A Controladoria Jurídica como ferramenta de resultado 413

Natália Gil é Sócia da Agrifoglio Vianna - Advogados Associados / Divulgação

Confira artigo da Dra. Natália Gil, Sócia da Agrifoglio Vianna – Advogados Associados

Atualmente, muito se discute a respeito da Controladoria Jurídica, que é uma das principais ferramentas da gestão jurídica nos escritórios de advocacia e nos departamentos jurídicos. Poucos sabem, contudo, sobre a sua origem e a sua real importância no dia a dia das empresas.

O conceito de Controladoria surgiu nos Estados Unidos, no início do século XX, em virtude da necessidade das empresas de se adaptarem às inovações e exigências do mercado. Esse conceito tem origem nas ciências contábeis e envolve noções administrativas, de processos, de pessoas e de estatísticas, bem como se tornou fundamental para qualquer empresa ter controle e organização das suas operações.

Em virtude da evolução tecnológica, naturalmente, o mercado jurídico também evoluiu: os processos tornaram-se digitais; foram criados diversos softwares de gestão e as empresas passaram a demandar dos escritórios de advocacia um perfil cada vez mais profissional não só na área jurídica como também de gestão empresarial, principalmente em relação aos dados de controle de resultados. A fim de atender às necessidades dos clientes e, muitas vezes em razão da massificação de processos, não restou alternativa aos advogados, senão a adaptação frente às novas tendências de profissionalização dos setores jurídicos.

Surgia, portanto, a necessidade de uma gestão jurídica também nos escritórios de advocacia, na qual a organização e controle dos processos passou a ser um dos principais pontos de atenção das empresas.

A Controladoria Jurídica nasce, a partir dessas evoluções, como uma das principais ferramentas da gestão jurídica, que objetiva garantir agilidade, produtividade, qualidade, segurança e controle dos procedimentos, bem como facilita o trabalho da área técnica dos escritórios de advocacia e de departamentos jurídicos.

Ademais, este setor envolve a gestão de processos; de pessoas; tecnologias e de inovações para os escritórios. Trata-se, portanto, de um ramo multidisciplinar que ganhou notoriedade por gerenciar e executar as atividades jurídicas que não envolvem a parte técnica dos processos – garantindo, assim, a organização e divisão entre a gestão jurídica a área técnica de forma eficiente e produtiva.

Na Agrifoglio Vianna, a Controladoria Jurídica permite, além da fluidez do trabalho da área técnica, a criação e monitoramento de procedimentos internos; a prontidão e objetividade em relação ao atendimento ao cliente; o gerenciamento dos softwares de gestão processual; a unificação e a mensuração de dados do escritório e dos clientes; a análise de jurimetria para acompanhar as tendências dos tribunais nos processos e para avaliar as estatísticas para uma correta avaliação dos riscos e das contingências de cada demanda; o controle de desempenho e de produtividade, além de diversas atividades presentes nas rotinas dos advogados.

Há de se destacar também quanto à importância da evolução tecnológica que a Controladoria pode implementar nos escritórios utilizando-se de robotizações e automações, ou até mesmo de inteligência artificial, para eliminar o retrabalho das equipes e garantir a redução de riscos das operações.

Em relação ao atendimento das empresas, um escritório que dispõe de uma Controladoria Jurídica consegue ter maior agilidade nos procedimentos internos. Isso permite o breve encerramento das demandas e, consequentemente, a redução de valores despendidos pelos clientes com o setor jurídico. A partir da Controladoria, também é possível delinear estratégias e metas para reduzir custos e para facilitar os procedimentos dos clientes junto aos demais setores do escritório.

Pode-se dizer, portanto, que um dos principais objetivos da Controladoria Jurídica é a trazer resultados para os clientes e para o escritório: tendo controle e organização dos serviços prestados; reduzindo os custos das operações; bem como atendendo as orientações e prevendo as necessidades dos clientes, a fim de prestar o melhor atendimento possível a eles.

