Como garantir aprendizado e desenvolvimento às pessoas com autismo em tempos de pandemia 412

Como garantir aprendizado e desenvolvimento às pessoas com autismo em tempos de pandemia

Especialista fala sobre importância de inserir atividades na rotina que garantam a autonomia e aprendizados para convivência social com mais qualidade de vida

Durante o período de pandemia, precisamos nos reinventar constantemente para manter um ambiente tranquilo e equilibrado, além de garantir que todas as atividades sejam cumpridas dentro de uma rotina. Diante desse cenário, vemos o aumento da preocupação com a saúde mental e, se a mudança de hábitos já é uma questão para grande parte da sociedade, para uma pessoa com autismo o desafio é ainda maior. Por isso, no mês que todo o mundo lembra e conscientiza a sociedade acerca da luta pelos direitos daqueles que possuem diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Care Plus, operadora de saúde premium, traz luz a este assunto tão importante.

Pessoas com autismo, que têm como característica do espectro um padrão de comportamento restrito e repetitivo, podem apresentar alterações no padrão de sono e na alimentação, maior irritabilidade e condutas repetitivas, podendo até ter momentos agressivos e lesivos (em si – autolesão – e/ou no outro – heterolesão). Este transtorno atinge cerca de 2 milhões de brasileiros e 70 milhões de pessoas em todo o mundo e requer cuidados indispensáveis.

Durante o isolamento social, vemos que o atendimento on-line, na maioria dos casos de uma pessoa com autismo, é difícil de manter. E isso pode acarretar perdas de habilidades adquiridas e maiores comprometimentos. Nesse cenário, muitos pais foram treinados pelos especialistas para poder trabalhar os objetivos das terapias com as crianças em casa, algumas famílias tiveram que iniciar atendimentos domiciliares e outras voltaram para as clínicas, quando reabertas. Mas, como as famílias devem atuar para tentar minimizar esses impactos e criar um ambiente tranquilo e adequado para os autistas?

Segundo a especialista em TEA e credenciada da Rede Plus, serviço oferecido pela Care Plus, Marcella Marie Carvicchioli, precisamos, neste momento de pandemia e isolamento social, fazer o que é possível dentro da realidade individual de cada família e não nos cobrar caso não seja exatamente o que era antes da pandemia. “Para não perder o vínculo social já conquistado, chamadas de vídeo com professores, amigos e família podem auxiliar e tornar-se um momento de lazer e diversão para todos. Neste período em que todos estão em casa, os familiares podem ajudar no aprendizado das emoções e dos sentimentos, mostrar vídeos e imagens de pessoas com diferentes tipos de emoções e estimular a criança a se expressar e entender o que está sentindo”, explica a especialista.

Como garantir a autonomia das pessoas com autismo durante o isolamento social?

Os familiares precisam ficar atentos para não realizar as atividades por essas pessoas, mas sim com elas, e para que este auxílio não seja mais do que realmente necessário, evitando que se acomodem e consequentemente não aprendam.

“Observamos, durante o período de isolamento social, que um dos prejuízos de qualquer pessoa com autismo, seja ela adulta ou criança, é a falta de comunicação. É preciso estimular a comunicação em todas as situações possíveis. Em todas as atividades executadas com essas pessoas precisamos utilizar e aliar ao recurso verbal, como figuras do que fazer, vídeos de alguém realizando a tarefa, ajuda física (seja ela total ou parcial) e ajuda gestual, apontando e verbalizando tudo o que deve ser feito ou usado”, comenta Marcella.

Continuar no dia a dia com os objetivos das terapias, de forma mais natural, contribui inclusive para generalização e manutenção dos aprendizados e habilidades já adquiridos.

Quais atividades podem ser realizadas dentro de casa para ajudar no desenvolvimento?

Atividades básicas podem garantir o aprendizado e desenvolvimento constante das pessoas com autismo, como lavar as mãos, tomar banho, trocar de roupa, organizar os brinquedos e materiais, comer sozinho, guardar talheres, separar e guardar suas roupas.

