Liberty Seguros anuncia nova edição de relatório sobre tendências do mercado 593

Liberty Seguros anuncia nova edição de relatório sobre tendências do mercado

Economia da experiência, envelhecimento e imediatismo são algumas das tendências de comportamentos apresentados no estudo

O Brasil e o mundo enfrentam um cenário totalmente atípico, e mudanças que estavam em andamento foram aceleradas. O mercado foi forçado a se adaptar rapidamente. Quem já tinha a tecnologia como aliada saiu na frente, mas teve a necessidade de se atentar ainda mais ao comportamento dos consumidores que passam por transformações constantes há mais de um ano.

Desde 2017, a Liberty Seguros viu a necessidade de acompanhar essas mudanças e, por isso, deu início ao desenvolvimento de um relatório com as principais macrotendências que poderão influenciar o mercado de seguros como um todo. Em 2021, quando o mundo enfrenta a maior crise sanitária de sua história, refletir sobre o momento que estamos vivendo e sobre o que devemos esperar para o futuro, é ainda mais relevante.

“Já são mais de 5 anos desenvolvendo esse relatório que ajuda não só a Liberty, mas todo o setor, a seguir alinhados às tendências e possíveis mudanças que podem impactar diretamente os negócios. Precisamos estar sempre atentos e prontos para adaptações, principalmente em um período que tem nos feito rever estratégias e nos ensinado a ouvir cada vez mais a necessidade dos clientes”, comenta Alessandra Lima, superintendente de estratégia e inovação da Liberty Seguros.

Da evolução tecnológica até a importância da sustentabilidade, abaixo estão alguns destaques do estudo.

Evolução tecnológica e conectividade

O crescimento robusto e constante da velocidade de Interconexão entre 2019–2023 é resultado da influência das principais macrotendências e do surgimento da Covid-19. Por isso, adotar serviços totalmente digitalizados tornou-se crucial no cenário atual. Com o aumento na nova demanda por engajamento digital distribuído, as empresas estão tendo que endereçar questões relacionadas a força de trabalho remota, eficiência de rede e latência do fluxo de trabalho. De acordo com Fórum Econômico Mundial, 70% do novo valor gerado ao longo da próxima década será baseado em modelos de negócios habilitados para o digital.

Economia da Experiência

A experiência na compra e na utilização de produtos e de serviços deve ser memorável, e deve transformar todo o processo de compra e de consumo em algo prazeroso. As empresas passarão a estabelecer padrões de excelência de atendimento para estágios mais experimentais, impulsionados pela digitalização de serviços gerada pela pandemia.

Em pesquisa da Ipsos sobre Tendências Emergentes, 90% declararam que estão procurando ativamente maneiras de simplificar suas vidas. Além disso, 80% das pessoas que declararam estar em busca de conveniência disseram que pagariam por produtos ou serviços que lhe economizariam tempo.

Relacionamento Pró-ativo

Velocidade é vital, ainda mais quando o consumidor está pedindo algo que seja dependente do tempo. Uma pessoa que trabalha em home office, por exemplo, não pode ficar sem internet, estar com a conexão lenta ou, ainda, uma conexão instável. Quando um cliente solicitar algo que não seja custoso ou demande tempo demais, vale a pena superar expectativas e realizar aquilo que ele pediu. Isso deixará o cliente mais do que satisfeito, e a sua marca será lembrada por ele sempre.

Clientes fiéis, que fazem compras recorrentes, geram mais de 80% da receita total de qualquer negócio. Por isso, empresas que conseguem maiores receitas e crescem rapidamente possuem fortes estratégias de Customer Success, focando em um contato proativo com o interesse genuíno de ajudar.

Envelhecimento e Intergeracionalidade

A economia prateada no Brasil, que mira o público com mais de 50 anos, é a terceira maior do mundo, atrás dos EUA e da China. Esta demanda crescente gera um movimento dentro das empresas, que precisam garantir que seus produtos e serviços estejam adequados a este público. No Brasil, muitas empresas já começaram a se adaptar para uma realidade onde o público acima dos 50 anos terá a maior parcela do poder de compra nacional, lançando novos produtos e novos modelos de negócios aderentes a este público.