Leandro Martinez é o novo Presidente da Chubb no Brasil 12088

Leandro Martinez é o novo Presidente da Chubb no Brasil / Reprodução

Companhia anuncia mudanças na diretoria em território brasileiro

A Chubb, maior seguradora de propriedade e responsabilidade civil de capital aberto do mundo, anuncia que, Leandro Martinez, atual Diretor Presidente Adjunto, foi nomeado Presidente da Chubb Brasil, sucedendo a Antonio Trindade, que passará a se dedicar exclusivamente à Presidência do Conselho de Administração da Chubb no Brasil, a partir de 1º de setembro.

Antonio irá representar a empresa junto aos órgãos reguladores, apoiando as decisões estratégicas locais, após um período de transição. “A experiência e o perfil do Antonio são ideais para esta posição e representam múltiplas vantagens competitivas para Chubb na indústria de seguros no Brasil. Estou muito feliz que ele tenha aceitado este novo desafio”, disse Marcos Gunn, Vice-Presidente Sênior, Chubb Group e Presidente Regional, Chubb América Latina.

Em sua nova função, Leandro terá responsabilidade geral pelos negócios de seguros gerais da empresa, incluindo propriedade e responsabilidade civil comercial, ramos pessoais tradicionais e especializados e seguros de acidentes e saúde complementar. Ele supervisionará todas as facetas do negócio, incluindo estratégia, produto e desenvolvimento de negócios, operações de subscrição e serviços e desempenho geral do negócio.
“A promoção do Leandro é um reconhecimento à sua trajetória de sucesso e às muitas contribuições, não apenas para nossas operações no Brasil, como também em toda a região da América Latina.

Leandro se juntou à Chubb em janeiro de 2011, como Head de Linhas Financeiras. Dois anos depois, foi promovido a Vice-Presidente Regional, Linhas Financeiras, baseado em Miami. Em 2018, retornou ao Brasil como Vice-Presidente de P&C e, em setembro do ano passado, assumiu como Diretor Presidente Adjunto. Desde então, foi um aliado estratégico na gestão da equipe e dos negócios da Chubb no Brasil.

QuiGo bate mais de 3 mil corretores cadastrados 519

Ferramenta possibilita integração com mais de 27 seguradoras de forma fácil e rápida

Divulgação
Divulgação

No mês em que a Quiver completa 30 anos, QuiGo acaba de atingir a importante marca de 3 mil corretores cadastrados. “Agradecemos a confiança e esperamos que nossa parceria renda cada vez mais benefícios para sua corretora”, explica a empresa em nota.

Entre os principais diferenciais de QuiGo está a integração com mais de 27 seguradoras através de conexão fácil e rápida e oferece gestão para todos os ramos de seguros, com a possibilidade de gerenciamento de documentos, apólices, comissões e muitas outras informações. A ferramenta também dispensa cadastros ou inputs manuais e evita que o corretor de seguros perca tempo atualizando ou inserindo dados no sistema.

Através de uma interface simples e intuitiva, QuiGo contém dashboards e informações em formato kanban que facilitam a visualização e o controle. Os processos são totalmente automatizados, conta com relatórios e um aplicativo exclusivo, que facilita o gerenciamento ou a consulta a informações em qualquer lugar e hora. Além disso, QuiGo possibilita que o profissional da corretagem faça cotações automáticas de até 300 veículos por mês em até 15 seguradoras.

Divulgação
Divulgação

Acesse o site e faça um teste grátis por 30 dias agora mesmo para descobrir essas e outras vantagens de QuiGo para o seu negócio!

Quiver na Revista JRS 254

Talvez você não lembre ou nem tenha nascido quando os seguros possuíam cálculos manuais e extremamente complexos para os operadores. Com o avanço da tecnologia, tudo ficou muito mais fácil. E, neste sentido, a edição 254 da Revista JRS destaca quem foi pioneira na disrupção em sistemas para multicálculo e gestão de corretoras de seguros.

Em outubro, a Quiver completa 3 décadas de atuação. Um feito e tanto para a empresa líder em tecnologia e desenvolvimento de soluções para o mercado de corretagem. Na reportagem especial, o CEO da empresa, Fernando Rodrigues, revela a trajetória, os principais feitos e a filosofia que possibilitam que os negócios da Quiver levem os profissionais que confiam em seu trabalho muito além.