Além das atividades básicas, é importante inserir na rotina atividades funcionais com brincadeira com objetos que sejam dirigidas e estruturadas – com início, meio e fim. Elas podem ser manuais, possibilitando estimular a motricidade fina, como pintura e colagem. Todas elas devem estimular o contato visual e facilitar o entendimento dos sentimentos e emoções, como mímica, imitação, brincadeiras com bolinha de sabão, pega-pega, bexiga de água, quebra-cabeça e jogo da memória são ótimas para esses objetivos. “As famílias podem utilizar, além da comunicação verbal, dinâmicas com fotos, imagens, desenhos, vídeos e filmes. Usar sempre do reforço positivo, nos comportamentos adequados e esperados para determinas situações, motiva a pessoa a realizar aquilo novamente – elogios, acolhimento, abraços são importantes”, explica a especialista.

Preparando-as para uma futura convivência social

Pensando na convivência social, a pessoa com autismo só desenvolverá habilidades sociais quando estiver inserida no meio, seja na escola, em meio aos parentes, em atendimentos em grupo na clínica ou em treinos de habilidades sociais em situações do cotidiano. Por conta da pandemia, esse pilar do tratamento fica prejudicado, mas podemos aproveitar e ensinar de outras maneiras, como por exemplo, brincadeiras com jogos em que um espera a vez do outro para voltar a jogar, utilizando histórias sociais ou vídeos para ensinar como agir em determinadas situações. Além disso, algumas atividades que são realizadas em casa podem ser adaptadas, mantendo, de alguma forma, o contato com o externo e a natureza, como sair para caminhadas ao ar livre em horários sem movimento.

Programa da Care Plus garante amparo ao beneficiário com autismo

Por entender esse cenário complexo, aliado à necessidade de tratar consequências em crianças e adolescentes com doenças como Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Care Plus abraça a causa do Cuidado da Família e oferece tratamentos globais, cuidando de cada caso com a atenção que ele merece e com a mesma urgência das enfermidades físicas. Lançado pela operadora em agosto de 2019, atualmente, o programa Cuidado da Família dá suporte à jornada de mais de 190 pessoas considerando a assistência completa e atendimento online a todas as famílias também.

O programa permite atendimentos físicos e online com uma equipe multidisciplinar, incluindo sessões com psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psiquiatras, neurologistas individualizados, e outras especialidades. “Além das terapias feitas com os pacientes em si, ainda damos respaldo às demais pessoas da família, como apoios psicológicos e orientações 24 horas, 7 dias por semana. Há envolvimento completo de um time de profissionais da gestão de saúde e da equipe de atendimento com o entorno do paciente”, explica Melina Cury, coordenadora de psicologia da Care Plus.

HDI demonstra benefícios do Seguro de Vida em vida 483

HDI demonstra benefícios do Seguro de Vida em vida

Produto oferecido pela seguradora possui coberturas dedicadas a amparar o segurado em situações de invalidez e morte de cônjuge ou de filho

A ideia de que o seguro de vida é usado apenas em casos de morte é muito comum, mas muitos desconhecem que ele pode ser utilizado ainda em vida para garantir o bem-estar do segurado e também da família. Com isso, o produto ganha ainda mais valor, especialmente quando oferecido em um pacote de vantagens na contratação de colaboradores por uma empresa.

Nesse caso, o amparo financeiro e o emocional são levados em consideração, o que desperta no funcionário a tranquilidade e a segurança de que terá suporte mesmo em casos de acidente. O HDI Vida PME – produto fruto da parceria entre a HDI Seguros e a Icatu e voltado para pequenas e médias empresas – é exemplo de como o seguro de vida pode oferecer vantagens em diversas situações.

Entre as coberturas que o serviço oferece, estão Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente e, que proporcionam o pagamento de uma indenização ao segurado ainda em vida, em caso de acidentes que o impossibilitem de trabalhar. O HDI Vida PME também possibilita a inclusão automática do cônjuge e dos filhos do segurado.

