Desafios do setor para alcançar sistemas de saúde mais acessíveis e amigáveis com nosso planeta 732

Dr. Aníbal Krivoy é diretor Médico da DOC24 / Divulgação

Confira artigo do Dr. Aníbal Krivoy, diretor Médico da DOC24

Neste 07 de abril é celebrado o Dia Mundial da Saúde e este ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) escolheu como tema “Nosso planeta, nossa saúde”. A ideia da instituição é propor uma reflexão sobre os desafios do setor para alcançar um sistema de saúde mais acessível na América Latina e como a tecnologia é capaz de assumir o papel transformador no propósito de garantir a saúde como um direito universal, destacando a importância do cuidado com o nosso planeta.

Apesar de todos nós termos atravessado tempos de crise (e frente a um contexto adverso nos últimos anos), destaco como primeira grande conquista a construção de um novo olhar coletivo sobre a saúde, onde se deve entender não só como um direito global, como também uma estratégia sanitária, democratizada e sem fronteiras.

Uma outra conquista é a consolidação da tecnologia como uma ferramenta importantíssima de gestão da saúde. Por um lado para conceder acesso de forma remota e única a população, e por outro para organizar, coletar e analisar informação, facilitando e ampliando a análise para tomada de decisões.

Em um momento de crise na saúde, a tecnologia interveio com soluções concretas para poder seguir prestando atendimento, resultando em uma experiência que lançou base para um processo de ordem e de capitalização das ferramentas tecnológicas do setor.

Essa situação forçou o uso de soluções tecnológicas que já existiam, mas que eram de resistência cultural ou apresentavam dificuldade de implementação, já que na saúde todos os envolvidos têm suas particularidades e às vezes é difícil encontrar um equilíbrio entre os interesses. Este passo foi acompanhado também por um novo perfil de paciente, com novas demandas e necessidades.

Sobre a temática definida pela OMS para este ano, “Nosso planeta, nossa saúde”, acho que ela reflete sobre a necessidade de um despertar de consciência sobre a responsabilidade que tem os seres humanos nas ações que afetam a saúde do nosso planeta. Em contrapartida, também reflete o grande potencial que a telemedicina tem na luta contra as mudanças climáticas e como as ferramentas digitais aplicadas à saúde podem ser um recurso chave e estratégico nas políticas do meio ambiente. Isso porque os seus benefícios não envolvem apenas economia de tempo, mas também de energia, insumos (como papel e combustível, com uma clara diminuição de CO2 na atmosfera), contribuindo com o cuidado do nosso planeta e redução da pegada de carbono.

Com base em tudo isso, acredito que é preciso promover e implementar soluções que contribuam para melhorar o acesso à saúde, trabalhando desde a prevenção aos cuidados contínuos, com estratégias que contribuem verdadeiramente para o cuidado do nosso planeta.

Geração Z é a que mais sente os efeitos da pandemia na saúde emocional, 62% dos jovens se dizem ansiosos 456

Geração Z é a que mais sente os efeitos da pandemia na saúde emocional, 62% dos jovens se dizem ansiosos

Realizada pelo Instituto FSB, segunda edição da pesquisa de Saúde Integral da SulAmérica mostra que o financeiro e o emocional se tornaram as maiores preocupações do brasileiro

Pelo segundo ano, o Instituto FSB Pesquisa organiza, a pedido da SulAmérica, um levantamento para avaliar a preocupação e os cuidados do brasileiro relacionados à saúde durante a pandemia. Realizada durante o último mês de maio, a amostra contou com 2 mil entrevistas por abordagem online, de todas as regiões do país – nas 27 unidades federativas -, e avaliou questões relacionadas às saúdes física, emocional e financeira dos participantes.

