É hora de priorizar a saúde financeira dos funcionários 484

Felinto Sernache é líder da área de consultoria e soluções em previdência para a América Latina na ‎Willis Towers Watson / Divulgação

Confira artigo de Felinto Sernache, líder da área de consultoria e soluções em previdência para a América Latina na ‎Willis Towers Watson

A crise global trouxe uma preocupação generalizada com o futuro, sobretudo financeiro. Se as empresas tiveram que rever seus gastos e segurar custos, não foi diferente para os funcionários. O endividamento, ou mesmo, a insegurança de conseguir arcar com as despesas mensais de uma família, é um dos principais motivos de stress para homens e mulheres. Por isso, é cada vez mais importante que as organizações aprendam a identificar meios de impulsionar e melhorar a vida do colaborador como um todo.

Atualmente, os programas de bem-estar mostram que é possível fazer muito mais do que depositar o salário na data certa para contribuir com a diminuição da vulnerabilidade financeira dos colaboradores. E não estou falando de benefícios que já são velhos conhecidos como a cesta básica de final de ano ou participação nos lucros.

Para começar, de forma resumida, o conceito de bem-estar financeiro se refere à capacidade do trabalhador de administrar adequadamente sua renda. Mas olhando um pouco mais além é preciso entender que isso envolve: o seu rendimento, a sua poupança, as suas dívidas, a sua expectativa de aposentadoria, o seu conhecimento sobre produtos e serviços financeiros, bem como a sua satisfação financeira, a comparação que faz com outros colegas e a cultura financeira da empresa.

Tendo isso como base, as companhias estão buscando soluções para melhorar como os funcionários lidam com o dinheiro. De acordo com uma pesquisa da Willis Towers Watson (WTW) realizada em abril deste ano, 42% das empresas afirmam oferecer aconselhamento financeiro individual sobre aspectos de curto prazo, 39% realizam webinars que instruam sobre diversas questões relacionadas a finanças que os empregados enfrentam e 30% promovem apoio personalizado à decisão financeira para despesas, empréstimos e poupança.

É preciso lembrar muitas empresas de que para melhorar a saúde financeira do trabalhador, é preciso proporcionar uma boa educação nesta área. Oferecer seminários e treinamentos em gestão de dinheiro e cursos de novas tecnologias relacionadas a finanças, é uma boa opção para quem está iniciando um programa com foco em bem-estar corporativo.

Outro ponto é que para conseguir ajudar, as organizações precisam se empenhar para entender a realidade de cada funcionário e o contexto familiar. Há funcionários que vivem uma situação prolongada de desconforto devido a dívidas de longo prazo, mas também existem aqueles que demonstram inquietação por um problema financeiro momentâneo causado por uma situação inesperada, aqueles que expressam preocupação com sua capacidade de lidar com a aposentadoria, e por fim os que estão despreocupados, mas deveriam olhar com mais atenção para o futuro financeiro.

Por isso, algumas empresas possuem algumas ações mais estratégicas. De acordo com a pesquisa, 12% das empresas planejam ainda em 2021 usar dados de RH para monitorar sinais de estresse financeiro por segmento de força de trabalho e pontos centrais de decisão financeira. O percentual ainda é baixo, mas mostra que de fato há um movimento em direção de programas muito mais direcionados estrategicamente. Além disso 18% querem até 2023 oferecer suporte para a tomada de decisão financeira da família e para melhorar a capacidade de resiliência diante dos problemas financeiros.

Por fim, o envolvimento da empresa na melhoria da saúde financeira de seus colaboradores é fundamental para que ambos obtenham benefícios de longo prazo. A sensação de ser valorizado pela organização por qual se trabalha aumenta a possibilidade de crescimento profissional, além de ampliar o valor do capital humano da companhia.

Allianz lança seguro saúde para pequenas e médias empresas a partir de 3 vidas 504

Karine Barros é diretora executiva de Negócios Corporativos e Saúde da Allianz Seguros; e Matthias Kuehn é diretor da Allianz Saúde / Divulgação

Produto oferece cobertura nacional e ampla rede referenciada, além de acomodação em apartamento privativo e acesso à telemedicina em todos os planos

O segmento de microempresários e empreendedores individuais vem crescendo consideravelmente. Somente entre janeiro e abril deste ano, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) contabilizou a abertura de mais de um milhão de empresas no país. O número corresponde a 25% dos novos CNPJs registrados ao longo de todo o ano de 2020, quando o Brasil somou quatro milhões de novos empreendimentos abertos. Para atender a esse público, a Allianz passa a disponibilizar, para pequenas e médias empresas, um seguro saúde a partir de três vidas.

