Dr. Sahil Sunil Bhambhani: Considerações acerca do Seguro Cibernético 371

Dr. Sahil Sunil Bhambhani: Considerações acerca do Seguro Cibernético / Foto: Fly / Unsplash Images

Confira artigo do Advogado da Agrifoglio Vianna – Advogados Associados

O ano de 2021 foi de definitiva consolidação para a tecnologia e os meios digitais, considerando a necessidade de contínua comunicação no tocante às relações de trabalho e, ao mesmo tempo, a manutenção das medidas de distanciamento social em decorrência da pandemia causada pelo Covid-19.

Tal situação favoreceu o aumento de ataques cibernéticos, expondo de diversas maneiras a rede dos ambientes corporativos. Além disso, chamaram atenção os ataques realizados perante os sistemas do Superior Tribunal de Justiça e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que inviabilizaram, ainda que temporariamente, o direito constitucional de acesso à justiça, prejudicando o andamento de milhares de processos judiciais e causando desconfiança perante o meio jurídico.

No mesmo sentido, um caso notório foi o da empresa JBS, uma das líderes globais no ramo de alimentos, que em junho deste ano efetuou o pagamento de aproximadamente R$ 55 milhões para resgatar informações acessadas por hackers. Ainda, empresas especializadas em segurança cibernética estimam que até o ano de 2025, os prejuízos causados por crimes cibernéticos podem custar, anualmente, cerca de US$ 10 trilhões.

O Seguro, diante de sua função eminentemente social, naturalmente acompanha as transformações e necessidades da sociedade, de maneira costumeiramente inovadora. Neste sentido, tem obtido popularidade o Seguro Cibernético, ou Cyber Risks, modalidade emergente no mercado, que possui como objetivo a proteção das empresas de ataques maliciosos e visa amparar perdas financeiras, seja por interrupção em suas atividades ou danos causados a terceiros.

O início da vigência da Lei Geral de Proteção de Dados e a necessidade de adaptação somente reforçou a conscientização acerca desta modalidade de Seguro. A Superintendência de Seguros Privados (Susep) apontou o crescimento de 101% nos prêmios do Seguro Cyber Risks no ano de 2020 em relação ao período anterior. A autarquia publicou, ainda, a Circular nº 638/2021, que dispões sobre os requisitos de segurança cibernética a serem observados pelas sociedades seguradoras.

O modelo de cada contrato e suas coberturas, limites e exclusões podem variar de uma seguradora à outra, mas cabe apontar algumas das garantias oferecidas pela modalidade: roubo/sequestro de informações e de hardware, violação de dados pessoais e danos de imagem ou interrupção de negócios. Importante denotar que se trata, também, de um produto do ramo de responsabilidade civil, oferecendo cobertura nestas situações, entre outras: indenização em ações judiciais, violação de conteúdos eletrônicos e extorsão na Internet.

O crescimento exponencial do fluxo de dados e o aumento do risco de ataques e captura de dados são situações conhecidas, e que podem ensejar altas penalidades pecuniárias ou até mesmo a proibição de uso de dados pessoais, o que inviabiliza o funcionamento de qualquer grande corporação. É neste cenário regulatório que o Seguro cibernético cresce em importância; ainda que não substitua a necessidade da observância das diretrizes da Lei Geral da Proteção de Dados, garante maior proteção às empresas, acaso queiram.

O Seguro Cyber Risks, assim, além de produto elaborado tendo em mente os interesses da sociedade e o avanço da tecnologia, também trata da sustentabilidade das grandes empresas, que poderão prestar sua atividade fim com maior tranquilidade, além de demonstrar compromisso com os seus clientes, consumidores e todos os envolvidos nas operações.

BB Seguros apresenta novidades no Seguro Residencial 335

BB Seguros apresenta novidades no Seguro Residencial / Divulgação

Novos clientes do plano Essencial contam com assistências do pacote ‘Casa em Apuros’; outra novidade é a personalização de coberturas, válido para todos os planos

A BB Seguros anunciou novidades importantes para o seu Seguro Residencial. A partir de agora, o plano Essencial do Seguro Residencial da BB Seguros ganha o pacote de assistências “Casa em Apuros”, antes disponível apenas nos planos Prático e Total.