Sob o conceito de Saúde Integral, a pesquisa identificou que, assim como em 2021, a saúde financeira segue como principal motivo de preocupação no dia a dia dos brasileiros – 47% dos entrevistados. Em 2022, 63% afirmaram ser necessário reduzir gastos e quase metade dos brasileiros, ou 49%, afirma estar “apertado” financeiramente. No ano anterior, a pesquisa revelou que 4 em cada 10 brasileiros estavam mais preocupados com a saúde financeira do que com as saúdes física e emocional.

Saúde emocional preocupa mais do que a saúde física

Apesar da maior atenção à saúde financeira, ainda assim 6 em cada 10 brasileiros afirmam que agora estão cuidando mais da saúde e do bem-estar do que durante o auge da pandemia. Porém, a saúde emocional piorou para 48% dos brasileiros como legado da pandemia.

É por essa razão que a saúde emocional é a segunda que mais preocupa, como dizem 54% dos entrevistados. E, por último, 51% se sentem assim com relação à saúde física.

Para cuidar de alguma forma da saúde mental e emocional, mais de 60% têm como hábito ouvir música, enquanto 45% fazem atividades relacionadas à espiritualidade ou religião e 42% descansam ou fazem relaxamento. Apenas 10% fazem terapia. Quando questionados sobre hábitos regulares de cuidados com a saúde física, 62% revelaram ter baixa ou nenhuma frequência de atividades.

Gerações unidas por um mesmo dilema

A pesquisa revela que questões relacionadas à saúde financeira une todas as gerações, de baby boomers até à geração Z. Todos escolheram a saúde financeira como a maior preocupação do momento.

No entanto, é entre os baby boomers (nascidos entre 1946 e 1964) e geração Z (nascidos entre 1990 e 2010) o maior crescimento registrado em relação aos cuidados com a saúde financeira, do primeiro para o segundo levantamento.

Quando questionados sobre sintomas e sentimentos que mais apareceram no último ano, a geração Z também se mostra mais vulnerável. Em relação à saúde emocional, 62% dos jovens dizem sentir ansiedade, frente a 56% em 2021. A insônia também se destaca mais para 45% dos jovens nesse segundo levantamento.

A margem de erro no total da amostra é de 2 pp, com intervalo de confiança de 95%.

Bradesco Saúde apresenta novidades no produto Efetivo para o interior de São Paulo 601

Flavio Bitter é diretor-gerente da Bradesco Saúde / Divulgação

Com cobertura nacional, o plano Efetivo São Paulo Interior é voltado a empresas de todos os portes da região

A Bradesco Saúde apresenta, esta semana, o plano Efetivo São Paulo Interior, expandindo a novos mercados seu formato de produto com uma nova combinação de rede e de preço na região, para atender às necessidades de municípios locais. O novo plano concilia uma relação planejada de prestadores qualificados nessas cidades, em diversas especialidades, e cobertura nacional, garantindo atendimento também a quem viaja a lazer ou a trabalho.

Além do interior paulista, o plano Efetivo da Bradesco Saúde possui uma rede especialmente desenvolvida para outras 15 praças pelo país. A estratégia de regionalização permite trabalhar particularmente cada localidade, de acordo com os hábitos e as necessidades da população.

Disponível para empresas de todos os perfis – desde as pequenas, a partir de três pessoas, até as grandes companhias –, o Bradesco Saúde Efetivo São Paulo Interior também chama a atenção pelo preço competitivo.

“O interior do estado de São Paulo se destaca por sua economia forte e diversificada, com grande volume de empresas e demanda expressiva por planos de saúde. Com redes sólidas de prestadores que são referência nessas cidades e que garantem o acesso a uma assistência à saúde de qualidade, além de preços competitivos, o novo desenho do plano se mostra bastante promissor para atender a região em todo o seu potencial”, comenta Flávio Bitter, diretor-gerente da Bradesco Saúde.

Entre as cerca de 130 cidades com presença de rede referenciada, atendendo a todas as regiões de saúde do interior paulista, estão Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba e São José do Rio Preto, que se destacam entre os municípios do interior paulista por sua relevância econômica.

