Grupo Life Brasil: rumo às mil franquias até 2024 3904

Confira este e outros destaques da edição 250 da Revista JRS

Olhar para frente e ter uma visão ampla das possibilidades é fundamental para progredir na vida e nos negócios. A edição 250 da Revista JRS traz o que há de melhor em cases de boas práticas no mercado segurador e em aspectos pessoais.

Nas próximas páginas, torna-se perceptível a importância de traçar ousados objetivos para alcançar posições de destaque em absolutamente qualquer ramo. No
caso da reportagem que ilustra a capa deste número é apresentado o modo como o Grupo Life Brasil pretende possuir mais de mil franquias até o ano de 2024, um número ousado, mas que certamente será alcançado por Alberto Jr. e sua equipe, extremamente qualificada e preparada para superar qualquer tipo de objeção na hora de proteger os brasileiros.

Além disso, outras referências da indústria mundial de seguros ilustram as matérias elaboradas pelo time do JRS. Acácio Queiroz aponta como ser um líder exemplar com foco nos resultados. O presidente do Clube Vida em Grupo do Estado de São Paulo (CVG-SP), Marcos Kobayashi, indica como a instituição tem atuado para fomentar conhecimento e qualificação para os operadores de seguros pessoais. Já o aspecto de inovação e a importância da análise conjuntural são explicitadas em uma entrevista exclusiva de Marco Antônio Messere Gonçalves, que acaba de ser nomeado como presidente do Conselho Consultivo da MAG Seguros.

Tem ainda as principais movimentações do setor, como a nova identidade visual da Icatu Seguros, o apoio fornecido pela B3 no ambiente Open Insurance, o impulso da Ezze Seguros e muito mais!

Confira essas e outras histórias ao longo das páginas da edição 250 da Revista JRS!

Promoção “Mês do Amigo” dá 100% de desconto em extensões da ENS 313

Promoção "Mês do Amigo" dá 100% de desconto em extensões da ENS

Iniciativa é válida até o próximo dia 17 de agosto

No dia 20 de julho foi celebrado o Dia do Amigo. Para comemorar a data, a Escola de Negócios e Seguros (ENS) lançou a campanha promocional “Mês do Amigo”, que contempla cursos de extensão selecionados. Alunos que se matricularem até 17 de agosto receberão um cupom de 100% de desconto para oferecer a um amigo no mesmo programa.

Os cursos de extensão da ENS são indicados para profissionais que desejam aprimorar conhecimentos ou dar um novo direcionamento à carreira. Também são uma ótima opção para ampliar a rede de contatos e adquirir novas percepções sobre o mercado.

Com curto tempo de duração, os programas oferecem aprendizado específico por um investimento acessível. A promoção contempla 16 cursos, que abordam temas nas áreas Jurídica, de Riscos, Econômica, de Gestão e de Vendas. Há ainda opções sobre ramos específicos do setor, como Seguros Ambientais e Seguro Garantia.

Para participar é necessário ensino superior completo. A carga horária e o investimento variam de acordo com a extensão escolhida. Inscrições e outras informações podem ser encontradas no hotsite especial da promoção.

ISB Brasil discute os reflexos da pandemia na Saúde Suplementar 418

Encontro faz parte do “Opinião de Valor”, projeto que trará especialistas para refletir e construir conhecimento a respeito de temas relevantes para o mercado de benefícios

O Instituto Superior de Seguros e Benefícios Brasil (ISB Brasil) realiza nesta quinta-feira (29), às 9 horas, o primeiro “Opinião de Valor”, projeto que trará especialistas para refletir sobre temas relacionados ao universo da saúde para os corretores e seguradoras.

“O “Opinião de Valor” nasceu de uma visão nossa para o momento que está acontecendo no mundo em relação à pandemia, o que ela pode afetar e o que ela está trazendo de consequência para saúde suplementar”, afirma Danielle Saad Ribeiro, Diretora de Saúde do ISB Brasil, explicando que foi realizada uma pesquisa com os corretores e instituições do mercado para verificar o que eles gostariam que fosse abordado nos encontros em relação à área de saúde. “Um deles foi os reflexos da pandemia na saúde suplementar, que será tratado em nossa primeira edição”, afirma Danielle.

