquer tempo, por qualquer um de nossos canais de contato”.

(Se operando como Empresa Corretora, Pessoa Jurídica, no plural):

“Em cumprimento a Legislação vigente, especialmente Lei 8078/90 CDC – Código de Defesa do Consumidor e Resolução CNSP 382/2020, nossa Empresa Corretora de Seguros, responsável pela intermediação, declara que todas as informações relativas à proposta e ao contrato de seguro/capitalização/previdência complementar aberta, objeto deste orçamento, inclusive informações referentes à remuneração, pela Seguradora, do nosso trabalho como assessores do Segurado, como Representantes do Segurado diante da Seguradora, ao longo de toda a vigência do Contrato, estão à disposição e poderão ser solicitadas, a qualquer tempo, por qualquer um de nossos canais de contato”.

Penso que “fazer alguma coisa” é melhor que “não fazer nada”. Portanto, acredito que desta maneira estou cumprindo o que manda a 382/20.

Essa é a minha opinião. Afinal, nariz e opinião, todos temos…

André Thozeski, Corretor de Seguros desde 1988, com muito orgulho.

Corretora de Seguros com duas ofertas de trabalho em Porto Alegre (RS) 1042

Corretora de Seguros com duas ofertas de trabalho em Porto Alegre (RS)

Empresa conta com posições disponíveis para Assistente Administrativo e Vendedor Interno Automóvel

Corretora de Seguros de Porto Alegre (RS) conta com duas oportunidades de trabalho. Os candidatos que contarem com passagem por seguradora terão diferencial.

Uma das vagas é para Assistente Administrativo. Entre as principais atribuições está o controle da emissão de parcelas e sinistros.

Outra posição é para Vendedor Interno Automóvel. Entre as funções da pessoa contratada está a elaboração de cálculos e negociação de seguros automóvel e frota com clientes da corretora.

Para as duas vagas são oferecidos salário e benefícios conforme valores de mercado.

Gostou? Envie seu currículo para vagacorrpoa@gmail.com.

Tokio Marine apresenta novo Gerente Comercial de Vida no Paraná 517

Fabiano Polli é o novo Gerente Comercial de Vida da Tokio Marine no Paraná / Divulgação

Fabiano Polli assume o atendimento de Curitiba e Região Metropolitana, Litoral, Campos Gerais e Guarapuava

A Tokio Marine, uma das maiores Seguradoras do País, anuncia a contratação de Fabiano Polli para a Sucursal Curitiba como novo Gerente Comercial de Vida. O executivo passará a compor a equipe da Diretoria Comercial Vida da Regional II, sob a gestão de Rosângela Spak. Polli prestará apoio às equipes de vendas de Curitiba e Região Metropolitana, Litoral, além de Campos Gerais e Guarapuava, totalizando 81 municípios.

O gerente dará continuidade ao trabalho de aculturamento, capacitação e relacionamento com Corretores e Assessorias já estabelecido pela Sucursal Curitiba, sendo um facilitador entre a área técnica e comercial para o crescimento da carteira de Vida. A Sucursal possui hoje mais de mil Corretores ativos, atendidos por quatro Gerentes Comerciais, três Assessorias e Suporte Comercial que contarão com a dedicação total do novo Comercial ao Produto Vida.

Para Marcos Kobayashi, Diretor Comercial Nacional Vida, essa é mais uma contratação alinhada ao compromisso da Tokio Marine de apoiar o Corretor de Seguros e garantir oportunidades de negócios no segmento de Pessoas. “A Tokio Marine é reconhecida por sua proximidade com o Corretor e sua forma diferenciada de trabalho em todo o País. Isso ocorre graças a uma equipe de especialistas preparada para apoiar os Corretores e as Assessorias no fortalecimento da relevância do Seguro de Vida na Proteção Pessoal, Financeira e Familiar. Tenho certeza que o Fabiano Polli está alinhado aos nossos Valores e dará uma grande contribuição à nossa atuação no estado do Paraná”, afirma Kobayashi.

New Report

Close