Algumas cidades do Efetivo São Paulo Interior com rede referenciada especialmente desenhada: Americana, Araraquara, Artur Nogueira, Assis, Barretos, Bebedouro, Campinas, Cosmópolis, Fernandópolis, Franca, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Marília, Morungaba, Ourinhos, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara D’oeste, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Sumaré, Valinhos, Vinhedo e Votuporanga.

Acesso a serviços digitais

O beneficiário do plano Efetivo São Paulo Interior tem acesso a uma série de serviços digitais, facilitando sua jornada assistencial. Pelo aplicativo ou pelo site da Bradesco Saúde, o segurado busca os prestadores da rede referenciada, acessa o Saúde Digital – a telemedicina da Bradesco Saúde – e a carteirinha digital do plano. Também acompanha os pedidos de autorização para os procedimentos médico-hospitalares que necessitam de verificação prévia de cobertura, além de poder solicitar e acompanhar o reembolso de forma 100% digital.

Programa Meu Doutor

Outro destaque do Efetivo São Paulo Interior são os médicos especialmente selecionados do programa Meu Doutor. Disponível nas cidades de Campinas, São José dos Campos e Taubaté, com atendimentos em diferentes especialidades, a iniciativa tem o objetivo de resgatar o atendimento primário eficaz e resolutivo, com a valorização do vínculo médico-paciente. Também apresenta, entre os diferenciais, a conveniência do agendamento on-line e prontuário eletrônico integrado entre os médicos do programa e os principais laboratórios do país.

Clube+Saúde e Desconto Farmácia

Entre as vantagens do Efetivo São Paulo Interior, os beneficiários também possuem descontos em mais de 13 mil farmácias credenciadas em todo o país. E contam, ainda, com as facilidades exclusivas do Clube+Saúde, plataforma que oferece condições especiais em uma série de serviços, produtos e experiências ligadas a saúde e bem-estar, como descontos em academias e alimentação saudável.

Cuidado Familiar oferece acesso à saúde de qualidade e diversos benefícios 1503

Rafael Leonel, executivo da Cuidado Familiar / Foto: William Anthony / JRS

Solução inovadora ainda traz possibilidades diversas para corretores de seguros

Com oportunidades para os profissionais da corretagem de seguros ampliarem a receita e diversificarem negócios, a Cuidado Familiar oferece acesso à saúde de qualidade – para que as pessoas possam tratar e cuidar bem da saúde – além de inúmeros benefícios, com uma grande rede credenciada, atendendo até mesmo os pets. “É cuidado de verdade, para toda a família, inclusive para os animais de estimação. É uma solução completa para o corretor levar aos seus clientes”, explica Rafael Leonel, executivo da Cuidado Familiar.

“Estamos à disposição dos corretores. Contamos com muitas soluções e condições especiais. Nosso foco é levar tudo isso para o corretor, para que ele também possa oferecer aos seus clientes”, comenta Leonel.

Marcando presença em diversos momentos relevantes para a indústria seguradora – como no Congresso Sul Brasileiro dos Corretores de Seguros (Brasesul 2022) – a Cuidado Familiar aposta fortemente na telemedicina, justamente o carro chefe da empresa. “Precisamos desse contato com o mercado. Além de todas as novidades, nossa plataforma de saúde leva inúmeros benefícios e é mais um produto para a prateleira do corretor de seguros”, completa Rafael Leonel ao convocar os corretores de seguros para que entrem em contato e descubram o universo de possibilidades apresentados pela Cuidado Familiar.

Saiba mais no site www.cuidadofamiliar.com.br ou também pelo WhatsApp: (44) 99156-2204.

