Vai encarar a estrada mesmo com chuva? Veja sete dicas de revisão para enfrentar rodovias encharcadas 855

Vai encarar a estrada mesmo com chuva? Veja sete dicas de revisão para enfrentar rodovias encharcadas / Foto: Thái An / Unsplash Images

Especialista dão conselhos para quem pretende viajar com segurança

A previsão do tempo indica que fevereiro continuará sendo chuvoso. Bom para os reservatórios, atenção para algumas cidades que sofrem com as enchentes, e alerta para quem pega as estradas. Apesar do Carnaval ter sido cancelado em muitos municípios, muita gente vai aproveitar a emenda do feriado para viajar e passear com a família.

E se a probabilidade de chuva continua em alta em todo o País, é aconselhável que antes de ingressar na estrada o motorista olhe alguns pontos do veículo, a fim de prevenir-se frente às tempestades de verão, compostas por índice pluviométrico alto, rajadas de ventos e muita variação de temperatura.

Com este cenário, uma das ocorrências mais frequentes é a aquaplanagem, uma ação que consiste na perda de contato entre os pneus do veículo e o asfalto, em virtude do acúmulo de água sobre o piso. Quando isso ocorre, há o risco de perda do controle e da dirigibilidade do automóvel. Para diminuir as probabilidades deste evento inesperado, os pneus devem estar em boas condições de uso e com os sulcos dentro da especificação determinada. Vale lembrar que as ranhuras dos pneus são as responsáveis pelo escoamento da água. Quanto menor esses sulcos, menor a capacidade de drenar a quantidade de água, e consequentemente, maior o risco de o veículo perder o controle.

O TWI (indicador de desgaste) com 1,6mm de profundidade do sulco no pneu é o valor mínimo aceitável pelas leis Brasileiras para condições de tráfego nas vias, entretanto existem pesquisas que mostram uma acentuada queda de performance da dirigibilidade em condições de chuva moderada, situação em que o piso apresenta condições de 0,50mm até 1,5mm com lâmina de água.

Nestes casos, há estudos que demonstram que pneus com ranhuras em torno de 1,6mm precisaram de 13m a mais para atender a frenagem a uma velocidade de 80km/h em comparação aos pneus novos. Importante observar que a distância de frenagem também pode ser impactada por pneus descalibrados, portanto, lembre- se de calibrar os pneus antes da viagem!

Outra dica para evitar a aquaplanagem é reduzir a velocidade ao perceber grandes quantidades de água no asfalto. Já quando o veículo perde o contato com o solo, a recomendação é não frear bruscamente e nem virar o volante. O ideal nessas condições é parar de acelerar o carro e segurar o volante em linha reta para garantir que as rodas estejam sempre no traçado.

Para se assegurar que o carro estará sempre conectado no asfalto, observe se o veículo da frente deixa rastro no piso. Isso é um sinal de que o pneu circula com aderência.

“É muito importante fazer uma revisão de acordo com a situação em que se vai encontrar à frente. O mesmo acontece nas provas de rali ou de enduro. Por exemplo, ao levar mais carga, reveja a calibragem, ou, se vai rodar na terra, opte por um pneu misto. Se vai rodar mais, observe a validade do lubrificante e assim por diante. Já em épocas de tempestades, é essencial dar maior atenção aos pneus e freios, além de cuidar da visibilidade”, explica Leandro Vanni, gerente da plataforma de treinamento da DPaschoal, Maxxi Trainning Academy.

Outros itens que devem ser analisados antes da estrada em dias de chuva são:

1 – Limpador de para-brisa: O sistema que limpa o vidro conta com as hastes, um motor elétrico e palhetas. Se os três itens não estiverem em ordem, a eficiência do equipamento é prejudicada. Para que funcione corretamente, a borracha do limpador não pode estar ressecada ou desgastada, o motor deve funcionar sem interrupções e a haste deve estar alinhada com o ângulo do para-brisa. “Muitas vezes, fazemos um simples ajuste nos braços que sustentam os limpadores e evitamos uma série de trocas desnecessárias. Basta verificar na verdade como está o alinhamento do movimento com o desenho do vidro”, considera Vanni.

2 – Sistema de ventilação: Para enxergar a estrada com segurança, é importante deixar o desembaçador do para-brisa em ordem. Muitas vezes, a eficiência deste sistema é comprometida pela quantidade de sujeira, como folhas secas de árvore, nos dutos e filtros. Se o automóvel tiver ar-condicionado, é ideal que o motorista o ligue na velocidade máxima e na temperatura mais fria, pois o ar frio vai retirar toda a umidade do vidro e melhorar a visibilidade. Na ausência do item, a melhor opção é usar o ar quente, que faz as gotículas condensadas evaporarem. Quando o carro não conta com nenhum destes recursos, o motorista deve usar um pano bem limpo. Atenção: Nunca use a palma da mão para tentar desembaçar o vidro, a gordura da mão com a água piora a situação. Um outro ponto de atenção, é que o excesso de silicone aplicado no painel quando exposto à altas temperatura acaba evaporando-se e contribuindo para que os vidros fiquem “engordurados”.

