Apenas 4 em cada 10 brasileiros acham que vida voltará ao normal em 2021 448

Apenas 4 em cada 10 brasileiros acham que vida voltará ao normal em 2021

Estudo da Ipsos analisou as previsões de entrevistados do Brasil e do mundo para o ano que se inicia

Os brasileiros não estão otimistas de que poderão voltar às suas rotinas pré-pandemia neste ano. A pesquisa Global Advisor 2021 Predictions, realizada pela Ipsos desde 2012 para analisar as expectativas de cidadãos do mundo sobre o ano que se inicia, apontou que somente 41% dos respondentes do Brasil acreditam que a vida no país voltará ao normal após os efeitos da crise do novo coronavírus.

A previsão brasileira reflete exatamente a opinião disseminada globalmente. Na média dos 31 países ouvidos pelo levantamento, o percentual de pessoas que não apostam em um retorno à normalidade também é de 41%. As nações que mais acham que 2021 será um ano normal – diferentemente do período pandêmico de 2020 – são China (90%), Arábia Saudita (75%) e Índia (63%). Por outro lado, França (16%), Reino Unido (23%) e Japão (26%) são os menos otimistas.

As expectativas para o ano que se inicia são pautadas no pessimismo de quase todas as nações. Em apenas três de 31 países, mais da metade dos respondentes acredita que o mundo mudará para melhor por causa da pandemia de Covid-19. São eles: Índia (62%), Arábia Saudita (58%) e Peru (51%). No Brasil, só 21% acham que o mundo será melhor em 2021. A média global é de 30%.

Além disso, somente um em cada quatro brasileiros acredita que, em 2021, a economia do país se recuperará completamente dos efeitos da crise sanitária. Chineses (92%), sauditas (76%) e malasianos (61%) são os mais esperançosos, enquanto Reino Unido e Bélgica (ambos com 11%), França (14%) e Canadá (15%) duvidam de uma retomada econômica. Considerando as 31 nações, são 32%.

Para a maioria, cuidados de proteção não devem ser mantidos

Um dos hábitos que o ano de 2020 trouxe para grande parte dos cidadãos do Brasil e do mundo foi o uso de máscaras, a fim de evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Segundo afirmam os brasileiros, no entanto, a prática não deve ser mantida em 2021. Menos da metade dos entrevistados localmente (45%) acredita que as pessoas continuarão a usar máscaras em lugares públicos daqui um ano. Contabilizando todas as nações, são 61%.

Os índices mais altos de apoio às máscaras em lugares públicos foram em países orientais: Malásia (86%), Japão (83%) e China (81%). Em contrapartida, Suécia (18%), Nova Zelândia (30%) e Austrália (37%) não devem fazer deste um hábito recorrente no futuro.

Apesar de o endosso ao uso de máscaras em 2021 não ser alto, um número significativo de pessoas acredita que o ano pode trazer mais uma situação de crise na saúde mundial. No Brasil, 46% acham que haverá outra pandemia global causada por um novo vírus. A média entre todos os países é de 47%.

Expectativa de vacina contra Covid-19 segue alta

Desde que a pandemia se instaurou no planeta, em meados de março de 2020, há a expectativa de que uma vacina seja desenvolvida para conter a doença. Para 2021, a esperança da população em uma vacinação eficaz segue alta. Entre os respondentes do Brasil, 73% acreditam que uma vacina bem-sucedida contra a Covid-19 será desenvolvida. Os mais esperançosos são China (92%), Israel e Malásia (empatados com 84%), e Arábia Saudita (80%). Em contrapartida, França (48%), Polônia (53%) e Alemanha (55%) são mais céticos em relação ao desenvolvimento de uma imunização efetiva.

Mesmo que a expectativa se concretize e que o mundo tenha uma vacina eficaz contra a Covid-19 em 2021, parte dos entrevistados não acredita que ela será amplamente disponibilizada em seus países. No Brasil, 62% confiam que a vacinação estará disponível em larga escala. No mundo todo, são 60%.