O produto conta com cobertura nacional e ampla rede referenciada de ponta, além de acomodação em apartamento privativo em todos os planos oferecidos. Os clientes ainda têm acesso gratuito ao serviço de telemedicina para atendimento a cerca de 40 especialidades, entre elas Psicoterapia, Clínica Médica, Infectologia, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria e Cirurgia.

“O seguro saúde da Allianz agora atende desde empreendedores individuais até grandes empresas. Com isso, além de estarmos alinhados às atuais práticas de mercado, reforçamos a possibilidade de recebermos clientes de todos os portes”, destaca Karine Barros, diretora executiva de Negócios Corporativos e Saúde da Allianz Seguros. “Apresentamos um modelo de seguro saúde abrangente, com diferenciais de coberturas e serviços, o que traduz uma ótima relação custo-benefício a um preço competitivo”, diz a executiva.

Simplicidade, conectividade e agilidade, atributos que permeiam as demais soluções da companhia, também estão presentes no Allianz Saúde PME. “A cotação do seguro saúde a partir de três vidas é realizada em menos de três minutos, por meio de navegação simples e poucos campos para preenchimento, entre eles dados resumidos da empresa proponente e seleção de planos”, reforça Matthias Kuehn, diretor da Allianz Saúde.

O Allianz Saúde PME é comercializado em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte e conta com cobertura nacional. Para mais informações sobre o produto, acesse este endereço.

Autonomia para cotações de 50 a 199 vidas

Recentemente, a Allianz também apresentou ao mercado o Allianz Saúde – PME 50, um sistema que oferece agilidade e autonomia na cotação de ofertas que envolvem entre 50 e 199 vidas. Em apenas duas telas, os corretores obtêm um cálculo personalizado sem tabela fixa e com preço na ponta. Além disso, os parceiros de negócios têm acesso às informações e valores, com a possibilidade de recebimento da proposta e emissão da apólice em questão de minutos, de maneira independente.

6 vantagens de investir em previdência privada 328

Luiz Bacellar é CEO da Saks, fintech especializada em previdência privada / Divulgação

Confira artigo de Luiz Bacellar, CEO da fintech Saks

Sempre desconfiei das promessas de enriquecimento rápido. Depois de 15 anos trabalhando no mercado financeiro e olhando para os maiores investidores e empreendedores do mundo, é fácil notar que quase todos levaram um bom tempo para chegar onde estão.

Falando em investimentos, essa mentalidade de longo prazo é muito importante. Afinal, nesse caso, a disciplina de investir todos os meses, trará um impacto tão significativo quanto a rentabilidade do investimento escolhido.

Por isso, se o seu objetivo é acumular patrimônio, seja para construir a sua aposentadoria ou fazer a viagem dos seus sonhos, eu posso te garantir que o melhor meio é a previdência privada.

E não sou o único a acreditar nisso. Conforme a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), a previdência privada aberta atingiu em 2021 um aumento de 91,7% em captação líquida, um total de R$ 11,9 bilhões. Só em maio o setor teve alta de 83,7%, com uma injeção de R$ 3 bilhões.

Para te incentivar a começar a investir na sua previdência privada, separei algumas vantagens dessa modalidade de investimento para você.

As vantagens da previdência privada

1. A previdência privada é uma ótima forma de realizar objetivos

A previdência privada é conhecida tradicionalmente como uma modalidade eficaz para complementar a aposentadoria pública (INSS). Na verdade, o correto é tentar não depender do INSS.

No entanto, pode também auxiliar e financiar outros projetos de vida.

Comprar um carro, uma casa, custear o intercâmbio, abrir um negócio, garantir os estudos dos filhos ou netos. As possibilidades são infinitas.

Quanto antes você começar, maior será o efeito dos juros compostos.

2. Benefícios fiscais

Entre as principais vantagens da previdência estão os benefícios fiscais, já que com esse investimento é possível pagar menos imposto de renda.

Existem dois tipos de plano: o VGBL e o PGBL. O VGBL pode ser contratado por qualquer pessoa e tem todas as vantagens da previdência.

Já o PGBL é mais indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda (IR). Isso porque ele funciona como uma dedução legal com um teto de até 12% da renda bruta anual.

As tabelas de tributação são outra vantagem interessante. Existe a progressiva e a regressiva, elas se adaptam bem a diferentes perfis de investidores e objetivos. Para valores investidos por mais de dez anos com a tabela regressiva, por exemplo, é possível alcançar a menor alíquota de IR do mercado: 10%.