3 – Reservatórios: Todo veículo tem um reservatório de água para contribuir com a limpeza do para-brisa. A maioria dos motoristas coloca detergente neste compartimento achando que o sabão vai tirar a gordura ou o óleo do vidro. Porém, existe um perigo aí.

O detergente é bom para louças, mas um vilão para a lataria do automóvel, ocasionando manchas e riscos no vidro, ocasionados pela impregnação e acúmulo de partículas. Para a área emborrachada, há ocorrência do ressecamento das palhetas e das vedações do próprio vidro. O ideal é recorrer aos aditivos de para-brisa com Ph neutro. Lembre-se também de verificar a bomba elétrica que esguicha a água, as mangueiras e o ponto de saída, avaliando se não há entupimentos.

4 – Mantenha distância: Em geral, é necessária uma distância maior para frear em superfícies molhadas e escorregadias. Por isso é importante não ficar muito próximo dos veículos à frente. Certifique-se também de que os faróis, luzes traseiras, luzes de freio e pisca-piscas do veículo estejam em ordem.

Nunca ligue o pisca alerta com o carro em movimento. Tal ação errada, muito comum nas estradas, pode ocasionar acidentes inesperados por frenagens antecipadas ou bruscas.

5 – Parada de descanso: Se a chuva estiver muito forte, não pare no acostamento. Procure um local seguro para estacionar, tais como área de descanso, postos de gasolina, restaurantes etc. Ficar no acostamento na tempestade torna o veículo mais vulnerável diante de derrapagens.

6 – Alinhamento de Direção: um dos sintomas de que há um desalinhamento da direção, é o veículo apresentar uma tendência de desvio para as laterais durante o percurso, o que provoca desgastes irregulares e compromete a dirigibilidade e a segurança do veículo. Pneus que “cantam” nas curvas e volantes que teimam em permanecer tortos nas retas são sintomas de desalinhamento. Recomenda-se verificação do alinhamento da direção a cada 6 meses ou 10.000 Km.

Outras situações que exigem uma apuração do alinhamento são quando há fortes impactos, desgaste irregular dos pneus, substituição de pneus novos e quando há peças substituídas na suspensão.

7 – Bateria: Cada vez mais, os veículos demandam mais energia, principalmente pelos acessórios e pelas condições de uso. Uma bateria já com a vida útil comprometida, pode apresentar falha sem aviso prévio e quando descarregada impacta toda a programação da viagem. Recomenda-se a verificação das condições da bateria a cada 6 meses, tais como: presença de “zinabre”, vazamentos de eletrólito, caixa estufada, adesivo da bateria com aspecto de queimado, correta fixação da bateria etc. É na chuva, principalmente, que ela não pode falhar.

CVG RS celebra 32 anos com reencontro em feijoada especial 948

Encontro, realizado no último sábado, recolheu alimentos e donativos para a Confrasol

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG RS) realizou, no último sábado, a sua já tradicional feijoada. E em 2022, a celebração foi ainda mais especial. É que o CVG RS está comemorando seus 32 anos de fundação.

Com casa lotada, a presidente do Clube – Andréia Araújo – demonstrou a satisfação em poder reencontrar todos no primeiro evento presencial do CVG RS após a pandemia de coronavírus. “Por isso trazemos em nossa camiseta a questão do abraço. É muito emocionante”, disse ao lembrar do fundador do JRS, Jota Carvalho, um grande apoiador da Feijoada do CVG RS – iniciada na gestão do ex-presidente do CVG RS, Eder Oliveira. “Este é um momento muito importante e este encontro ainda promove uma campanha de donativos à Confrasol – onde as pessoas trouxeram a partir de 1kg de alimento não perecível”, completou ao agradecer e também enfatizar a campanha Educação, um Caminho Seguro – promovida pela Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor) e Sindicato dos Corretores (Sincor RS), representado na ocasião pelo presidente André Thozeski.

Confira as imagens – Fotos: Filipe Tedesco / JRS: 

ExperMed completa nove anos de sucesso 666

Empresa vai muito além da medicina e busca sempre inovar no mercado de perícias médicas

De um sonho compartilhado entre amigos à transformação do mercado de perícias médicas e técnicas, apresentando uma nova forma de gerar resultados e êxitos. Assim, surgia a ExperMed – há 9 anos atrás – sempre com o intuito de ir muito além na medicina.