“O seguro de vida protege a renda do segurado em casos inesperados até que ele consiga se reequilibrar financeiramente e o auxilia a ter uma vida mais digna. Em momentos delicados, além do apoio emocional, é reconfortante saber que teremos condições financeiras para seguir em frente. Isso também é um ponto positivo para o empreendedor que contrata o serviço para o seu pacote de benefícios já que mostra preocupação com o colaborador e também pode ajudar a reter talentos na empresa”, analisa Mauricio Galian, Vice-presidente Técnico da HDI Seguros.

O HDI Vida PME também oferece assistências que podem ser usadas em vida, como a assistência Kit Natalidade, que oferece, em caso de nascimento de filho(a), uma cesta com produtos higiênicos e alimentícios para a mãe e para o bebê.

A assistência Cesta Básica – com as opções de gêneros alimentícios ou crédito em cartão, nos valores valores de R$ 120, R$ 160 ou R$ 180. Se a cobertura for contratada, o beneficiário irá receber, mensalmente, durante 12 meses, uma cesta com gêneros alimentícios ou recarga no cartão em caso de morte do segurado.

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva 1396

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva

Seguro Sem Mistério especial acontece no dia 25 de maio, a partir das 17h30min

O programa Seguro Sem Mistério contará com edição especial no próximo dia 25 de maio, a partir das 17h30min. A transmissão ao vivo será liberada com exclusividade para inscritos neste endereço. Os jornalistas Júlia Senna e William Anthony conversam com o Superintendente de Produtos de Seguros da B3, Icaro Demarchi Araujo Leite, sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO).

Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação
Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação

“O registro das operações de seguro tem como objetivo atender a uma demanda regulatória aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e regulamentada pela a Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão supervisor do setor”, explica a B3 em nota. A empresa atua como provedora da infraestrutura para os registros das operações de seguro pelas participantes, que devem informar dados como: apólices e contratos similares, endossos, fluxos financeiros, sinistros, dentre outras informações.

Durante a edição especial do Seguro Sem Mistério será possível enviar perguntas e recados para o especialista. Aproveite e inscreva-se neste endereço (evento.jrs.digital).

MAG Seguros premia corretora com carro zero quilômetro 501

A corretora Elaine Venâncio, de Belém do Pará / Divulgação

Elaine Venâncio, de Belém do Pará, ganhou um HB20 zero quilômetro durante o Potencialize 2021

A MAG Seguros, seguradora especializada em vida e previdência com 186 anos de atuação, seguindo na sua missão de valorizar o empenho e trabalho dos corretores espalhados pelo Brasil, fez, neste mês, a entrega do prêmio sorteado durante o Potencialize 2021. A corretora Elaine Venâncio, de Belém do Pará, que ganhou um HB20 zero quilômetro durante a convenção anual, recebeu o carro das mãos de Kelly Silva, superintendente da MAG Seguros de Belém.

Segundo Kelly, essas ações reforçam a parceria da seguradora com estes profissionais. “Os corretores são fundamentais para o nosso negócio, porque são eles que levam os produtos até os clientes e os auxiliam no planejamento de suas vidas. Premiações como essa são apenas uma forma de agradecê-los e reconhecer esse papel tão importante”, completa a executiva.

Reforçando o compromisso com os seus parceiros, a MAG Seguros lançou este mês uma novidade para os corretores parceiros da companhia em relação ao pagamento de comissões. Os valores referentes à angariação de propostas comercializadas por meio de cartão de crédito passam a ser pagos no dia seguinte da implantação. Isso significa que o corretor receberá cada vez mais rápido o seu comissionamento. Há ainda a flexibilidade de escolher a periodicidade para o recebimento do comissionamento mensal recorrente da sua carteira, podendo ser mensal, quinzenal, semanal, diário ou personalizado, isto é, quando o corretor escolhe um determinado dia do mês.

Para ser parceiro da MAG, os profissionais podem enviar um e-mail para sejaparceiro@mag.com.br.

Descubra o que muda no Seguro de Automóveis com as novas regras e critérios da Susep 535

A superintendente da Susep, Solange Paiva Vieira / Foto: William Anthony/Arquivo JRS

Autarquia quer simplificar regulação do mercado de seguros

Em 04 de maio de 2021, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) colocou em consulta pública o Edital nº 16/2021, apresentando a Minuta da sugestão de nova Circular prevendo as regras e os critérios para operação de seguros do grupo automóvel.

