Saint’Clair Lima: Um novo mercado para o Seguro Auto 503

Saint'Clair Lima é diretor da Bradesco Seguros / Divulgação

Confira artigo de Saint’Clair Lima, diretor da Bradesco Seguros

Necessidade intrínseca ao ser humano, a busca por proteção tem aumentado entre a população. E a entrada de novas regulamentações que visam aprimorar e fomentar o desenvolvimento do segmento traz um cenário ainda mais positivo para o mercado.

No caso do setor automotivo, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) publicou novas normas que permitem a flexibilização no momento da contratação do seguro, com objetivo de promover a ampliação do acesso à população à proteção e a simplificação das apólices. Na prática, a novidade oferece maior liberdade para formatação de produtos e permite a elaboração de contratos mais simples e de fácil entendimento para os consumidores.

No dia a dia, ao mesmo tempo em que as seguradoras passarão a ter maior liberdade para criar produtos, os consumidores serão beneficiados com uma gama maior de coberturas, proteção pay per use, combos com serviços e assistências diferenciadas em uma única apólice, entre outras possibilidades.

Neste novo ciclo de desenvolvimento, é importante o consumidor entender claramente as diferenças entre os vários tipos de seguros que passarão a ser oferecidos pelas seguradoras, que terão a possibilidade de ofertar recursos variados com o suporte de inúmeros dispositivos tecnológicos, internet das coisas (IOT) e simplificação dos processos. Diante desse quadro, cada consumidor precisa escolher, de forma ainda mais consciente, a melhor opção de contratação às suas necessidades. É uma evolução do mercado para atender um novo consumidor, mais exigente e diversificado.

A norma atende às novas demandas de consumo do seguro automotivo e essas mudanças também contribuem para aperfeiçoar a relação entre clientes e corretores. A indústria de seguros vive um momento de grandes oportunidades. Produtos e serviços mais customizados são imprescindíveis, com foco em maximizar a experiência do consumidor. No caso das seguradoras, a forma de vender seguro passa por uma transformação para acompanhar o ritmo das mudanças. O processo de venda torna-se uma verdadeira consultoria de risco para o cliente, ao invés de uma simples oferta de produto de prateleira.

No papel de consultor, o corretor analisa o perfil e as necessidades de cada pessoa ou empresa, levando em consideração macro e micro singularidades. É preciso ter sensibilidade e visão holística sobre o que é essencial para cada cliente e essa nova norma permite ampliar o olhar e as possibilidades segmentadas.

Em paralelo, empresas investem na integração de informações e otimização e/ou na criação de canais de relacionamento com cliente, com uso de inteligência artificial, chats em tempo real, URAs (sistemas de atendimento) com autosserviços, chatbots, redes sociais, aplicativos de mensagem, sem abrir mão de ferramentas tradicionais, como e-mails, telefones e sites. Nesse cenário de múltiplas opções de contato, o principal continua sendo a qualidade da prestação do serviço e o atendimento próximo e humanizado.

Diante dessa grande oportunidade de modernização e simplificação do regime de produtos, desenvolvimento do setor e melhoria da experiência do segurado na contratação de seguros, as empresas buscam transformar clientes em fãs, a partir do encantamento com os serviços prestados. Criatividade, simplicidade e qualidade serão diferenciais cada vez mais sentidos no mercado de Seguro Auto.

Bradesco Seguros anuncia novos benefícios no produto Auto Correntista 536

Eduardo Menezes é Superintendente Executivo de Produto Auto da Bradesco Auto/RE / Divulgação

Flexibilização na contratação e serviços diferenciados tornam o produto mais atrativo para clientes do banco

A Bradesco Seguros aposta em preços competitivos, benefícios e serviços sob medida, além de condições diferenciadas de pagamento a clientes do produto Auto Correntista.