A CEO da ExperMed, Nadine Della Giustina, explica que a empresa é genuinamente e tem, além da inovação, foco na valorização contínua dos colaboradores e parceiros para proporcionar a entrega de resultados incríveis para os clientes.

Nadine conta que a ExperMed surgiu devido a uma lacuna existente no mercado. “Em 2013, os médicos ainda faziam laudos à mão, além de utilizar uma linguagem muito técnica. O resultado era uma baixa eficiência na esfera judicial, no sentido de potencializar o êxito das seguradoras”, comenta em entrevista especial para o Jornal do Seguro (JRS).

A empresa calcula a realização de mais de 150 mil perícias desde 2013. Hoje, a Expermed conta com 45 colaboradores, mais de 2 mil médicos, engenheiros e dentistas parceiros. “A ExperMed nasceu em 2013 com software próprio, equipe administrativa especializada em seguros e orientações prévias enviadas aos médicos. Era o começo de uma nova era no mercado de perícias médicas”, explicita a executiva ao mencionar os mais de 450 clientes ativos entre seguradoras, empresas e operadoras de saúde.

Com atendimento em todo o território nacional, a ExperMed tem entre seus diferenciais aliar alta qualidade na entrega ao cliente com busca constante por inovação. “Contamos com 7 sistemas próprios e tecnologias operacionais para melhorar, cada vez mais, a eficiência operacional e – ao mesmo tempo – gerar mais economia e assertividade para os clientes, buscando sempre a excelência na entrega das demandas recebidas”, acrescenta Nadine.

A executiva conta ao JRS sobre os planos para a primeira década de atuação da ExperMed e também os projetos para os próximos anos. “A Expermed se prepara para os próximos anos buscando sempre inovar nos mercados onde atua, sempre atenta aos movimentos e necessidades dos clientes, valorizando muito os colaboradores e parceiros para que o trabalho seja feito sempre com a alta qualidade, que é marca registrada da empresa, de modo a buscar crescimento constantemente”, cita a CEO.

Nadine Della Giustina lembra de um dos pontos mais marcantes ao longo dos últimos anos, na memória dos fundadores da ExperMed. “A história que mais marca a memória dos fundadores foi um contrato nacional fechado com uma das maiores seguradoras do País, por telefone e em minutos.Isso aconteceu em 2015 e foi a prova de que o nosso modelo de negócios havia conquistado o mercado. Os anos seguintes confirmaram a nossa convicção de que, com inovação e qualidade, era questão de tempo ser a líder do nosso mercado”, finaliza.

Confira as imagens – Filipe Tedesco/JRS:

Capgemini apresenta insights e aposta no relacionamento com o ecossistema de seguros 446

Head of Solutions for Insurance, Gustavo Leança destaca participação da companhia no Insurtech Brasil 2022

O Head of Solutions for Insurance, Gustavo Leança, destacou a participação da Capgemini no Insurtech Brasil 2022. O evento, realizado na última terça (21), contemplou programação recheada com conteúdos voltados para as transformações em curso na indústria seguradora.

Na ocasião, a Capgemini apresentou seus insights e cases de sucesso. “Contamos com estudos, como os mais recentes – um voltado para ASG – e outro voltado para o Open Insurance, que trazem visões teóricas e práticas para o mercado. É muito bom termos este contato com as seguradoras, insurtechs e demais agentes que integram este ecossistema do mercado de seguros brasileiro”, contou Leança em entrevista ao Jornal do Seguro (JRS.digital).

Veja também: Pesquisa da Capgemini indica passos para expansão dos benefícios da saúde conectada.

Prudential estreia no mercado de seguro de vida massificado com o objetivo de democratizar a proteção no Brasil 434

Prudential estreia no mercado de seguro de vida massificado com o objetivo de democratizar a proteção no Brasil / Foto: Noah Silliman / Unsplash Images

Seguradora lança portfólio de produtos específicos para o segmento com coberturas acessíveis e que podem ser personalizadas de forma simples e totalmente digital

A Prudential do Brasil, maior seguradora independente no segmento de pessoas do País, estreia no mercado de seguros massificados para oferecer produtos de seguro de vida de forma acessível, digital e simplificada, levando proteção financeira a um número cada vez maior de brasileiros. Batizado de Prudential Proteção para Todos, o novo negócio marca a entrada da seguradora no segmento de massificados, uma área dinâmica, diferenciada e com uma expectativa de crescimento promissora no Brasil, que ainda não possui a cultura do seguro de vida consolidada. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da Prudential, apenas 15% da população conta com a proteção financeira.

Os primeiros parceiros da Prudential do Brasil nessa estratégia de democratização do seguro de vida são Mercado Pago, braço fintech do Mercado Livre, Klimber, plataforma tecnológica para seguros digitais, e a resseguradora Swiss Re. Com um portfólio desenvolvido especialmente para esta parceria, a intenção da seguradora é focar em um modelo de venda menos complexo, por meio de tecnologias acessíveis e ágeis, como os aplicativos de celular.