A pesquisa foi realizada com 15.700 entrevistas on-line, com adultos entre 16 e 74 anos de 31 países. Os dados foram colhidos entre os dias 23 de outubro e 06 de novembro de 2020. A margem de erro para o Brasil é de 3,5 pontos percentuais.

Afinal, por que tanto mal entendido com a Resolução 382/2020? 3316

Confira opinião de André Thozeski, Corretor de Seguros

André Thozeski é Corretor de Seguros / Divulgação
André Thozeski é Corretor de Seguros / Divulgação

O Corretor de Seguros, André Thozeski, percebeu que alguns colegas de profissão podem estar confusos diante da Resolução 382/2020. Segundo Thozeski, a medida determina que o corretor “disponibilize ao cliente o montante da remuneração” – o que, na visão do profissional, não significa o mesmo que “publicar a sua comissão”.

Confira o artigo na íntegra:

Talvez devido a erros de “interpretação de textos”… A resolução 382/20 manda “DISPONIBILIZAR AO CLIENTE O MONTANTE DA REMUNERAÇÃO”, não “PUBLICAR A COMISSÃO”…

Vejamos o que diz a resolução:

“(…) Antes da aquisição de produto de seguro, de capitalização ou de previdência complementar aberta, o intermediário deve disponibilizar formalmente ao cliente (…) o montante de sua remuneração pela intermediação do contrato (…)”.

A 382/20 não menciona “informar ou publicar” percentual de comissionamento ou o valor da remuneração. O que consta ali é que o intermediário deve “disponibilizar”. Segundo o Dicionário Aurélio, alguns sinônimos de disponibilizar: “Tornar disponível, acessível, possibilitar, providenciar, facultar, facilitar, dispor, oportunizar, propiciar, viabilizar, autorizar, liberar”.

Exemplo: “A professora vai disponibilizar resumo da matéria para os alunos interessados”.

Não está escrito que o Corretor tem que sair publicando “percentuais de comissões” em cotações, como vê-se alguns fazendo. E mais: a 382/20 diz, textualmente, DISPONIBILIZAR AO CLIENTE, ou seja, é um assunto privado, que diz respeito tão somente ao proponente, ao cliente, não “ao público” ou “ao concorrente”.

Como o Corretor pode atender e cumprir o que determina a 382/20?

Que tal fazendo EXATAMENTE o que ela determina?. Informando ao proponente que estão à sua disposição todas as informações.

Por exemplo, introduzindo na correspondência, e-mail, mensagem ou planilha em que apresenta opção de contratação de seguro, de capitalização ou de previdência complementar aberta, a seguinte mensagem:

(Se operando como o Profissional Corretor, Pessoa Natural, no singular):

“Em cumprimento a Legislação vigente, especialmente Lei 8078/90 CDC – Código de Defesa do Consumidor e Resolução CNSP 382/2020, como o Profissional Corretor de Seguros responsável pela intermediação, declaro que todas as informações relativas à proposta e ao contrato de seguro/capitalização/previdência complementar aberta, objeto deste orçamento, inclusive informações referentes à remuneração, pela Seguradora, do meu trabalho como assessor do Segurado, como Representante do Segurado diante da Seguradora, ao longo de toda a vigência do Contrato, estão à disposição e poderão ser solicitadas, a qualquer tempo, por qualquer um de nossos canais de contato”.

(Se operando como Empresa Corretora, Pessoa Jurídica, no plural):

“Em cumprimento a Legislação vigente, especialmente Lei 8078/90 CDC – Código de Defesa do Consumidor e Resolução CNSP 382/2020, nossa Empresa Corretora de Seguros, responsável pela intermediação, declara que todas as informações relativas à proposta e ao contrato de seguro/capitalização/previdência complementar aberta, objeto deste orçamento, inclusive informações referentes à remuneração, pela Seguradora, do nosso trabalho como assessores do Segurado, como Representantes do Segurado diante da Seguradora, ao longo de toda a vigência do Contrato, estão à disposição e poderão ser solicitadas, a qualquer tempo, por qualquer um de nossos canais de contato”.

Penso que “fazer alguma coisa” é melhor que “não fazer nada”. Portanto, acredito que desta maneira estou cumprindo o que manda a 382/20.