O incremento do serviço não altera o valor do seguro e é válido para novos contratos. Com isso, o cliente do plano Essencial da BB Seguros poderá solucionar emergências e imprevistos com os serviços de chaveiro, eletricista, encanador, desentupimento, cobertura provisória de telhado e limpeza após sinistro, sem precisar pagar a mais por isso.

Outra novidade é a personalização no momento da contratação do seguro. Válido para todos os planos, correntistas e não-correntistas do Banco do Brasil poderão, além de alterar os valores que serão contratados, adicionar ou excluir coberturas de acordo com a sua necessidade (exceto as coberturas obrigatórias), configurando assim um Seguro Residencial sob medida.

“Essas novidades são fruto da nossa escuta ativa em relação ao que nossos clientes trazem como sugestões de melhoria, por meio do nosso Conselho de Clientes. Isso confirma a nossa estratégia centrada no cliente e a atenção permanente que direcionamos a eles, além de trazer mais flexibilidade aos nossos produtos”, celebra Emerson Nagata, gerente executivo de massificados da Brasilseg, uma das empresas da BB Seguros.

O novo seguro residencial da BB Seguros oferece três opções de planos: Essencial, Prático e Total. Todos com coberturas para incêndio, queda de raio, explosão e fumaça, danos elétricos, danos por fenômenos naturais como ciclone, furacão, vendaval e granizo, danos por água, danos por queda de aeronaves e impactos de veículos terrestres. No plano Prático o cliente conta também com cobertura para quebra de vidros, roubo e furto de bens mediante arrombamento.

Já no plano Total, o segurado pode contar com todas as coberturas anteriores, além de despesas emergenciais para perda ou pagamento de aluguel e cobertura de responsabilidade civil familiar para danos não intencionais a terceiros, sejam eles materiais ou corporais, como ataque de animais domésticos, queda acidental de um objeto de um apartamento, bola quebrando uma vidraça, entre outros.

Além das coberturas, no plano Total ainda é possível escolher um dos benefícios sem custo adicional: fechadura eletrônica, assistente virtual ou projeto de decoração de um cômodo feito por plataforma online.

Susep propõe manutenção de prêmio zero para o Seguro DPVAT em 2022 321

Susep propõe manutenção de prêmio zero para o Seguro DPVAT em 2022 / Foto: Zuyet Awarmatik / Unsplash Images

Proposta será encaminhada ao CNSP

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) aprovou, no dia 25 de novembro 2021, a manutenção da não cobrança de prêmio do Seguro DPVAT para o ano de 2022. A proposta será encaminhada ao Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), que deverá fazer reunião antes do fim do ano sobre o assunto. A reunião ainda não tem data marcada.

A manutenção da não cobrança de prêmio se baseia no fato de haver excedente de recursos na operação DPVAT suficiente para arcar com a cobertura do seguro no ano de 2022. O excedente verificado foi formado com os prêmios pagos pelos próprios proprietários de veículos ao longo dos anos.

O CNSP tem efetuado reduções anuais sistemáticas no valor do prêmio como forma de retornar, para os proprietários de veículos, estes recursos excedentes, já tendo, inclusive, estabelecido valor igual a zero, para todas as categorias tarifárias, para o ano de 2021. Tal decisão promove a devolução à sociedade dos excedentes acumulados ao longo dos anos, devolvendo-os para a sociedade. Sem nova arrecadação, a tendência é que esses recursos sejam consumidos com o pagamento das indenizações por acidentes de trânsito ao longo do tempo.

Qualicorp passa a vender seguro para celular a partir de R$ 25 308

Qualicorp passa a vender seguro para celular a partir de R$ 25 / Foto: LinkedIn Sales Solutions / Unsplash Images

Produto está disponível na plataforma Qualiseguros

O celular é um item cada vez mais fundamental na vida de milhões de pessoas. Pensando nisso, a Qualicorp, a mais completa plataforma de escolhas de planos de saúde do Brasil, anuncia o lançamento de um novo produto: o seguro celular. Disponível para todos os clientes da empresa, o produto pode ser contratado por meio do recém-lançado Qualiseguros, plataforma virtual para venda de produtos de seguros, de forma 100% digital e com preços a partir de R$ 25 por mês (o valor pode variar de acordo com o modelo do aparelho).

