Carlos Josias: A constante reinvenção do setor de seguros 750

Carlos Josias: A constante reinvenção do setor de seguros

Confira artigo de Carlos Josias Menna de Oliveira, Sócio da C. Josias e Ferrer Advogados Associados

Carlos Josias Menna de Oliveira é sócio fundador do escritório C. Josias & Ferrer Advogados Associados / Divulgação
Carlos Josias Menna de Oliveira é sócio fundador do escritório C. Josias & Ferrer Advogados Associados / Divulgação

Não nasci há dez mil anos atrás, tampouco vi tantas coisas como Raulzito, mas vi muito ao longo destes 50 anos trabalhando no setor – que serão completados em novembro, livre de Covid se os Deuses quiserem – (vale para todos nós até para que sejam mantidos e até redobrados os cuidados, porque este vírus maldito se recompõe também).

Reinventar é recriar, trabalhar em cima do que já existe.

Recordando estes 50 anos militando no setor, seguradoras e corretoras como funcionário por 12 anos e 38 anos atuando como advogado. Me ocorre, com dose de humor, lembrar da publicidade antiga da cerveja cujo marinheiro ao recomendá-la falava: “Pelas minhas andanças pelos sete mares…”, era o recado do capitão do navio. Já vi de tudo ou quase, menos uma cerveja tão boa quanto a do comercial – naquela época chamavam de “reclames”.

As barbas brancas do marinheiro eu adquiri, mas enxergo os oceanos dele com olhos de leigo, não vejo a transformação que aparentam; mas, nos oceanos do ramo que trabalho elas são visíveis.

Se tivesse que apontar – e estou me forçando a fazer – o que mais me impressiona neste ramo durante toda a minha existência nele, eu não teria nenhuma dúvida em dizer: a estupenda capacidade de se reinventar!

O setor chegou nos anos 1960 totalmente desorganizado e desencontrado até a Lei do Seguro – o histórico e antológico Decreto-Lei 73/66 – colocar todos no lugar e projetar um sistema operacional que não se acreditava que pudesse ser possível programar.

Ali incontáveis dificuldades foram atravessadas, quebras de seguradoras, crise nos montepios, enfim.

Quando a lei tinha de passar a ser executada de verdade, sair da intenção ou do “papel” – nos anos 1970 – o país se encontra num regime severo em que se misturavam seguranças e inseguranças ideológicas. E o setor seguiu firme sua marcha – sem ironia no termo. Se criou mesmo que houvesse repetidos problemas com liquidações extrajudiciais e outros percalços. A travessia continuou.

O setor venceu o período e ingressou na transição dos anos 1980, onde enfrentou uma inflação surreal que parecia invencível. E seguiu em frente, ainda que alguns pedaços ficassem pelo caminho, novas liquidações – que até hoje ocorrem vez que outra (mas quem não perde pedaços ao longo da vida?).

Anos 1990, 2000, 2010, 2020 – pandemia

Já repararam quantas vezes este setor teve que se reinventar? Perceberam quantas vezes houve pessimismo? Já perceberam quantas guerras tivemos de vencer para ter um pouco de paz?

Não, essas vitórias não foram Quixotescas, ainda que Cervantes me seduza.

Abro os noticiosos e vejo uma avalanche de novos produtos que estão sendo lançados pelos seguradores em geral, despejando dezenas ou centenas de opções aos consumidores. Sem que contar que novas empresas aportam no país.

Mas o que é isto se não uma capacidade de recriação admirável?

Nos 21 anos de existência do Escritório – que já são 38 – lançamos um livro que continha uma compilação de artigos escritos pelos sócios em informativos do ramo que denominamos “Conflitos Que Geram Produtos”. Contamos a quantidade enorme de batalhas judiciais que acabavam por – mirando eliminar conflitos – se transformando em opções de cobertura, como o “dano moral” – por exemplo – ou o suicídio que era um tormento.

Sim. Os advogados do setor colaboraram em muito para esta reinvenção. Mas não é a categoria, somente, que me faz traçar estas reflexões.

Estou me debruçando sobre os artificies desta construção que reinventa esta atividade como:

  • As direções que cobraram de suas equipes – nem sempre com tempo satisfatório para resposta – uma visão de mercado, perspectivas e diagnósticos;
  • Os Mestres Técnicos que reinventaram produtos e coberturas quando os que possuíam estavam pouco viáveis;
  • Os Atuários que estavam sempre prontos para ajustar a reinvenção a um preço compatível;
  • Os publicitários que tiveram a incumbência de apresentar ao grande público esta safra noviça;
  • Os comerciais que estiveram este tempo todo sempre se atualizando para poder levar ao consumo tais reinvenções
  • Os corretores que tiveram que ter compreensão técnica e de venda;
  • As entidades culturais em geral – que com suas insistentes atividades de ensinamento e treinamento aperfeiçoam e esclarecem o entendimento.