“Neste primeiro encontro, teremos pessoas importantes do mercado de saúde suplementar: Vera Valente, diretora executiva da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde); Dr. Rogerio Scarabel, diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS); e Luis Rodrigo Schruber Milano, diretor presidente do Pilar Hospital, de Curitiba. Ele será aberto ao público em geral. A partir do segundo módulo, o evento será fechado apenas para associados do ISB Brasil”, diz Danielle Saad.

Segundo Danielle, o setor da saúde suplementar está passando por muitas transformações por conta da pandemia. “É um setor que sempre teve desafios grandíssimos, principalmente de ordem financeira. A saúde privada cresceu muito no Brasil por conta da pandemia. Nós tivemos um aumento de um milhão de beneficiários. Isso tem benefícios gigantescos, pois desonera a questão do SUS, mas, ao mesmo tempo, os órgãos estão tendo que se reinventar para atender também o pós-pandemia. Temos ainda a demanda de reabilitação das pessoas que passaram pelo coronavírus”, afirma, ressaltando que estes são alguns dos temas que serão discutidos no encontro.

Mercado ressegurador brasileiro movimentou mais de R$ 20 bilhões no último ano, aponta estudo 346

Mercado ressegurador brasileiro movimentou mais de R$ 20 bilhões no último ano, aponta estudo

Prêmio de resseguro cedido tem alta de 10%, indica Austral Ranking

O Austral Ranking traz um estudo de como as resseguradoras que atuam no Brasil tem desempenhado seus negócios. O material traz um cenário comparativo entre março de 2020 e março de 2021 no volume de resseguro cedido. Nesse período, o mercado somou R$ 20,3 bilhões em resseguro aceito das seguradoras locais, frente a R$ 18,5 bilhões. Houve um aumento de 10% no prêmio cedido, impactado por ramos como Patrimonial, Rural e Garantia, que somam 64% do total, os mais representativos do setor.

O prêmio cedido para a linha de Automóvel teve destaque percentual, com 57% de crescimento. Já Microsseguros e Aviação cresceram 38% e 25%, respectivamente.

Divulgação
Divulgação

O Brasil se mantém o principal país em relação ao resseguro cedido, com participação de mercado de 38,6%. Em seguida, Alemanha e Estados Unidos são os principais parceiros do mercado ressegurador brasileiro, com 15,5% e 13,5%, respectivamente

Com a publicação, a empresa reforça seu compromisso com o mercado brasileiro de gerar informações relevantes sobre o desenvolvimento dos negócios no país. O estudo traz ainda a análise dos prêmios cedidos pelo mercado segurador para cada ressegurador, por linha de negócio, além de outros dados comparativos.

Austral Re avança uma posição em resseguro aceito no Brasil

Com a aquisição da Markel Resseguradora do Brasil, a Austral Re chega a quarta posição com maior aceitação de resseguros no mercado nacional com R$ 1 bilhão. Esse número volume foi 12% superior na comparação dos dois períodos analisados.

De acordo com o levantamento, os cinco maiores grupos econômicos se mantiveram no topo. São eles: IRB (31%), Mapfre (10,6%), Munich (7,3%), Zurich (5,1%) e Austral (4,9%). Os dados mostram que os cinco maiores grupos econômicos recebem 58,5% do resseguro cedido, dez grupos recebem 77,2% do volume e 20 grupos cerca de 94,0% do volume.

Icatu é premiada no CX Excellence Award, promovido pela NICE 338

Rafael Caetano é diretor de Marketing e Relacionamento com Clientes da Icatu / Divulgação

Companhia ganhou na categoria Rookie Of the Year, que seleciona as empresas que mais se destacaram na adoção de novas soluções em 2020

O trabalho home office foi uma das principais mudanças causadas pela pandemia no setor corporativo. Com o novo cenário, muitas empresas precisaram migrar suas equipes para o trabalho remoto, seguindo as orientações dos órgãos públicos para a preservação da saúde. Foi o que aconteceu com a Icatu – maior seguradora entre as independentes em Vida, Previdência, Capitalização e Investimentos, que realizou a transição de 100% de sua equipe do Centro de Relacionamento com o Cliente (CRC) para trabalhar de casa, com a operação na nuvem, no primeiro ano da pandemia. Este feito, em apenas 72 horas, levou a Icatu a ganhar o prêmio internacional CX Excellence Award, promovido pela NICE – líder mundial de soluções para Contact Centers.