Dra. Natália Gil: Legal Design na Advocacia Securitária 499

Natália Gil é Sócia da Agrifoglio Vianna - Advogados Associados / Divulgação

Veja artigo produzido pela Controller Jurídica da Agrifoglio Vianna – Advogados Associados

Diante do avanço tecnológico que estamos vivendo, nota-se um aumento da busca por conhecimentos e entretenimentos ágeis ou de curta duração, no qual não há mais espaço para conteúdos que não são objetivos ou atrativos. Obviamente, o mundo jurídico não poderia deixar de se adequar a este contexto, razão pela qual percebemos um constante crescimento de soluções tecnológicas que auxiliam os operadores do direito a evoluir profissionalmente, a fim de se adequarem às novas tendências do mercado.

Uma dessas soluções que está ganhando notoriedade é o Visual Law, uma importante ferramenta do Legal Design, que tem como principal finalidade tornar os assuntos jurídicos mais claros, objetivos e acessíveis, tanto para quem atua na área, quanto para todos os interessados em determinado assunto. Trata-se da famosa advocacia visual, que está voltada para a simplificação do direito por meio de elementos visuais.

Antes de mais nada, há de se diferenciar os dois conceitos: Legal Design e Visual Law. O primeiro significa uma mudança de mindset do mundo jurídico por meio de uma combinação entre design, tecnologia e direito, revolucionando esta área que costuma ser extremamente tradicional. Possui como inspiração a metodologia de Design Thinking e User Experience e tem como principal objetivo buscar soluções inovadoras e estratégicas, visando à comunicação acessível entre os usuários. Já o Visual Law é um instrumento de aplicação do Legal Design e não deve ser confundido com este conceito.

Buscando uma apresentação mais atraente, o Visual Law possui como premissa criar a conexão entre o redator e o leitor do documento e, para isso, utiliza elementos gráficos, como fluxogramas, vídeos, links, linhas do tempo, storytelling, diagramas, imagens, QR codes, ou até mesmo dashboards, para tornar a mensagem mais clara e compressível para o leitor. O direito, que é um ramo tão complexo e repleto de termos peculiares, pode ser muito mais simplificado por meio de ferramentas como esta, que transformam a linguagem jurídica em uma linguagem gráfica e visual – o que, claramente, é mais acessível para todos.

Neste sentido, há estudos que demonstram que 90% das informações repassadas ao cérebro são visuais e que conteúdos visuais são processados 60.000,00 vezes mais rápido do que textos. Além disso, em uma pesquisa elaborada em 2020 pelo grupo VisuLaw, foi identificado que 71% dos magistrados entrevistados não toleram redações prolixas e que 77% acreditam que o Visual Law auxilia na compreensão dos casos, desde que os elementos visuais sejam utilizados com moderação.

Quando falamos de direito securitário, a complexidade dos termos é ainda maior e, por conta disso, os consumidores e, muitas vezes, os próprios magistrados, não compreendem as especificidades do contrato de seguro. Diante desta dificuldade, a advocacia visual pode auxiliar também na esfera pré-processual, na qual os certificados e apólices de seguro podem conter mais elementos visuais em vez de letras pequenas ou textos longos e complexos, que os segurados não compreendem – ou até mesmo não têm vontade de ler – a fim de simplificar os principais temas que devem ser elencados aos consumidores. Atualmente, todos sabem da importância da informação clara ao consumidor, que muitas vezes se torna objeto de discussão em processos judiciais, o que prova a relevância do Visual Law.

Além disso, na fase judicial esta ferramenta é fundamental na elaboração de peças processuais, simplificando os fatos, e até mesmo nas teses jurídicas complexas, auxiliando o magistrado na compreensão do caso concreto. Apesar de ainda haver resistência por parte de advogados quanto à adequação das peças jurídicas a estes novos moldes, não há dúvidas de que uma linguagem visual trará mais resultados e eficiências nos processos judiciais.