E muitos outros que transformam este ramo para melhor e com maior rentabilidade a cada dificuldade – sustentando uma multidão de famílias (quer com empregos, quer com reposição do patrimônio perdido).

Senhores, que privilégio ser colega de vocês.

Saudações;
Carlos Josias Menna de Oliveira, Sócio Diretor Fundador da C. Josias e Ferrer Advogados Associados.

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva 1396

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva

Seguro Sem Mistério especial acontece no dia 25 de maio, a partir das 17h30min

O programa Seguro Sem Mistério contará com edição especial no próximo dia 25 de maio, a partir das 17h30min. A transmissão ao vivo será liberada com exclusividade para inscritos neste endereço. Os jornalistas Júlia Senna e William Anthony conversam com o Superintendente de Produtos de Seguros da B3, Icaro Demarchi Araujo Leite, sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO).

Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação
Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação

“O registro das operações de seguro tem como objetivo atender a uma demanda regulatória aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e regulamentada pela a Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão supervisor do setor”, explica a B3 em nota. A empresa atua como provedora da infraestrutura para os registros das operações de seguro pelas participantes, que devem informar dados como: apólices e contratos similares, endossos, fluxos financeiros, sinistros, dentre outras informações.

Durante a edição especial do Seguro Sem Mistério será possível enviar perguntas e recados para o especialista. Aproveite e inscreva-se neste endereço (evento.jrs.digital).

Kipp Saúde chega ao mercado brasileiro de healthtechs 520

Kipp Saúde chega ao mercado brasileiro de healthtechs

Startup chega com a missão de oferecer um novo jeito de cuidar das pessoas, com atuação baseada no cuidado diário com a saúde

Hoje o mercado de healthtechs do país ganha um novo player no segmento. A Kipp Saúde chega com a missão de oferecer um novo jeito de cuidar das pessoas, destacando principalmente o acompanhamento contínuo da saúde e carregando em seu DNA a expertise e a excelência do Grupo Omint, referência em qualidade há mais de 40 anos no Brasil.

O lançamento da Kipp Saúde atende às novas demandas do mercado de planos de saúde e reforça a estratégia de inovação do Grupo Omint de atrair um perfil que, mais do que serviços, deseja consumir experiências inovadoras. “O Grupo Omint está atento ao atual cenário do país, e o lançamento da Kipp Saúde é uma consequência natural desse olhar cuidadoso para o novo momento que estamos vivendo”, declara André Coutinho, CEO do Grupo Omint. “A pandemia da Covid-19 impactou a todos e gerou novas demandas dos clientes de planos de saúde. Com isso, nós propomos soluções que contam com a expertise que temos acumulado nesse segmento há mais de 40 anos. Ela nos tornou especialistas em desenhar modelos de gestão da saúde que entregam alto valor agregado para cada indivíduo em sua operação”, acrescenta o executivo.

Planos de saúde individuais

Um estudo aprofundado sobre os modelos internacionais de gestão de saúde embasou a concepção e o planejamento da Kipp Saúde, e “a atenção primária à saúde foi priorizada por possibilitar o acompanhamento da saúde de maneira próxima, customizada e perene. Os planos da Kipp Saúde apresentam foco em iniciativas que englobam pilares como sono, alimentação e atividade física, o que ajuda a promover mais equilíbrio do corpo e da mente, e não apenas o atendimento quando o indivíduo apresenta queixas”, destaca Eduardo Monteiro, diretor de Saúde do Grupo Omint.

Inicialmente os planos da Kipp abrangem o município de São Paulo e são dirigidos a executivos, profissionais liberais, trabalhadores autônomos, microempreendedores e servidores públicos ou funcionários de empresa privada que não possuem um plano de qualidade ou extensão de planos familiares.

A Kipp oferece uma série de serviços digitais complementares para que o cliente tenha um atendimento exclusivo e personalizado, ao alcance das mãos. “Tenho certeza de que a Kipp Saúde terá uma boa receptividade do público, especialmente porque oferecemos produtos diferenciados e com a proposta de cuidar e ajudar as pessoas. Queremos explorar cada vez mais a tecnologia nas nossas operações para facilitar o acesso à saúde, sem deixar de lado o atendimento humanizado”, destaca Coutinho.