“Nosso objetivo é oferecer ao cliente Quali o cuidado e a proteção em diversas frentes, além do acesso ao plano de saúde. E o seguro celular faz parte dessa estratégia”, comenta Elton Carluci, vice-presidente Comercial, de Inovação e Novos Negócios da Qualicorp. “Estamos constantemente mapeando as necessidades dos nossos clientes para que possamos oferecer cada vez mais produtos que atendam suas expectativas e necessidades”, completa.

O Seguro Celular da Qualicorp é voltado para aparelhos novos ou com até 18 meses de uso a partir da data de compra. O cliente Quali pode optar por uma das duas opções de cobertura: a básica, que contempla roubo e furto qualificado, ou a completa, que adicionalmente protege contra quebra ou dano acidental e oxidação de aparelho eletrônico, além de abranger cobertura internacional. Para que a cobertura seja válida, é necessária a apresentação da nota fiscal do equipamento.

O cliente que desejar contratar o novo produto deve acessar o site qualiseguros.qualicorp.com.br e escolher a opção Seguro Celular. Na plataforma é possível fazer a simulação deste seguro e de outros produtos comercializados pela companhia em sua plataforma digital, comparando coberturas, assistências e serviços de diferentes seguradoras com contratação em poucos minutos, de forma 100% online. A cobertura do seguro passa a vigorar até 24 horas a partir da data de contratação. O site conta ainda com um canal de dúvidas e orientações para a compra por meio do WhatsApp.

Segundo levantamento da Mobile Time e Opinion Box, 61% dos brasileiros já tiveram o celular roubado ao menos uma vez. No Estado de São Paulo, quase 160 mil celulares foram parar nas mãos de criminosos entre os meses de janeiro e julho de 2021, de acordo com o Portal da Transparência da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Além do seguro celular, o Qualiseguros oferece, inicialmente, mais sete categorias diferentes de produtos: plano de assistência à saúde para pets, seguro para acidentes pessoais, seguro auto, seguro de vida, seguro para perda de renda, seguro residencial e responsabilidade civil profissional (proteção destinada a advogados e profissionais da saúde contra eventuais incidentes na rotina de trabalho).

4º Seminário Jurídico destaca importância do seguro para o desenvolvimento econômico e social 312

Iniciativa visa aproximar diálogo entre magistrados e representantes do setor de seguros

Ao abrir o 4º Seminário Jurídico, o Presidente da revista “Justiça & Cidadania”, Tiago Salles, destacou que o evento – realizado pela publicação e a Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), em 29 de novembro – tem por objetivo “aprofundar o diálogo entre magistrados e representantes do setor de seguros, a fim de aprimorar a relação entre as partes”.

Em sua participação, o Presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, afirmou que, no plano existencial e no plano do cotidiano, é a solidariedade, por meio do mecanismo do seguro, que compõe nossas respostas às incertezas e aos riscos, ajudando a amenizar as perdas.

O setor de seguros, segundo o Ministro Humberto Martins, “em seus diferentes modos, tornou-se algo inafastável da vida das pessoas e empresas, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do País e para a segurança de vida das pessoas”. Afirmou, também, que o STJ cumpre com seu papel de dirimir questões que movem as relações entre seguradoras e segurados, preservando o sentido do contrato, tutelando a boa fé e evitando uma tipicidade rígida para trazer soluções viáveis e segurança jurídica para as relações entre seguradoras e segurados.

O Presidente da CNseg, Marcio Coriolano lembrou do significativo avanço da atividade securitária no Brasil, principalmente nos últimos dez anos, demonstrando a preferência crescente de empresas, famílias e pessoas pela proteção securitária, que já represente cerca de 6,5% no PIB brasileiro.

“Até por conta dos desafios colocados pelos recentes ciclos econômicos, políticos e sociais do Brasil, que repetem, em escala local, o que se observa a nível global, a solidariedade representada pelo mutualismo, vem exigindo o protagonismo do seguro, exigência expressa pela demanda da sociedade, amplificada pela pandemia do novo coronavírus, que tornou mais visível para população a garantia prestada pelos seguros, revelada pelo vultosíssimo montante de indenizações pagas às vítimas da covid ou a seus beneficiários”, afirmou o Presidente da CNseg.