Entre os principais atrativos, a flexibilização na contratação de coberturas e diversos benefícios, de acordo com o perfil do segurado, como por exemplo a opção de escolha de alguns serviços de sua preferência e com desconto, cobertura 0km por seis meses (gratuita), descontos no prêmio e na franquia para atendimentos nos Bradesco Auto Center, entre outras facilidades. Além disso, o Produto oferece novas formas de pagamento, como débito em conta Bradesco e em outros bancos*, cartão de crédito Bradesco Seguros e de outras bandeiras** e boleto. O cliente conta com um parcelamento diferenciado, em até 10 vezes sem juros, no débito ou cartão de crédito, ou em até 6 vezes sem juros, no boleto. E mais, um desconto promocional extra de 5% ao pagar com o Cartão Bradesco Seguros.

O produto é destinado aos clientes dos segmentos Classic, Exclusive e Prime, que possuam veículos de passeio e pick-ups. “Nosso objetivo é atender às demandas dos consumidores e ampliar o acesso da população ao seguro auto. Com o auto correntista, aproveitamos a capilaridade da presença do banco pelo país para oferecer serviços customizados”, destaca Eduardo Menezes, superintendente de produtos.

Os benefícios exclusivos são válidos somente para seguros individuais, de Pessoa Física, para carros dos tipos passeio, picape leve e pesada, além de motos, enquadradas no produto Bradesco Seguro Auto Correntista.

*O pagamento por débito em conta só é permitido para conta Bradesco e para os seguintes bancos: Itaú, Santander, Banco do Brasil, Bancoob e Credicoamo.
**Bandeiras Elo, Visa, Mastercard e Amex.

Revista JRS Especial traz os Destaques do Mercado Brasileiro de Seguros em 2021 4815

Edição 255 da publicação é um verdadeiro anuário do setor em nível nacional

Recordar é viver. E lembrar de momentos especiais ao lado de figuras ímpares do mercado de seguros é ainda melhor. Por isso, a edição 255 da Revista JRS destaca a noite inesquecível do dia 29 de outubro de 2021, quando foram revelados os Destaques do Mercado Brasileiro de Seguros durante o 19º Troféu JRS, realizado em formato híbrido com a presença de 1 mil convidados em plateia virtual e presença física dos reconhecidos.

Além disso, a edição 2021 da tradicional cerimônia, mais uma vez, deu voz aos espectadores e leitores do JRS. Pelo sexto ano consecutivo foram realizadas votações onde o público decidiu quem seriam os reconhecidos.

Ao longo das páginas da publicação, que formam um verdadeiro anuário em seguros, você irá rememorar quem foram os agraciados com as honrarias do Troféu JRS, realizado há 19 anos e idealizado por nosso fundador, Jota Carvalho.

“Quando tinha meus 6, 7 anos, meu pai me levava com ele para a primeira redação do JRS. Os que estão há mais tempo no mercado vão se lembrar deste primeiro escritório, bem na Praça da Alfândega – no Centro de Porto Alegre. Nos bancos daquele lugar considerado histórico começava a história do JRS, pelas mãos do nosso fundador Jota Carvalho, meu pai. Através daqueles textos, feitos em uma época em que a internet não era um grande buscador como é hoje, com informações que ele buscava nos bastidores e em publicações locais, ele tinha como missão auxiliar o mercado de seguros a se comunicar e promover sua cultura. Primeiramente essa comunicação aconteceu através de um papel jornal, que tinha 6 páginas e saía tinta nas mãos”, rememorou a CEO do JRS, Júlia Senna.

Revista JRS 256: Superação e estratégia explicam sucesso da ViverBem 4168

Confira última edição da publicação mensal do JRS em 2021

Feliz Ano Novo!

Mais um ano termina e chega o momento em que fazemos nossas ponderações e balanço sobre aquilo que tem sido feito nos últimos períodos. A nós, do Grupo JRS, cabe apenas agradecer aos leitores, parceiros e demais atores do ecossistema segurador pela confiança durante um dos períodos mais desafiadores já vivenciados pela sociedade moderna.

Neste sentido, projetamos que a chegada de um novo ano também traga perspectivas ainda melhores para o desenvolvimento do setor, da economia em geral e do Brasil, como um todo. 2022 traz consigo diversos momentos importantes. Além da tão esperada Copa do Mundo do Futebol, vamos escolher quem representará nossa Nação, nosso Estado e nossa Sociedade nas casas legislativas.