Essa é a minha opinião. Afinal, nariz e opinião, todos temos…

André Thozeski, Corretor de Seguros desde 1988, com muito orgulho.

Corretora de Seguros com duas ofertas de trabalho em Porto Alegre (RS) 1000

Corretora de Seguros com duas ofertas de trabalho em Porto Alegre (RS)

Empresa conta com posições disponíveis para Assistente Administrativo e Vendedor Interno Automóvel

Corretora de Seguros de Porto Alegre (RS) conta com duas oportunidades de trabalho. Os candidatos que contarem com passagem por seguradora terão diferencial.

Uma das vagas é para Assistente Administrativo. Entre as principais atribuições está o controle da emissão de parcelas e sinistros.

Outra posição é para Vendedor Interno Automóvel. Entre as funções da pessoa contratada está a elaboração de cálculos e negociação de seguros automóvel e frota com clientes da corretora.

Para as duas vagas são oferecidos salário e benefícios conforme valores de mercado.

Gostou? Envie seu currículo para vagacorrpoa@gmail.com.

Tokio Marine apresenta novo Gerente Comercial de Vida no Paraná 479

Fabiano Polli é o novo Gerente Comercial de Vida da Tokio Marine no Paraná / Divulgação

Fabiano Polli assume o atendimento de Curitiba e Região Metropolitana, Litoral, Campos Gerais e Guarapuava

A Tokio Marine, uma das maiores Seguradoras do País, anuncia a contratação de Fabiano Polli para a Sucursal Curitiba como novo Gerente Comercial de Vida. O executivo passará a compor a equipe da Diretoria Comercial Vida da Regional II, sob a gestão de Rosângela Spak. Polli prestará apoio às equipes de vendas de Curitiba e Região Metropolitana, Litoral, além de Campos Gerais e Guarapuava, totalizando 81 municípios.

O gerente dará continuidade ao trabalho de aculturamento, capacitação e relacionamento com Corretores e Assessorias já estabelecido pela Sucursal Curitiba, sendo um facilitador entre a área técnica e comercial para o crescimento da carteira de Vida. A Sucursal possui hoje mais de mil Corretores ativos, atendidos por quatro Gerentes Comerciais, três Assessorias e Suporte Comercial que contarão com a dedicação total do novo Comercial ao Produto Vida.

Para Marcos Kobayashi, Diretor Comercial Nacional Vida, essa é mais uma contratação alinhada ao compromisso da Tokio Marine de apoiar o Corretor de Seguros e garantir oportunidades de negócios no segmento de Pessoas. “A Tokio Marine é reconhecida por sua proximidade com o Corretor e sua forma diferenciada de trabalho em todo o País. Isso ocorre graças a uma equipe de especialistas preparada para apoiar os Corretores e as Assessorias no fortalecimento da relevância do Seguro de Vida na Proteção Pessoal, Financeira e Familiar. Tenho certeza que o Fabiano Polli está alinhado aos nossos Valores e dará uma grande contribuição à nossa atuação no estado do Paraná”, afirma Kobayashi.

Inovação é tema de webinar promovido pelo IRB Brasil RE, MAG Seguros e PUC-Rio 449

Inovação é tema de webinar promovido pelo IRB Brasil RE, MAG Seguros e PUC-Rio

Edição 2021 do Insurtech Innovation Program será apresentada ao vivo, na segunda-feira (18), às 18h. Inscreva-se e participe!

Como a inovação pode mudar a vida de estudantes e profissionais? O IRB Brasil RE, a MAG Seguros e a PUC-Rio promovem na segunda-feira (18), à 18h, um webinar para responder a pergunta e apresentar o Insurtech Innovation Program 2021, inciativa pioneira no mercado de seguros e resseguros. Estarão ao vivo o diretor de Clientes, Inovação e Marketing do IRB Brasil RE, Lucas Mello, a superintendente de Gestão da Inovação da MAG Seguros, Renata Loyola, e ex-participantes do programa. Para assistir, é necessário se inscrever gratuitamente neste endereço.