Canais de distribuição

Todo o processo de compra dos produtos é 100% online e desburocratizado, e um dos diferenciais da Kipp Saúde será o modelo de vendas, em que além da venda B2C pelo site, temos o papel fundamental dos corretores na distribuição. “O nosso relacionamento com os corretores, construído ao longo dos anos, nos dá oportunidades para que esses profissionais ampliem ainda mais sua base de clientes e ofertas”, destaca Cícero Barreto, diretor Comercial e de Marketing do grupo Omint.

Plano de Comunicação

A Kipp traz produtos mais democráticos, destinados a um público amplo, com modelo de contratação individual. “Para o lançamento da nova empresa e dos planos Kipp Saúde, a companhia promove uma campanha de mídia que contemplará veiculação em TV e digital com redes sociais, podcasts, mídia programática e influencers, apostando na criação de conteúdo para gerar engajamento com a marca”, comenta Barreto.

Parcerias e diferenciais

A aliança com instituições que têm um histórico de excelência e infraestrutura de referência para atender e cuidar das pessoas é fundamental para a operação da Kipp Saúde. Para este lançamento, a parceria foi iniciada com os hospitais Nove de Julho, Leforte Liberdade, Leforte Morumbi, Santa Paula, Santa Joana, Pro Matre e Sabará; e os centros de diagnósticos Alta, Delboni Auriemo, Salomão Zoppi e Lavoisier. No médio prazo, há perspectivas de ampliação do leque de produtos para oferecer ainda mais possibilidades de atendimento para os clientes.

Um dos diferenciais na aquisição dos produtos da Kipp Saúde serão ações e orientações desenvolvidas em parceria com Marcio Atalla, educador físico, autor de livros sobre bem-estar e apresentador de programas de rádio e TV que abordam a temática de cuidados com a saúde. O projeto oferece lives, podcasts, blog posts, vídeos e muitos outros conteúdos para acompanhar o cliente em sua jornada por mais qualidade de vida.

União da Credicor-RS com a Credseguro entrega soluções financeiras aliadas a tecnologia 18642

Instituições somam mais de 5 mil cooperados e um patrimônio líquido de R$ 132 milhões

No início do mês, a Credicor-RS foi incorporada pela Credseguro, uma solução que promete alavancar ainda mais negócios, soluções financeiras, tecnologias e produtos aos cooperados do Rio Grande do Sul. Fundada em 1999, a instituição gaúcha foi criada para os corretores de seguros e, com a união com a goiana Credseguro, mais pessoas e classes profissionais poderão operar com a cooperativa de crédito, como, por exemplo, os próprios clientes dos corretores, amigos e familiares.

Unidas, as instituições somam mais de 5 mil cooperados, ativos de mais de R$ 437 milhões, uma carteira de crédito de mais de R$ 200 milhões, mais de R$ 282 milhões em depósitos e patrimônio líquido de R$ 132 milhões. “Nós fomos muito bem recebidos pelos corretores gaúchos, estamos encantados com o espírito cooperativista dos associados no Sul. Tive a oportunidade de conversar com vários associados e todos manifestaram muito carinho pela sua cooperativa. Certamente terão todo o nosso empenho para que ampliem as suas operações e tragam seus familiares, seus clientes para fortalecermos ainda mais nossa operação”, destaca o diretor da Sicoob Credseguro, José Rios.

Tecnologia e expansão

Os clientes ja tinham à disposição todos os serviços bancários, investimentos com rentabilidades interessantes, linhas de crédito com menores juros, cartões de crédito e débito, entre outros. A novidade é que, com a incorporação pela Credseguro, que é interligada ao Sistema Sicoob, fica acessível aos cooperados gaúchos, também, a possibilidade de resolver tudo via smartphone pelo aplicativo do próprio Sicoob ou até mesmo pelo computador através do portal do Sistema. “Estou muito feliz com esta união das entidades, os profissionais corretores que já operavam com a nossa cooperativa agora terão inúmeros serviços e muita tecnologia à disposição, e com o atendimento pessoal e atencioso de toda a equipe de funcionários que todos já conhecem, que foi totalmente mantida”, afirma o presidente do Sindicato dos Corretores do Rio Grande do Sul (Sincor-RS), Ricardo Pansera. “Eu quero deixar o registro do nosso agradecimento à atuação do nosso Celso Vicente Marini que presidia a Credicor-RS e liderou esta união histórica”, acrescenta.