Já a progressiva, tem uma alíquota fixa de 15% no momento do resgate, mas esse valor pode ser compensado na declaração de IR, podendo variar de 0% a 27,5%.

Para escolher o plano certo, analise o seu perfil de investidor, seu objetivo e o tempo do investimento.

3. Ausência de idade mínima

Trata-se de um investimento que não exige idade mínima e por este motivo, acaba sendo a escolha ideal para pais que querem garantir o futuro de seus filhos.

Além de render mais que a poupança, ao fazer a previdência privada no nome dos seus filhos, o patrimônio acumulado já ficará no nome deles.

Quanto mais cedo você começar a investir no futuro dos seus filhos, maior será o patrimônio deles.

4. Resgate rápido e versátil

Você escolhe o melhor momento para realizar o resgate na previdência privada! É possível fazer isso a qualquer momento desde que esteja fora do prazo de carência (60 dias após a contratação ou movimentação de saída). Além disso, você pode usufruir do dinheiro acumulado de três formas:

  • resgate total ou parcial;
  • renda mensal temporária: você converte o valor investido em uma renda mensal, por um prazo determinado;
  • renda mensal vitalícia; o pagamento é recebido até o falecimento do titular.

5. Cria o hábito de poupar e investir

É muito prático investir na previdência privada. Você escolhe quanto quer guardar por mês e a forma de pagamento, se boleto ou débito automático. Isso te ajuda a desenvolver o hábito de poupar e investir todos os meses.

Como disse, na previdência privada, o maior valor está no hábito de investir todos os meses por um bom período de tempo. Você não precisa olhar todos os minutos para a tela para acompanhar a rentabilidade.

6. A portabilidade

Claro que quando digo que o hábito de investir todos os meses é mais importante que a rentabilidade, não estou desprezando o impacto que ela terá nos seus investimentos.

Se você pode ter uma rentabilidade melhor em algum outro plano de previdência, você deve buscar esse resultado.

E essa é uma grande vantagem da previdência. Você não precisa resgatar o dinheiro para migrar para outro fundo de previdência.

Caso não esteja satisfeito com os resultados do seu plano de previdência atual, você pode fazer uma portabilidade. Ou seja, migrar seu investimento para outra instituição ou fundo de investimento.

Desta forma, é possível fazer uma manutenção mais eficiente da sua carteira de investimentos ao longo dos anos e o principal, não paga IR sobre essa movimentação.

Essas são apenas algumas das vantagens da previdência privada. Se você realmente deseja se aposentar de forma digna, e eu acredito que todo brasileiro tem esse sonho, deve considerar esse como o seu principal investimento.

Kipp Saúde anuncia expansão e inclui Rede D’Or, São Camilo e Fleury na rede credenciada 570

Kipp Saúde anuncia expansão e inclui Rede D’Or, São Camilo e Fleury na rede credenciada / Reprodução

Ampliação contempla lançamento de três novos planos, que também passam a atender às cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Osasco

A Kipp Saúde, empresa de planos médicos individuais e familiares do Grupo Omint, anuncia a sua primeira expansão com o lançamento de três novos planos. Os novos produtos marcam a ampliação da rede credenciada e abrangência para cidades na Região Metropolitana de São Paulo, a partir de 19 de outubro 2021. Entre as novidades, estão a inclusão da maior rede particular de hospitais do Brasil, a Rede D’Or e a chegada do Grupo Fleury, uma das mais respeitadas organizações de medicina e saúde do Brasil. O Hospital São Camilo, reconhecido na capital paulista pela excelência e o Laboratório Campana, que apresenta plataforma 100% digital com atendimento onde o cliente estiver, também passam a integrar os planos Kipp.

“A rede credenciada é um dos maiores patrimônios do Grupo Omint. Estendendo esse legado à Kipp Saúde, estabelecemos parcerias com instituições que são referência no segmento de saúde no Brasil, além de ampliar o escopo do nosso atendimento para a Região Metropolitana de São Paulo”, declara o gerente Comercial da Kipp Saúde, Leandro Rodrigues. “A expansão da rede credenciada também irá proporcionar aos nossos ‘kippers’ ainda mais comodidade, melhores experiências e, claro, cuidados ainda mais completos dentro da nossa proposta de olhar integral para a saúde”, acrescenta o executivo.