“A chegada da Prudential ao canal de massificados é um passo muito importante dentro do propósito da seguradora de levar proteção financeira para todos. Com o lançamento de um portfólio especial, queremos atender a demanda dos brasileiros que procuram um produto moderno e descomplicado, mas com a qualidade e a segurança que só uma companhia especialista em seguro de vida como a Prudential pode oferecer”, afirma a vice-presidente sênior de Parcerias Estratégicas Multicanais da Seguradora, Patricia Freitas.

Outro ponto que corrobora a entrada da seguradora neste novo mercado é o crescimento expressivo da presença online dos brasileiros e o volume de compras por meio de plataformas digitais. De acordo com o recente relatório da Comscore intitulado “Tendências e Comportamentos Digitais 2022”, o número de pessoas acima de 18 anos conectadas no País chegou a 131,8 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma alta de mais de 4% em relação ao mesmo período no ano passado, quando eram 126,5 milhões.

E além de estarem conectados, o acesso e uso da internet via mobile chega à marca de 84,6 milhões de brasileiros, o que reforça a necessidade de criar e adaptar produtos e modelos de negócio que funcionem nos ambientes digitais e atendam à demanda desses novos consumidores conectados.

Por meio do aplicativo do Mercado Pago, o cliente poderá contratar dois tipos de coberturas básicas seguradas pela Prudential do Brasil: morte natural ou acidental e assistência funeral, sendo que a cobertura assistência funeral pode ser estendida para cônjuge e filhos. Também é possível ampliar a proteção com adicionais como cobertura de diária de internação hospitalar em caso de acidentes e cobertura para doenças graves, que também contempla cirurgias. Os novos clientes receberão ainda como benefícios atendimento via telemedicina, assistência odontológica emergencial e desconto em farmácias conveniadas.

Porto estreia como patrocinadora oficial do Festival de Parintins 542

Porto estreia como patrocinadora oficial do Festival de Parintins / Divulgação

Apoio faz parte da estratégia da empresa de valorizar a cultura brasileira e marca muda de cor pela primeira vez para homenagear os dois bumbás Garantido e Caprichoso

A retomada dos eventos presenciais criou uma forte expectativa para a volta das grandes festividades ao redor do país e, no Amazonas, esse espaço é ocupado pelo Festival Folclórico de Parintins, um dos maiores eventos populares do Brasil. A festa volta ao seu formato original após dois anos de pandemia e a atual edição, que acontece entre os dias 24 e 26 de junho, será patrocinada pela primeira vez pela Porto.

Umas das expressões culturais mais tradicionais do país, o festival acontece todos os anos na cidade de Parintins (AM) na última semana de junho, desde 1965, e é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Estima-se que, todos os anos, mais de 100 mil pessoas participam dos três dias de festividade no Bumbódromo. Outro fato histórico é que para participar da festa, a Porto vai mudar a cor da sua logomarca pela primeira vez, adotando o vermelho e mantendo o tradicional azul, alinhando-se com as principais cores da festa, representando respectivamente os bois Garantido e Caprichoso, cuja disputa dão o tom do festival.

Durante a realização do evento, a companhia vai reforçar os benefícios de um dos produtos que melhor se relaciona com o evento, o Seguro Viagem da Porto Seguros. A ilha de Parintins fica a 420 km da capital Manaus, às margens do Rio Amazonas. É possível chegar ao destino por meio de lancha, barco ou avião, porém quem quer acompanhar os desfiles durante o fim de semana, precisa se organizar.

“É um orgulho para nós podermos participar desse grande evento que reforça a cultura nacional. Além disso, a parceria é estratégica para mostrarmos ao público a experiência com a marca Porto, que busca promover proteção, cuidado e liberdade para as pessoas aproveitarem ao máximo o evento. Parintins é uma festa que exige um bom planejamento dos viajantes justamente por existirem formas diversas de chegar e se hospedar na ilha. Contratar um bom seguro faz parte desse planejamento porque traz tranquilidade para as pessoas em situações de imprevistos que qualquer viagem pode trazer”, destacou Carlos Eduardo Gondim, diretor de Vida e Previdência da Porto.

O seguro conta com 25 coberturas para destinos nacionais e internacionais, como danos ou extravio de bagagem, pagamentos de despesas com dentista e remédios, assistência médica integral no mundo todo e muito mais. Além disso, o seguro cobre situação emergencial em saúde, decorrente ou não de doenças preexistentes, inclusive para acionamentos de Covid-19.

Para conhecer mais detalhes sobre o Seguro Viagem da Porto Seguros, clique aqui.