Os objetivos da Susep, em linha com o novo marco regulatório do Seguro de Danos trazido pela Circular Susep nº 621/2021, é a simplificação da regulação no mercado de seguros de modo a incentivar o mercado à criação de produtos mais inovadores e maior disseminação dos seguros no país.

Nesse sentido, a norma colocada em consulta pública traz as seguintes principais alterações:

  • Possibilidade de que as coberturas de casco ofereçam cobertura, isolada ou combinada, apenas para determinados eventos;
  • Possibilidade de que o seguro auto seja contratado para oferecimento da garantia direta ao Segurado, sem vinculação a um veículo específico, caso em que deverão ser previstos os critérios para sua identificação;
  • Flexibilização do âmbito de abrangência da cobertura de acidentes pessoais de passageiros (APP) que não se vincule a um veículo em específico, mas sim ao Segurado, enquanto condutor de veículos;
  • Liberdade para oferta das coberturas de casco com o valor de mercado referenciado ou com o estabelecimento de outro critério objetivo e transparente para a especificação do LMI na ocasião do sinistro;
  • Previsão expressa de que a modalidade de contratação que considera o valor referenciado do veículo deve garantir a indenização de acordo com o valor de cotação do veículo na data da ocorrência do sinistro;
  • Vedação de dedução de valores referentes às avarias prévias no veículo em caso de indenização integral;
  • Possibilidade da estruturação do produto que possa prever o reparo exclusivamente realizado em oficina integrante da rede referenciada pela seguradora ou também, de forma combinada, a livre escolha dos prestadores pelo segurado.
  • Possibilidade de utilização de peças usadas no reparo dos veículos segurados, respeitada a regulamentação aplicável;

Ainda, a norma prevê prazo de 180 dias para adaptação dos clausulados em vigor, em relação às disposições que não estejam em conformidade com as novas previsões.

“A Consulta Pública colocada em pauta pela Susep traz uma série de inovações para o Seguro de Automóveis, um dos seguros mais conhecidos da população brasileira. Por exemplo, a  contratação do seguro mesmo para quem não tem seu próprio carro, o que permite o acesso ao seguro por motoristas de aplicativos e aqueles que já se utilizam do compartilhamento de automóveis ou mesmo de carros alugados ou de terceiros”, explicam Luciana Prado e Marcia Cicarelli, sócias de seguros e resseguros do Demarest Advogados..
Luciana e Marcia lembram ainda que a minuta traz, ainda, “regras mais flexíveis na operação do seguro, que podem diminuir significativamente o seu preço, deixando-o mais acessível à população, como a possibilidade de produtos que ofereçam tão somente uma rede referenciada de oficinas e a utilização de peças novas ou usadas, originais ou não, na reparação do veículo”. “Esse é mais um importante passo para o mercado de seguros brasileiro e uma oportunidade para tornar o seguro mais inclusivo, inovar e expandir a cultura securitária no país”, completam as especialistas.

A Minuta da Circular está disponível para comentários e sugestões que poderão ser encaminhados ao endereço comas.rj@susep.gov.br até 03 de junho de 2021, por meio do preenchimento de quadro específico padronizado disponibilizado neste link.

*Com colaboração da equipe de Seguros e Resseguros do Demarest.

Kipp Saúde chega ao mercado brasileiro de healthtechs 517

Kipp Saúde chega ao mercado brasileiro de healthtechs

Startup chega com a missão de oferecer um novo jeito de cuidar das pessoas, com atuação baseada no cuidado diário com a saúde

Hoje o mercado de healthtechs do país ganha um novo player no segmento. A Kipp Saúde chega com a missão de oferecer um novo jeito de cuidar das pessoas, destacando principalmente o acompanhamento contínuo da saúde e carregando em seu DNA a expertise e a excelência do Grupo Omint, referência em qualidade há mais de 40 anos no Brasil.