Novos produtos e expansão da rede credenciada

Além dos planos K01 ao K04, que já eram oferecidos, a Kipp lança os planos K05 ao K07, que passam a dar acesso aos hospitais da Rede DO’r São Luiz, Hospital São Camilo e Laboratórios A+ e Campana. Além da Capital, os planos passam a contemplar as cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Osasco, que passam a atender ao Hospital São Camilo e Laboratório Campana. O plano K05, além da Capital, abrange São Bernardo do Campo, Osasco, São Caetano do Sul e Santo André e dá acesso à Rede D’Or, por meio dos hospitais da Rede São Luiz.

O plano K07, além de contemplar os estabelecimentos citados, também conta com o diferencial de cobertura do laboratório Fleury.

Foco no cuidado integral com a saúde

A concepção e o planejamento da Kipp Saúde vieram por meio de um estudo aprofundado sobre os modelos internacionais de gestão de saúde e, neste escopo, a Atenção Primária à Saúde (APS) foi priorizada por possibilitar o acompanhamento da saúde de maneira próxima, customizada e perene.

Com isso, os “kippers” são contemplados com um modelo de atendimento altamente resolutivo desde seu primeiro contato com as enfermeiras e médicas de família da Kipp. De uma coleta de exame, passando por um diagnóstico até o encaminhamento ao especialista indicado, elas proporcionam acompanhamento contínuo e integral sobre a saúde do cliente, fazendo com que ele seja visto como um todo, e não como uma queixa isolada.

Outro diferencial da Kipp Saúde é a promoção da saúde por meio de parcerias e conteúdos disponibilizados no seu site e em suas redes sociais. Periodicamente, e-books e posts que abordam o cuidado com a saúde no dia a dia são disponibilizados para download e leitura. A Kipp também conta com um projeto com professor de educação física com pós-graduação em nutrição, autor de livros sobre bem-estar e colunista de programas de rádio e TV, Marcio Atalla. Ele é especialista em saúde preventiva, e divide suas dicas por meio de lives, podcasts, vídeos e muitos outros conteúdos.

Procedimentos contraceptivos têm queda na Saúde Suplementar 331

Procedimentos contraceptivos têm queda na Saúde Suplementar / Foto: National Cancer Institute / Unsplash Images

Pandemia impactou a realização de laqueaduras tubárias e o implante de dispositivos intrauterinos

O número de procedimentos contraceptivos na saúde suplementar foi impactado pela pandemia de Covid-19. Entre 2019 e 2020, houve queda de 22,6% na realização de laqueaduras tubárias e redução de 14,2% no implante de dispositivos intrauterinos (DIU), segundo a “Análise da Assistência à Saúde da Mulher na Saúde Suplementar Brasileira entre 2015 e 2020”, do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

Antes da pandemia, a realização desses procedimentos apresentava forte alta. No intervalo analisado, a quantidade de laqueaduras subiu de 10.993, em 2015, para 17.201 em 2019. Na mesma comparação, o número de implante de dispositivos intrauterinos registrou crescimento de 187,4%, passando de 61.307 para 205.268 procedimentos entre 2015 e 2019.

“Os avanços conquistados nas últimas décadas possibilitaram o acesso a métodos contraceptivos eficientes e amplamente utilizados, proporcionando mais autonomia e bem-estar às mulheres. Nesse cenário, a saúde suplementar tem papel essencial na orientação e suporte para a realização desses procedimentos”, aponta José Cechin, superintendente executivo do IESS.

Com a flexibilização das medidas restritivas e o aumento da circulação após o fim da fase crítica da pandemia, a tendência é que esses procedimentos voltem a crescer na saúde suplementar.

D’Or Consultoria realiza live com influenciadora digital Déborah Aquino na programação do Outubro Rosa 564

Objetivo é abordar a importância dos exames periódicos

Depois do sucesso da apresentação do Dr. Gilberto Amorim, da Oncologia D’Or, a D’Or Consultoria traz a experiência pessoal da luta contra o câncer de mama apresentada por Déborah Aquino, influenciadora digital.

A live será transmitida pelo YouTube, nesta quarta-feira, 20 de outubro, às 17h30min, e faz parte da programação de Outubro Rosa: mês de conscientização sobre o câncer de mama.

A escritora e influenciadora digital era conhecida por seu perfil nas redes sociais, o blog da Debs, sobre vida saudável, quando foi diagnosticada com a doença, aos 39 anos.

Maratonista, ela passou a postar sobre o tratamento, a alimentação e, inclusive, os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia, com o intuito de inspirar outras mulheres que estavam na mesma situação a encarar a doença de uma forma mais leve. Sua história virou livro – Num piscar de olhos.

A programação de lives faz parte das ações da empresa para o Outubro Rosa. Acesse o canal e acompanhe.