6 vantagens de investir em previdência privada 328

Luiz Bacellar é CEO da Saks, fintech especializada em previdência privada / Divulgação

Confira artigo de Luiz Bacellar, CEO da fintech Saks

Sempre desconfiei das promessas de enriquecimento rápido. Depois de 15 anos trabalhando no mercado financeiro e olhando para os maiores investidores e empreendedores do mundo, é fácil notar que quase todos levaram um bom tempo para chegar onde estão.

Falando em investimentos, essa mentalidade de longo prazo é muito importante. Afinal, nesse caso, a disciplina de investir todos os meses, trará um impacto tão significativo quanto a rentabilidade do investimento escolhido.

Por isso, se o seu objetivo é acumular patrimônio, seja para construir a sua aposentadoria ou fazer a viagem dos seus sonhos, eu posso te garantir que o melhor meio é a previdência privada.

E não sou o único a acreditar nisso. Conforme a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), a previdência privada aberta atingiu em 2021 um aumento de 91,7% em captação líquida, um total de R$ 11,9 bilhões. Só em maio o setor teve alta de 83,7%, com uma injeção de R$ 3 bilhões.

Para te incentivar a começar a investir na sua previdência privada, separei algumas vantagens dessa modalidade de investimento para você.

As vantagens da previdência privada

1. A previdência privada é uma ótima forma de realizar objetivos

A previdência privada é conhecida tradicionalmente como uma modalidade eficaz para complementar a aposentadoria pública (INSS). Na verdade, o correto é tentar não depender do INSS.

No entanto, pode também auxiliar e financiar outros projetos de vida.

Comprar um carro, uma casa, custear o intercâmbio, abrir um negócio, garantir os estudos dos filhos ou netos. As possibilidades são infinitas.

Quanto antes você começar, maior será o efeito dos juros compostos.

2. Benefícios fiscais

Entre as principais vantagens da previdência estão os benefícios fiscais, já que com esse investimento é possível pagar menos imposto de renda.

Existem dois tipos de plano: o VGBL e o PGBL. O VGBL pode ser contratado por qualquer pessoa e tem todas as vantagens da previdência.

Já o PGBL é mais indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda (IR). Isso porque ele funciona como uma dedução legal com um teto de até 12% da renda bruta anual.

As tabelas de tributação são outra vantagem interessante. Existe a progressiva e a regressiva, elas se adaptam bem a diferentes perfis de investidores e objetivos. Para valores investidos por mais de dez anos com a tabela regressiva, por exemplo, é possível alcançar a menor alíquota de IR do mercado: 10%.

Já a progressiva, tem uma alíquota fixa de 15% no momento do resgate, mas esse valor pode ser compensado na declaração de IR, podendo variar de 0% a 27,5%.

Para escolher o plano certo, analise o seu perfil de investidor, seu objetivo e o tempo do investimento.

3. Ausência de idade mínima

Trata-se de um investimento que não exige idade mínima e por este motivo, acaba sendo a escolha ideal para pais que querem garantir o futuro de seus filhos.

Além de render mais que a poupança, ao fazer a previdência privada no nome dos seus filhos, o patrimônio acumulado já ficará no nome deles.

Quanto mais cedo você começar a investir no futuro dos seus filhos, maior será o patrimônio deles.

4. Resgate rápido e versátil

Você escolhe o melhor momento para realizar o resgate na previdência privada! É possível fazer isso a qualquer momento desde que esteja fora do prazo de carência (60 dias após a contratação ou movimentação de saída). Além disso, você pode usufruir do dinheiro acumulado de três formas:

  • resgate total ou parcial;
  • renda mensal temporária: você converte o valor investido em uma renda mensal, por um prazo determinado;
  • renda mensal vitalícia; o pagamento é recebido até o falecimento do titular.

5. Cria o hábito de poupar e investir

É muito prático investir na previdência privada. Você escolhe quanto quer guardar por mês e a forma de pagamento, se boleto ou débito automático. Isso te ajuda a desenvolver o hábito de poupar e investir todos os meses.