O Insurtech Innovation Program, que é uma parceria das duas empresas com a universidade, chega a sua 4ª edição neste ano. Pela primeira vez, o programa poderá contar com a participação de alunos de graduação de qualquer lugar do país. As inscrições para a seleção estão abertas, e os interessados podem se candidatar até 03 de fevereiro de 2021 neste endereço. As aulas começam em março de 2021.

O programa visa desenvolver alunos de graduação em conhecimentos de inovação e ferramentas tecnológicas como inteligência artificial, machine learning, internet das coisas e blockchain. A partir disso, o Insurtech incentiva a busca por soluções que possam contribuir com o mercado de seguros e resseguros a partir de diferentes temas, como longevidade, relacionamento com o cliente e novos produtos.

Ao todo, são 21 vagas e o processo seletivo consiste em análise do formulário preenchido e dos materiais enviados, incluindo a criação de um vídeo, produção de uma linha do tempo sobre a vida pessoal acadêmica e um descritivo sobre o candidato. Já na segunda etapa, haverá entrevistas e dinâmicas individuais. Nenhum pré-requisito é exigido. Todos os selecionados ganharão uma bolsa-estágio e é necessário que os estudantes tenham disponibilidade diária no período da tarde, porque as aulas acontecerão das 14 às 18 horas de segunda a sexta-feira, com carga horária de 20 horas semanais e duração de um ano.

Consórcio Magalu e Livelo lançam recompensa em pontos para indicação de compra em consórcio 616

Consórcio Magalu e Livelo lançam recompensa em pontos para indicação de compra em consórcio

Benefício é válido para aquisições e indicações do consórcio para amigos e familiares no segmento de veículos

O Consórcio Magalu, plataforma de consórcios mais diversa do país, oferece mais uma vantagem aos clientes. Em parceria com a Livelo, programa de benefícios para acúmulo de pontos, que podem ser trocados por produtos e serviços, cada cliente que fizer a indicação do consórcio para um conhecido através do app, terá um código de identificação para ser compartilhado que irá gerar pontos pela Livelo.

Os clientes do Consórcio Magalu poderão indicar amigos que ainda não conhecem o Consórcio Magalu para ganharem pontos Livelo, na primeira compra do consórcio no segmento de veículos. O cliente ganhará pontos pela indicação e o amigo indicado também. Para buscar pontos, basta usar o aplicativo do Consórcio Magalu, de fácil acesso e usabilidade. Pelo app, é possível fazer qualquer tipo de operação, no simples toque do celular.

“Esta ação atesta a sinergia entre as duas empresas que têm a diversidade de produtos como essência das marcas”, afirma Leonardo Osório, Head Negócios Digitais. Com o Consórcio Magalu é possível adquirir carros, motos, imóveis, viagens, eletrodomésticos e eletrônicos, e até cirurgias plásticas, com parcelas que cabem no bolso e sem os juros dos financiamentos. Os pontos Livelo também apresentam uma enorme variedade de opções: com eles, o consumidor pode receber recompensas em passagens aéreas, eletrodomésticos e eletrônicos, cosméticos, além de trocar por produtos e descontos em diversas marcas.

A ação visa beneficiar ainda mais os clientes do Consórcio Magalu em parceria com outra empresa já consolidada no mercado como a Livelo. A empresa consórcio Grupo Magalu preza pela excelência dos serviços e no atendimento aos clientes. Os vários prêmios nesta área justificam a tradição de qualidade. Recentemente, o Consórcio Magalu foi reconhecido pela terceira vez consecutiva, como o melhor atendimento no prêmio Reclame Aqui 2020, na categoria Consórcios, além disso, também conta com selo RA1000 de atendimento.

O valor do prêmio será de mil pontos Livelo para o indicador e mais mil pontos Livelo para o indicado, vinculados a compra de consórcio no segmento de veículos, após pagamento da 1ª parcela e participação da 1ª assembleia. Os pontos Livelo podem ser revertidos em milhas aéreas, lojas, produtos e serviços.

Para mais informações conheça o site do Consórcio Magalu e da Livelo.

New Report

Close