O lançamento da Kipp Saúde atende às novas demandas do mercado de planos de saúde e reforça a estratégia de inovação do Grupo Omint de atrair um perfil que, mais do que serviços, deseja consumir experiências inovadoras. “O Grupo Omint está atento ao atual cenário do país, e o lançamento da Kipp Saúde é uma consequência natural desse olhar cuidadoso para o novo momento que estamos vivendo”, declara André Coutinho, CEO do Grupo Omint. “A pandemia da Covid-19 impactou a todos e gerou novas demandas dos clientes de planos de saúde. Com isso, nós propomos soluções que contam com a expertise que temos acumulado nesse segmento há mais de 40 anos. Ela nos tornou especialistas em desenhar modelos de gestão da saúde que entregam alto valor agregado para cada indivíduo em sua operação”, acrescenta o executivo.

Planos de saúde individuais

Um estudo aprofundado sobre os modelos internacionais de gestão de saúde embasou a concepção e o planejamento da Kipp Saúde, e “a atenção primária à saúde foi priorizada por possibilitar o acompanhamento da saúde de maneira próxima, customizada e perene. Os planos da Kipp Saúde apresentam foco em iniciativas que englobam pilares como sono, alimentação e atividade física, o que ajuda a promover mais equilíbrio do corpo e da mente, e não apenas o atendimento quando o indivíduo apresenta queixas”, destaca Eduardo Monteiro, diretor de Saúde do Grupo Omint.

Inicialmente os planos da Kipp abrangem o município de São Paulo e são dirigidos a executivos, profissionais liberais, trabalhadores autônomos, microempreendedores e servidores públicos ou funcionários de empresa privada que não possuem um plano de qualidade ou extensão de planos familiares.

A Kipp oferece uma série de serviços digitais complementares para que o cliente tenha um atendimento exclusivo e personalizado, ao alcance das mãos. “Tenho certeza de que a Kipp Saúde terá uma boa receptividade do público, especialmente porque oferecemos produtos diferenciados e com a proposta de cuidar e ajudar as pessoas. Queremos explorar cada vez mais a tecnologia nas nossas operações para facilitar o acesso à saúde, sem deixar de lado o atendimento humanizado”, destaca Coutinho.

Canais de distribuição

Todo o processo de compra dos produtos é 100% online e desburocratizado, e um dos diferenciais da Kipp Saúde será o modelo de vendas, em que além da venda B2C pelo site, temos o papel fundamental dos corretores na distribuição. “O nosso relacionamento com os corretores, construído ao longo dos anos, nos dá oportunidades para que esses profissionais ampliem ainda mais sua base de clientes e ofertas”, destaca Cícero Barreto, diretor Comercial e de Marketing do grupo Omint.

Plano de Comunicação

A Kipp traz produtos mais democráticos, destinados a um público amplo, com modelo de contratação individual. “Para o lançamento da nova empresa e dos planos Kipp Saúde, a companhia promove uma campanha de mídia que contemplará veiculação em TV e digital com redes sociais, podcasts, mídia programática e influencers, apostando na criação de conteúdo para gerar engajamento com a marca”, comenta Barreto.

Parcerias e diferenciais

A aliança com instituições que têm um histórico de excelência e infraestrutura de referência para atender e cuidar das pessoas é fundamental para a operação da Kipp Saúde. Para este lançamento, a parceria foi iniciada com os hospitais Nove de Julho, Leforte Liberdade, Leforte Morumbi, Santa Paula, Santa Joana, Pro Matre e Sabará; e os centros de diagnósticos Alta, Delboni Auriemo, Salomão Zoppi e Lavoisier. No médio prazo, há perspectivas de ampliação do leque de produtos para oferecer ainda mais possibilidades de atendimento para os clientes.

Um dos diferenciais na aquisição dos produtos da Kipp Saúde serão ações e orientações desenvolvidas em parceria com Marcio Atalla, educador físico, autor de livros sobre bem-estar e apresentador de programas de rádio e TV que abordam a temática de cuidados com a saúde. O projeto oferece lives, podcasts, blog posts, vídeos e muitos outros conteúdos para acompanhar o cliente em sua jornada por mais qualidade de vida.