Há de se destacar também que o Visual Law pode e deve ser utilizado na Controladoria Jurídica por meio da simplificação de relatórios densos, na qual muitas vezes precisamos indicar aos clientes diversos tipos de dados e resumos de casos ou de decisões, e que podem ser melhor apresentados por meio de dashboards. Há, no dia a dia deste setor, diversos relatórios em que a densidade de conteúdo inserido não permite, por meio de uma simples planilha, uma análise aprofundada dos dados extraídos. A partir disso, surge a necessidade de simplificar os dados e resumi-los, transformando-os em informação para que o cliente possa analisar e compreender, e, então, definir as suas estratégias.

A tendência, portanto, é que, quando utilizadas técnicas do Visual Law em processos judiciais, maiores chances terão as teses de serem acolhidas, uma vez que serão expostas de formas mais acessíveis aos juízes. De igual modo, em relação às demandas pré-processuais e de setores como a Controladoria Jurídica, não restam dúvidas da necessidade das empresas se adaptarem para que os seus documentos sejam entregues aos clientes com uma apresentação eficiente e atrativa, utilizando-se desta ferramenta do Legal Design.

Unimed-BH é a empresa de saúde mais inovadora do país segundo o Valor Inovação 2022 545

Frederico Peret, diretor-presidente da Unimed-BH / Divulgação

Cooperativa foi reconhecida como a empresa mais inovadora na categoria Seguros e Plano de Saúde; Mérito deve-se aos investimentos em telemedicina, robotização e Inteligência Artificial feitos nos últimos anos

A Unimed-BH conquistou o 1º lugar no Prêmio Valor Inovação Brasil 2022, na categoria Seguros e Plano de Saúde. O anúncio foi realizado nesta terça-feira (26 de julho), em uma cerimônia on-line que apresentou o ranking das 150 empresas com as melhores práticas de inovação. A cooperativa figurou entre as 50 empresas mais inovadoras do país no ranking geral. A premiação é conduzida pelo Valor Econômico e pela Strategy&, consultoria estratégica da PwC.

“Esse reconhecimento é o resultado de inúmeros projetos que a Unimed-BH vem desenvolvendo nos últimos anos e que nos coloca como uma cooperativa que antecipa tendências e que se adapta rapidamente às transformações digitais. A conquista do 1º lugar, na categoria Seguros e Plano de Saúde, reforça o nosso propósito de cuidar dos clientes com qualidade e agilidade e de ser uma instituição comprometida com o desenvolvimento sustentável de toda a sociedade”, afirma o diretor-presidente da Unimed-BH, Frederico Peret.

O Centro de Inovação da Unimed-BH, criado em 2014, atua como catalisador das ações, mas toda a organização está imbuída do propósito de promover as iniciativas na ponta. Assim, as tendências do setor no Brasil e no mundo são monitoradas, de forma a definir uma estratégia para a Cooperativa se manter à frente nesse processo.

A Unimed-BH possui parcerias de inovação aberta com universidades, centros de inovação (Centro de Inovação em Inteligência Artificial em Saúde CIIA-Saúde, da UFMG), empresas de tecnologia (AWS/Amazon), startups de grande referência, dentre outros. A Cooperativa também investe na capacitação e formação de novos talentos na área de ciência de dados, permitindo o desenvolvimento e aperfeiçoamento de habilidades em dados e inteligência artificial.

Projetos inovadores

Nos últimos anos, a Unimed-BH tem investido em iniciativas ligadas à transformação digital, à adoção da inteligência artificial, à integração do cuidado e à robotização/automação de processos, tornando-se uma referência nesses assuntos no país. Os 51 anos de história da Cooperativa são marcados por projetos pioneiros que vêm impulsionando as transformações no setor da saúde.

“Entre os projetos inovadores, gostaria de destacar as iniciativas de telemedicina como a plataforma de Consulta On-line da Unimed-BH, que permitiu que mais de 780 mil consultas online fossem realizadas, desde o início da pandemia da Covid-19. A plataforma de telessaúde também foi disponibilizada para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de parcerias público-privada com secretarias de saúde municipais de Belo Horizonte e Contagem, na região metropolitana”, explica Frederico Peret.