Para Coriolano, cada vez mais, “o direito securitário deve se encontrar com as intensas e extensas mudanças dos paradigmas da natureza, das práticas da economia política – tomada esta em seu sentido mais nobre – e com os fundamentos da atividade securitária”. E acrescentou: “sabemos todos do imenso desafio desse encontro de temática do direito e da economia, ainda mais considerando a sensibilidade que ambos têm para o consumidor – seja individual, seja o consumo coletivo. Não é por outra razão a realização deste Seminário, que também agrega especialista das mais variadas formações, todas convergentes para as melhores soluções possíveis em prol de objetivos comuns: o da garantia de acesso aos seguros de modo equânime e sustentável e o da busca do ideal de justiça, que é dar a cada um o que lhe é devido”.

Entre os temas em discussão no evento, Coriolano destacou: o dever de informação dos seguros coletivos de vida, considerando a dinâmica de relações entre estipulantes e seguradoras; o papel dos núcleos técnicos de apoio ao poder judiciário na desjudicialização das questões relacionadas à saúde suplementar; o critério de correção das dívidas e seus impactos na constituição de reservas técnicas, de patrimônio líquido e de provisões de sinistros do setor de seguros, e o fenômeno do exercício irregular da atividade seguradora pelas chamadas associações de proteção veicular.

O tema do exercício irregular da atividade seguradora e do chamado “mercado marginal dos seguros”, teve como participantes os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Gurgel de Faria (moderador) e Og Marques Fernandes, além do Procurador Geral da Susep, Jezhiel Pena Lima, e do Presidente da Porto Seguro, Roberto Santos.

Liberty Seguros anuncia serviço de vistoria exclusivo para Seguro Residencial 333

Liberty Seguros anuncia serviço de vistoria exclusivo para Seguro Residencial / Foto: Pixabay

Clientes Liberty Residência podem solicitar vistoria por videochamada em caso de sinistros relacionados a quebra de vidros

Atenta às necessidades de clientes e corretores parceiros, a Liberty Seguros anuncia uma novidade para o setor de Seguro Residencial que vai facilitar ainda mais o contato e a proximidade com a seguradora, além de agilizar o atendimento no momento em que o cliente mais precisa: segurados agora podem solicitar vistorias por meio de videochamada em caso de sinistros de quebra de vidros nas residências.

O processo é completamente digital e o cliente pode fazer a solicitação direto pelo aplicativo da companhia, conforme o seguinte processo:

  • Ao finalizar o aviso de sinistro, caso seja elegível para vistoria por vídeo chamada, um pop up indicará ao segurado essa opção, explicando como o processo funciona e suas vantagens;
  • Caso o cliente opte pela vistoria por vídeo chamada, basta clicar em “sim” na mensagem pop up para ser direcionado ao agendamento de data e horário;
  • Em próximos passos, o cliente deve preencher os dados da pessoa que realizará a vistoria por vídeo com o analista. É importante que esses dados sejam informados corretamente para que o contato seja realizado com sucesso;
  • Um SMS será enviado para o número de celular confirmando o agendamento. Além disso, a pessoa que acompanhará a videochamada receberá um alerta via SMS uma hora antes do dia e horário agendado com o link para realização da vistoria;
  • Com a vistoria agendada, basta o cliente aguardar o dia e horário escolhido. Caso seja necessário cancelar o agendamento, o cliente pode acessar o Meu Espaço Cliente ou enviar uma mensagem para o WhatsApp (11) 3206-1414.

Além disso, a Liberty Seguros oferece assistência 24 horas para clientes Liberty Residencial para sinistros e emergências ocasionadas por motivos de força maior, como limpeza de ar condicionado, instalação de ventilador de teto, revisão de instalação elétrica, entre outros.

“A Liberty segue focada no objetivo de oferecer canais, produtos e serviços cada vez mais focados nas preferências dos clientes. O novo serviço de vistoria é um exemplo disso, em que desenvolvemos uma solução que atende às necessidades dos segurados, aproxima a companhia desse público no universo digital e oferece um diferencial que os corretores podem destacar no momento da venda”, comenta Márcio Probst, Diretor Adjunto de Sinistros da Liberty Seguros.