Porto Alegre e Caxias do Sul já contam com agências, mas a perspectiva dos dirigentes é de dobrar as operações em meses, com a abertura de mais agências já sendo estudadas. “Eu quero registrar o meu orgulho, a minha alegria de ter colaborado com esta entidade tão querida. Ela cresceu e os cooperados nos pediam para buscar uma parceria que proporcionasse serviços modernos, mais opções de linhas de crédito e investimentos, tecnologia de ponta. Nós não teríamos como oferecer tudo isso sozinhos. Agora, com a união à Sicoob Credseguro, já está disponível”, reforça o vice-presidente do Sincor-RS, que trabalhou ativamente no processo de união das duas cooperativas, André Thozeski.

Respeito ao corretor de seguros

A Sicoob Credseguro não vende seguros em suas agências, sendo uma cooperativa que reforça o respeito ao corretor de seguros, valor defendido pela Credicor-RS. José Pedro Tonin, executivo que ajudou a fundar cooperativa em 1999, resgata que as facilidades e o cuidado entregam mais tranquilidade a classe profissional. “Eu tenho um carinho muito grande pela nossa Credicor-RS que eu ajudei a fundar, comecei a trabalhar no projeto lá em 1998. É como um filho que a gente viu nascer, crescer, se tornar adulto, e agora acompanhamos o casamento. Desejo que esta união de duas famílias muito similares, a Credicor-RS e a Sicoob Credseguro, nos traga muito mais solidez e que a entidade se perpetue. Estou muito feliz”, finaliza Tonin.

Sicoob Credseguro Porto Alegre (RS): 51 3224-0688
Sicoob Credseguro Caxias do Sul (RS): 54 3215-2200

Sandy dá voz a homenagem da Bradesco Seguros a todos os profissionais de seguro 451

Seguradora convidou a cantora para interpretar o jingle ‘Com Você Sempre’, criado especialmente para agradecer essa parceria no Mês do Seguro

Para comemorar o Mês do Seguro, o Grupo Bradesco Seguros quer reforçar a parceria com toda a sociedade que, há mais de um ano e meio, vem enfrentando momentos desafiadores. Sabendo isso, a seguradora convidou a cantora e compositora Sandy para dar voz a uma bela homenagem a todos os profissionais de seguro que seguem com o objetivo de proteger a Saúde, a Vida e o Patrimônio dos brasileiros.

A intérprete que marcou a juventude dos anos 90 e 200 gravou, diretamente do estúdio da sua casa, o jingle ‘Com Você, Sempre’, destacando o poder do agradecimento e a importância de se contar com alguém em todos os momentos. Lucas Lima, marido de Sandy, foi o responsável por produzir musicalmente o conteúdo.

Para Alexandre Nogueira, Diretor de Marketing do Grupo Segurador, ter a cantora para prestar essa homenagem é um presente. “Sem dúvida, Sandy é uma estrela da MPB, com grande poder de mobilização dos mais diferentes públicos. Ela é uma protagonista que simboliza cuidado, proteção e família, elementos fundamentais para a Bradesco Seguros”, destaca o executivo.

“A ideia de construir algo verdadeiro e que pudesse despertar nas pessoas bons sentimentos foi o norte da comunicação para esse momento que estamos vivendo. Com a parceria da Musickeria, responsável pela composição do jingle, construímos uma campanha que emociona e mostra a importância do seguro na vida das pessoas”, complementa Christiano Bock, Head de Atendimento da AlmapBBDO.

Os conteúdos estão disponíveis no canal oficinal da Bradesco Seguros no YouTube e nos perfis da seguradora nas redes sociais.

Atuária Brasil engaja comunidade em campanha solidária 873

Primeira edição da ação arrecada alimentos até 30 de junho

Referência no setor atuarial e no mercado de seguros, a Atuária Brasil convida a comunidade a fazer parte da campanha solidária “Doando carinho, alimentando sonhos: Atuária Brasil construindo o amanhã”. A primeira edição da ação está coletando, preferencialmente, massa, arroz, feijão, leite e biscoitos para destinar a Creche Construindo o Amanhã, coincidentemente parte do mesmo nome de batismo da campanha da empresa.

“Vamos ajudar quem mais precisa, pois fazer o bem também faz parte importante do nosso negócio. Buscamos alimentos simples, que foram escolhidos pela própria casa, que conhece bem as necessidades das famílias e das crianças que ficam abrigadas pela Creche”, destaca o sócio Eder Oliveira.

As doações vão até o dia 30 de junho, quando, em função da pandemia, a empresa organizará o recolhimento dos alimentos. Quem tiver interesse em participar, pode entrar em contato através do email atendimento@atuariabrasil.com.br.