Em um ano tão importante, como o que está chegando, colocamo-nos, mais uma vez, em plena disposição de nossos espectadores nas multiplataformas do Grupo JRS para bem difundir os fatos, movimentos e acontecimentos de um dos setores mais pujantes da economia brasileira: a indústria seguradora. Ao público em geral reforçamos, ainda, a importância e o cunho social das soluções desenvolvidas pelo segmento – que representa mais de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Ao longo das próximas páginas da Revista JRS você verá os principais acontecimentos das últimas semanas, como a escolha dos novos presidentes das Federações do setor de seguros, presidentes de alguns dos principais Sindicatos das Seguradoras regionais e a ascensão de um Corretor de Seguros, Alexandre Camillo, como Superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Além disso, contamos com a contribuições de especialistas diferenciados em colunas especiais para fechar as edições de 2021 em alto estilo.

Confira essas e outras histórias ao longo das páginas que recheiam a edição 256 da Revista JRS!

Os desafios e as oportunidades femininas no mercado de trabalho 577

Adriana Menezes é superintendente de TI da Generali Brasil / Divulgação

Confira artigo de Adriana Menezes, superintendente de TI da Generali Brasil

A grande dificuldade de escrever sobre o desenvolvimento da liderança feminina é fugir dos clichês sem perder a sensibilidade e o respeito por todas as mulheres que buscam um lugar no mercado de trabalho. Assim, pensei: nada melhor do que contar um pouco da minha própria história!

Tudo começou com um processo seletivo para atuar em uma financeira, na mesa de operações. Éramos 50 candidatos e apenas 5 vagas. A seleção seria feita através de provas de matemática e acabei me classificando entre os cinco primeiros. Na sequência, fui chamada para uma entrevista e fiquei bastante animada. Ao longo da conversa, o diretor da companhia disse que fez questão de me conhecer pois eu havia ido muito bem nas avaliações e ele gostaria de me parabenizar por isso.

Mas, uma notícia me pegou completamente de surpresa. A empresa decidiu não me contratar pois, na avaliação dos recrutadores, o ritmo de trabalho era intenso e optar por uma mulher possivelmente traria problemas futuros com relação a filhos, por exemplo. Eu não soube o que dizer, apenas pensava: como assim? Eu tenho 18 anos, não penso em ter filhos agora.

Hoje, olhando para toda a minha trajetória profissional, acho que foi melhor ter passado por essa experiência logo no início. Isso me fez avaliar que empresas que possuem esse tipo de conduta não merecem ter mulheres fazendo parte de suas equipes. Embora chateada, não desanimei, pelo contrário, percebi que teria que estudar muito para ter uma carreira de sucesso.

Posso dizer que passei por muitas oportunidades, aproveitei todas elas, algumas vezes tendo que abrir mão de estabilidade ou remuneração, até mesmo de prestígio, por acreditar que sair da zona de conforto e arriscar seguir por um novo caminho valeria a pena. Acredito que o desenvolvimento da profissão vem junto com o amadurecimento e com a evolução da vida pessoal. Como equilibrar tudo? Não existe tutorial. Mas, de uma coisa tenho certeza, precisamos contar com pessoas que nos incentivam e não nos deixam esquecer que nem sempre acertamos. Nos lembram de sermos humildes nos momentos de sucesso e serenos em outros mais difíceis.

No início da minha jornada, foi fundamental o suporte da família e, mais tarde, o incentivo do meu marido. Também tive dois gestores que marcaram minha evolução profissional e acreditaram em mim, me desafiaram e me fizeram decolar. Vejo que bons mentores são muito importantes nesse processo.

Durante grande parte da minha carreira, passei por empresas de consultoria em Tecnologia da Informação, o que significou viajar com frequência, navegar em diversos segmentos de negócio, discutir assuntos variados como gestão, administração, inovação, entre outros. Isso também trouxe o desafio de gerir equipes multidisciplinares, muitas vezes em diferentes lugares.