Empoderamento e Faça você mesmo (DIY)

O Empoderamento & DIY é uma tendência comportamental, derivada do viés cognitivo conhecido como efeito IKEA – loja de móveis sueca internacionalmente reconhecida pela sua política monte-sozinho. De acordo com um estudo desenvolvido por estudiosos de Harvard, Yale e Duke, quando uma pessoa exerce um papel importante ao construir um produto (parcial ou integralmente), ela tende a reconhecer um valor ainda maior neste mesmo produto quando ele se torna finalizado. A mudança no cenário econômico do país fez com que essa tendência crescesse ainda mais. Muitas pessoas passaram a criar produtos caseiros, seguindo dicas na internet, seja por conta do dinheiro, da agilidade em ter a solução, ou seja pelo desejo de ter um produto único que a própria pessoa criou. Com isso muitas empresas passaram a oferecer soluções direcionadas a este público, além de soluções cada vez mais personalizadas.

Individualidade e Privacidade

Existe uma linha muito tênue quando o assunto é uso de dados pessoais. Se por um lado uma maior quantidade de dados possibilitam que as empresas ofereçam uma solução personalizada para seus clientes, por outro lado os clientes podem sentir que sua privacidade está sendo invadida pelas empresas. Existe também o risco crescente de vazamento de informações pessoais de usuários, como aconteceu no Brasil recentemente. Encontrar este equilíbrio entre a individualidade e a privacidade é uma das principais missões das empresas para os próximos anos.

Segundo o Instituto Ponemon, 63% das pequenas e médias empresas sofreram algum incidente com vazamento de dados em 2019. A principal causa citada para isso é a perda ou roubo de equipamentos, seguida por ataques à rede, vulnerabilidades dos dispositivos móveis e e-mails enviados para remetentes errados.

Instantaneidade, Imediatismo, Impaciência

Atuar de forma rápida nas demandas de clientes e parceiros se tornará algo essencial para as empresas, que precisam agilizar respostas e processos para os mesmos. As empresas precisarão saber medir quais momentos deverão ser atendidos com excelência, e quais precisarão ser atendidos com agilidade. Também existe uma grande oportunidade para as empresas explorarem a crescente impaciência dos clientes, oferecendo soluções que amenizem a correria do dia a dia.

Considerando pesquisas realizadas por dispositivos móveis, em dois anos houve:

  • Um aumento de 200% em buscas de expressões como “aberto + agora + perto de mim”,
  • 120% de aumento nas buscas de “rastrear pacote” e
  • 400% na procura de “24 horas + SAC”, o que dá uma amostra de como os consumidores andam impacientes

O relatório ainda traz dados sobre dependência dos aparelhos móveis, reforçando que a maneira mais fácil e eficiente de chegar até um determinado público é por meio dos mobiles, tendo isso como prioridade nas estratégias das empresas. Outra tendência que vem ganhando força no mercado é a Sustentabilidade, já que as empresas precisam rever processos rotineiros, desde o consumo exagerado de recursos até a escolha de fornecedores que respeitem os recursos naturais em sua produção. Novas tecnologias, como o hidrogênio verde, lideram o caminho para um futuro onde a garantia de sobrevivência da cadeia de suprimentos será o grande foco das empresas em suas ações e estratégia.

“O relatório traz dados muito importantes para nos guiar nas tendências dos próximos anos. São mudanças que já estávamos acompanhando e, com certeza, vão exigir ainda mais atenção para as empresas que pretendem se manter competitivas no mercado e para os corretores evoluírem seus negócios”, completa Alessandra.

Para ter acesso ao relatório completo, acesse este endereço.

WinSocial registra aumento em seguros para pessoas com diabetes em 2020 403

Insurtech de Seguro de Vida estima dobrar números em 2021

Rafael Rosas é diretor da WinSocial / Divulgação
Rafael Rosas é diretor da WinSocial / Divulgação

A pandemia tem despertado a necessidade de proteção em relação ao futuro, principalmente entre aqueles grupos que são considerados de risco para o coronavírus. Segundo levantamento realizado pela WinSocial, insurtech de seguro de vida, as pessoas com diabetes estão mais preocupadas com o futuro financeiro e planejamento familiar. Dados recentes revelaram que a startup registrou aumento de 488% de novas vendas de seguro de vida no ano passado, em comparação com 2019. Para 2021, a expectativa é manter o ritmo de crescimento e, pelo menos, dobrar o volume de vendas registradas em 2020.

A companhia tem como foco a oferta de soluções para pessoas com diabetes, perfil que encontra dificuldade para contratar este tipo de produto no mercado de seguros. “As pessoas com diabetes já costumam apresentar uma boa disciplina alimentar e de hábitos de exercício físico, que são grandes aliados no tratamento. Percebemos, também, que elas estão cada vez mais propensas a pensar no seu futuro e preocupadas ainda mais com o planejamento financeiro, o que acarretou neste aumento significativo na demanda”, explica Rafael Rosas, diretor da WinSocial.