A seguradora, que concorria com outros cases internacionais e brasileiros, ganhou na categoria Rookie Of The Year, que identifica os clientes que regulamentaram as melhores práticas na implementação de solução do portfólio NICE ou NICE inContact em 2020. A categoria considera, entre os critérios de desempenho, excelência em comunicação e parceria com fornecedores, melhores práticas de implementação, incluindo eficiência de implementação, adoção de produtos, soluções e treinamento de agentes e equipe de supervisão.

Segundo o diretor de Marketing e Relacionamento com Clientes da Icatu, Rafael Caetano, o reconhecimento reforça o cuidado da companhia com as pessoas em um momento crucial. “Diante do cenário de pandemia, precisávamos implantar rapidamente uma solução tecnológica que viabilizasse o funcionário de realizar todo o atendimento de casa, além de oferecer qualidade de comunicação para evitar impacto aos clientes que poderiam precisar da Icatu a qualquer momento, já que nossa linha de negócios é especialmente focada em pessoas”, relata Rafael. “Ganhar esse prêmio mostra que alcançamos o nosso objetivo, que foi possibilitar aos nossos colaboradores um emprego seguro, além de continuar atendendo os nossos clientes”, completa. Durante o período de março a dezembro de 2020, a seguradora não apenas conseguiu manter o atendimento ao cliente sem interrupções, como também registrou um aumento de 10% de chamadas, comparado ao mesmo período do ano anterior.

“Temos muita satisfação de ver o projeto corajoso e arrojado da Icatu receber o CX Excellence Award. A empresa respondeu de forma proativa aos desafios da pandemia e garantiu tanto a segurança de seus agentes quanto a excelência do atendimento aos seus clientes com a plataforma CXone, uma solução nativa em nuvem que permite que organizações de todos os tamanhos façam a transição rápida de agentes de seus contact centers para o trabalho remoto, movam interações de forma dinâmica entre canais e lidem com volumes significativamente maiores tanto de chamadas por voz quanto digitais à medida em que a demanda aumenta nas áreas afetadas. Parabenizamos a Icatu pela premiação”, diz Luiz Camargo, Vice-Presidente da NICE para a América Latina.

Inovações aos seguros do grupo de responsabilidades 351

Inovações aos seguros do grupo de responsabilidades

Advogada Maria Izabel Indrusiak Pereira comenta Circular Susep nº 637

Hoje, dia 28 de julho de 2021, foi publicado no Diário Oficial da União a Circular da Superintendência de Seguros Privados (Susep) de Nº 637, a qual passa a dispor sobre os seguros do grupo responsabilidades, expressamente revogando as Circulares Susep nº 336, de 22 de janeiro de 2007, nº 348, de 1º de agosto de 2007, nº 437, de 14 de junho de 2012, nº 476, de 16 de setembro de 2013 e nº 553, de 23 de maio de 2017.

A nova Circular passa a vigorar a partir de 01 de setembro de 2021, trazendo diversas inovações aos seguros do grupo de responsabilidades.

Maria Izabel Indrusiak Pereira é advogada e sócia do C. Josias & Ferrer Advogados Associados / Reprodução
Maria Izabel Indrusiak Pereira é advogada e sócia do C. Josias & Ferrer Advogados Associados / Reprodução

Maria Izabel Indrusiak Pereira, advogada e sócia do C. Josias & Ferrer Advogados Associados, afirma que o objetivo é a maior flexibilização regulatória, flexibilização na criação de produtos que possam melhor atender aos anseios do consumidor com simplificação de definições. “Assim, será possível atingir maior público, fomentar a concorrência, o desenvolvimento do mercado e a inovação, assim como a ampliação de produtos à base de ocorrência em especial D&O, conforme se utiliza em padrões internacionais”, esclarece. Maria Izabel também cita a possibilidade de pagamento direto pelas seguradoras e não somente o reembolso, ainda que possa constar tal possibilidade na regulamentação; a unificação dos conceitos de prazo complementar e suplementar no denominado “prazo adicional” que pode se dar uma vez ou sucessivamente com ou sem cobrança de prêmio (cobrança facultativa); liberdade na retroatividade (à base de reclamação), dentre outras questões que serão aprofundadas em artigo que será lançado nos próximos dias.

O assunto está em discussão desde 14 de abril de 2021, quando a Susep publicou o Edital de Consulta Pública nº 6/2021, por meio do qual colocou em consulta pública minuta de circular que revisa e consolida as regras aplicáveis aos seguros de Responsabilidade Civil. Tal Consulta Pública nº 6/2021 ficou aberta por 30 dias para o recebimento de sugestões dos cidadãos.