Falando nisso, equipes são fundamentais visto que não produzimos nada sozinhos, precisamos de complemento, escutar ideias, repensar, quebrar paradigmas, encorajar e estimular. Esse pensamento construiu o alicerce da minha formação como líder, o que me permitiu evoluir e ter a possibilidade de integrar times de sucesso.

Nós, mulheres, temos um dinamismo e uma agilidade de lidar com diversos assuntos, ao mesmo tempo adicionando uma certa dose de objetividade e olhar mais humano. Isso nos permite propor uma liderança diferenciada, muitas vezes dura, porém também calorosa. Coisa de mãe, sabe?

Cada vez mais as empresas consideram a diversidade como fator-chave para desenvolvimento, inovação e sucesso de estratégias de negócio. As oportunidades estão disponíveis, nós estamos preparadas, vamos aproveitá-las!

Por fim, digo: tenha um propósito, goste do que faz, saiba aonde quer chegar e mantenha sempre o brilho nos olhos, pois isso contagia a todos em volta. Inspire e se deixe inspirar.

88i e MAPFRE firmam parceria para oferta de serviços de assistência auto, residencial e saúde 668

Rodrigo Ventura é fundador da 88i Seguradora Digital; e Fernando Moreira é CEO da 88i / Divulgação

Aliança vai ao encontro da proposta de digitalização das empresas, que acreditam na personalização das soluções de proteção

A 88i, seguradora 100% digital nascida com o propósito de transformar o modelo de distribuição e de consumo de soluções de seguros no Brasil, fechou uma aliança com a MAPFRE Assistência, empresa global especializada em prestação de serviços de assistência para o mercado segurador. Com a parceria estratégica, a 88i Seguradora Digital passa a diversificar as ofertas para os clientes do ecossistema digital, com serviços de assistência auto, assistência residencial e de saúde.

A aliança começou em dezembro de 2021, quando os serviços de assistência auto da MAPFRE Assistência passaram a ser fornecidos pela 88i por meio dos canais de distribuição do ecossistema digital, fintechs, e-commerce e plataformas de mobilidade e delivery, como parte integrante das ofertas de proteção da seguradora digital. A partir deste ano, os serviços de assistência residencial e de saúde da MAPFRE Assistência também farão parte da cesta de opções da 88i.

“A 88i Seguradora Digital combina o ‘Open Insurance’ com o modelo de afinidade digital B2B2C, além da distribuição por meio de corretores, oferecendo, assim, um portfólio de seguros massificados de maneira simples, intuitiva e digital. A partir da parceria firmada com a MAPFRE Assistência, vamos operar em conjunto tanto em serviços como em proteções. Ter soluções 100% digitais nos coloca à frente e na vanguarda deste mercado em plena transformação”, diz Rodrigo Ventura, fundador da 88i Seguradora Digital.

A parceria entre a 88i Seguradora Digital e a MAPFRE Assistência vai ao encontro da proposta de digitalização das duas empresas, que acreditam na personalização das soluções de proteção.

Atenta às tendências do mercado segurador, a MAPFRE Assistência vem oferecendo soluções digitais, multicanais, de autosserviço e com informação em tempo real. “Oferecemos aos nossos clientes soluções e experiências únicas, o que reforça nosso compromisso com a excelência no atendimento. A parceria com a 88i está totalmente alinhada com os nossos objetivos estratégicos focados na jornada dos nossos clientes”, comenta Lucía Martinez, superintendente Comercial da MAPFRE Assistência.

“A distribuição digital de produtos e serviços de seguro personalizados, através de canais digitais e corretores digitais, tem como foco absoluto o cliente. Juntos, a MAPFRE Assistência e a 88i Seguradora Digital vão ofertar as melhores soluções ao mercado”, conclui o CEO da 88i, Fernando Moreira.

Focada em alta tecnologia, a 88i estuda cada canal de distribuição, identificando oportunidades para oferecer produtos específicos ao cliente final. A estratégia de inovação da 88i prevê o uso de computação em nuvem, IoT, inteligência artificial e blockchain.