HDI demonstra benefícios do Seguro de Vida em vida 482

HDI demonstra benefícios do Seguro de Vida em vida

Produto oferecido pela seguradora possui coberturas dedicadas a amparar o segurado em situações de invalidez e morte de cônjuge ou de filho

A ideia de que o seguro de vida é usado apenas em casos de morte é muito comum, mas muitos desconhecem que ele pode ser utilizado ainda em vida para garantir o bem-estar do segurado e também da família. Com isso, o produto ganha ainda mais valor, especialmente quando oferecido em um pacote de vantagens na contratação de colaboradores por uma empresa.

Nesse caso, o amparo financeiro e o emocional são levados em consideração, o que desperta no funcionário a tranquilidade e a segurança de que terá suporte mesmo em casos de acidente. O HDI Vida PME – produto fruto da parceria entre a HDI Seguros e a Icatu e voltado para pequenas e médias empresas – é exemplo de como o seguro de vida pode oferecer vantagens em diversas situações.

Entre as coberturas que o serviço oferece, estão Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente e, que proporcionam o pagamento de uma indenização ao segurado ainda em vida, em caso de acidentes que o impossibilitem de trabalhar. O HDI Vida PME também possibilita a inclusão automática do cônjuge e dos filhos do segurado.

“O seguro de vida protege a renda do segurado em casos inesperados até que ele consiga se reequilibrar financeiramente e o auxilia a ter uma vida mais digna. Em momentos delicados, além do apoio emocional, é reconfortante saber que teremos condições financeiras para seguir em frente. Isso também é um ponto positivo para o empreendedor que contrata o serviço para o seu pacote de benefícios já que mostra preocupação com o colaborador e também pode ajudar a reter talentos na empresa”, analisa Mauricio Galian, Vice-presidente Técnico da HDI Seguros.

O HDI Vida PME também oferece assistências que podem ser usadas em vida, como a assistência Kit Natalidade, que oferece, em caso de nascimento de filho(a), uma cesta com produtos higiênicos e alimentícios para a mãe e para o bebê.

A assistência Cesta Básica – com as opções de gêneros alimentícios ou crédito em cartão, nos valores valores de R$ 120, R$ 160 ou R$ 180. Se a cobertura for contratada, o beneficiário irá receber, mensalmente, durante 12 meses, uma cesta com gêneros alimentícios ou recarga no cartão em caso de morte do segurado.

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva 1396

B3 explica tudo sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO) em transmissão exclusiva

Seguro Sem Mistério especial acontece no dia 25 de maio, a partir das 17h30min

O programa Seguro Sem Mistério contará com edição especial no próximo dia 25 de maio, a partir das 17h30min. A transmissão ao vivo será liberada com exclusividade para inscritos neste endereço. Os jornalistas Júlia Senna e William Anthony conversam com o Superintendente de Produtos de Seguros da B3, Icaro Demarchi Araujo Leite, sobre o Registro de Operações em Seguros (SRO).

Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação
Ícaro Demarchi Araújo Leite é superintendente de Seguros da B3 / Foto: André Ananias Gregorini / Divulgação

“O registro das operações de seguro tem como objetivo atender a uma demanda regulatória aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e regulamentada pela a Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão supervisor do setor”, explica a B3 em nota. A empresa atua como provedora da infraestrutura para os registros das operações de seguro pelas participantes, que devem informar dados como: apólices e contratos similares, endossos, fluxos financeiros, sinistros, dentre outras informações.

Durante a edição especial do Seguro Sem Mistério será possível enviar perguntas e recados para o especialista. Aproveite e inscreva-se neste endereço (evento.jrs.digital).

MAG Seguros premia corretora com carro zero quilômetro 501

A corretora Elaine Venâncio, de Belém do Pará / Divulgação

Elaine Venâncio, de Belém do Pará, ganhou um HB20 zero quilômetro durante o Potencialize 2021

A MAG Seguros, seguradora especializada em vida e previdência com 186 anos de atuação, seguindo na sua missão de valorizar o empenho e trabalho dos corretores espalhados pelo Brasil, fez, neste mês, a entrega do prêmio sorteado durante o Potencialize 2021. A corretora Elaine Venâncio, de Belém do Pará, que ganhou um HB20 zero quilômetro durante a convenção anual, recebeu o carro das mãos de Kelly Silva, superintendente da MAG Seguros de Belém.

Segundo Kelly, essas ações reforçam a parceria da seguradora com estes profissionais. “Os corretores são fundamentais para o nosso negócio, porque são eles que levam os produtos até os clientes e os auxiliam no planejamento de suas vidas. Premiações como essa são apenas uma forma de agradecê-los e reconhecer esse papel tão importante”, completa a executiva.