Como disse, na previdência privada, o maior valor está no hábito de investir todos os meses por um bom período de tempo. Você não precisa olhar todos os minutos para a tela para acompanhar a rentabilidade.

6. A portabilidade

Claro que quando digo que o hábito de investir todos os meses é mais importante que a rentabilidade, não estou desprezando o impacto que ela terá nos seus investimentos.

Se você pode ter uma rentabilidade melhor em algum outro plano de previdência, você deve buscar esse resultado.

E essa é uma grande vantagem da previdência. Você não precisa resgatar o dinheiro para migrar para outro fundo de previdência.

Caso não esteja satisfeito com os resultados do seu plano de previdência atual, você pode fazer uma portabilidade. Ou seja, migrar seu investimento para outra instituição ou fundo de investimento.

Desta forma, é possível fazer uma manutenção mais eficiente da sua carteira de investimentos ao longo dos anos e o principal, não paga IR sobre essa movimentação.

Essas são apenas algumas das vantagens da previdência privada. Se você realmente deseja se aposentar de forma digna, e eu acredito que todo brasileiro tem esse sonho, deve considerar esse como o seu principal investimento.

Brasil pode congelar os preços como fez a Argentina? 672

Brasil pode congelar os preços como fez a Argentina?

Para Economista da ESPM, isso é quase impossível, devido aos traumas vividos pelo país na década de 80

O congelamento de preços na Argentina anunciado, na última quarta-feira (13), e adotado como um “remédio” contra a escalada da inflação é uma situação isolada, segundo Cristina Helena Pinto de Mello, Economista da ESPM.

Para a especialista, esse tipo de medida encontraria muita resistência no país, sobretudo devido aos traumas gerados por ações parecidas durante a década de 80. “A história mostra que o congelamento de preços, com a interferência nas regras do mercado e na precificação de produtos e serviços, não funciona. Esse tipo de medida até controla os preços, mas por um período muito curto de tempo. Pela experiência passada no Brasil, isso deve ser fortemente evitado”, diz.

Apesar de acreditar que o Brasil não corre o risco de um congelamento, Cristina alerta que, pela proximidade e importância da Argentina como parceira comercial, as medidas tomadas pelo governo de Alberto Fernández podem afetar a economia brasileira. “Um exemplo, seria um possível aceleramento da precificação por conta do receio de congelamento”, afirma.

GBOEX apresenta novo portal de vendas 357

GBOEX apresenta novo portal de vendas / Divulgação

Iniciativa também é tema de treinamentos realizados para parceiros

Otimização das vendas e gestão simplificada são os resultados conquistados com o novo portal de vendas do GBOEX. A empresa investiu no espaço virtual para permitir a melhor experiência para corretores e clientes. A iniciativa também é tema de treinamentos realizados para os profissionais, que podem utilizar a ferramenta e agilizar as rotinas comerciais.

O “Portal de Vendas Digital GBOEX” é um projeto desenvolvido pela área de Tecnologia da Informação da empresa. A ferramenta tem os objetivos de facilitar os processos, gerar mais segurança na contratação de planos e serviços, garantir praticidade na interação e expandir a capilaridade. “No espaço, é possível ter ampla visão da produção, acompanhar a performance do time de vendas e visualizar o status de cada contrato transmitido”, destaca o superintendente de Tecnologia da Informação, Marcelo Araújo, sobre as funcionalidades do ambiente.

O serviço busca valorizar os corretores com um apoio no gerenciamento dos negócios e pode ser acessado pelos profissionais que já atuam com a carteira GBOEX ou pelos que passarem a integrar o grupo. “No planejamento das ações, a empresa tem como foco o cuidado de quem nos ajuda a proporcionar proteção e segurança para milhares de pessoas. Por isso, empenhamos esforços em recursos que auxiliem os parceiros comerciais”, comenta o executivo.

A plataforma foi planejada para uma navegação intuitiva e prática. O acesso pode ser realizado no Portal do Corretor GBOEX, com o login e a senha.

Mais informações: comercial@gboex.com.br.

Para tudo ficar bem, GBOEX!