Reforçando o compromisso com os seus parceiros, a MAG Seguros lançou este mês uma novidade para os corretores parceiros da companhia em relação ao pagamento de comissões. Os valores referentes à angariação de propostas comercializadas por meio de cartão de crédito passam a ser pagos no dia seguinte da implantação. Isso significa que o corretor receberá cada vez mais rápido o seu comissionamento. Há ainda a flexibilidade de escolher a periodicidade para o recebimento do comissionamento mensal recorrente da sua carteira, podendo ser mensal, quinzenal, semanal, diário ou personalizado, isto é, quando o corretor escolhe um determinado dia do mês.

Para ser parceiro da MAG, os profissionais podem enviar um e-mail para sejaparceiro@mag.com.br.

Descubra o que muda no Seguro de Automóveis com as novas regras e critérios da Susep 535

A superintendente da Susep, Solange Paiva Vieira / Foto: William Anthony/Arquivo JRS

Autarquia quer simplificar regulação do mercado de seguros

Em 04 de maio de 2021, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) colocou em consulta pública o Edital nº 16/2021, apresentando a Minuta da sugestão de nova Circular prevendo as regras e os critérios para operação de seguros do grupo automóvel.

Os objetivos da Susep, em linha com o novo marco regulatório do Seguro de Danos trazido pela Circular Susep nº 621/2021, é a simplificação da regulação no mercado de seguros de modo a incentivar o mercado à criação de produtos mais inovadores e maior disseminação dos seguros no país.

Nesse sentido, a norma colocada em consulta pública traz as seguintes principais alterações:

  • Possibilidade de que as coberturas de casco ofereçam cobertura, isolada ou combinada, apenas para determinados eventos;
  • Possibilidade de que o seguro auto seja contratado para oferecimento da garantia direta ao Segurado, sem vinculação a um veículo específico, caso em que deverão ser previstos os critérios para sua identificação;
  • Flexibilização do âmbito de abrangência da cobertura de acidentes pessoais de passageiros (APP) que não se vincule a um veículo em específico, mas sim ao Segurado, enquanto condutor de veículos;
  • Liberdade para oferta das coberturas de casco com o valor de mercado referenciado ou com o estabelecimento de outro critério objetivo e transparente para a especificação do LMI na ocasião do sinistro;
  • Previsão expressa de que a modalidade de contratação que considera o valor referenciado do veículo deve garantir a indenização de acordo com o valor de cotação do veículo na data da ocorrência do sinistro;
  • Vedação de dedução de valores referentes às avarias prévias no veículo em caso de indenização integral;
  • Possibilidade da estruturação do produto que possa prever o reparo exclusivamente realizado em oficina integrante da rede referenciada pela seguradora ou também, de forma combinada, a livre escolha dos prestadores pelo segurado.
  • Possibilidade de utilização de peças usadas no reparo dos veículos segurados, respeitada a regulamentação aplicável;

Ainda, a norma prevê prazo de 180 dias para adaptação dos clausulados em vigor, em relação às disposições que não estejam em conformidade com as novas previsões.

“A Consulta Pública colocada em pauta pela Susep traz uma série de inovações para o Seguro de Automóveis, um dos seguros mais conhecidos da população brasileira. Por exemplo, a  contratação do seguro mesmo para quem não tem seu próprio carro, o que permite o acesso ao seguro por motoristas de aplicativos e aqueles que já se utilizam do compartilhamento de automóveis ou mesmo de carros alugados ou de terceiros”, explicam Luciana Prado e Marcia Cicarelli, sócias de seguros e resseguros do Demarest Advogados..
Luciana e Marcia lembram ainda que a minuta traz, ainda, “regras mais flexíveis na operação do seguro, que podem diminuir significativamente o seu preço, deixando-o mais acessível à população, como a possibilidade de produtos que ofereçam tão somente uma rede referenciada de oficinas e a utilização de peças novas ou usadas, originais ou não, na reparação do veículo”. “Esse é mais um importante passo para o mercado de seguros brasileiro e uma oportunidade para tornar o seguro mais inclusivo, inovar e expandir a cultura securitária no país”, completam as especialistas.

A Minuta da Circular está disponível para comentários e sugestões que poderão ser encaminhados ao endereço comas.rj@susep.gov.br até 03 de junho de 2021, por meio do preenchimento de quadro específico padronizado disponibilizado neste link.

*Com colaboração da equipe de Seguros e Resseguros do Demarest.