Alexandre Camillo: Defesa da categoria, consumidores e sociedade

Presidente do Sincor-SP fala sobre as ações que fortalecem entidade como provedora de soluções aos corretores e à sociedade

Todos nós queremos, antes de tudo, saúde – ainda mais neste momento. Os segurados querem desfrutar dos benefícios no momento que mais precisam, mas é necessário equilíbrio nas contas para o ideal funcionamento do sistema. A alta judicialização na saúde desequilibra e traz morosidade ao processo, e a mediação e conciliação podem ser o melhor caminho para uma saúde mais justa a todos.

Publicidade
Delta

Por isso, a Câmara de Mediação e Conciliação do Sincor-SP (CâmaraSIN) decidiu abordar os conflitos ocorridos na saúde suplementar, ramo que se tornou mais necessário e desejado ao consumidor de forma geral, e que tem desencontros em alguns momentos.

A CâmaraSIN surgiu em um ambiente profissional traduzido na figura do corretor de seguros, que é a defesa do consumidor, e não tem atuação exclusiva em seguros, mas, naturalmente, oferece uma especialização neste setor.

Em live realizada pela CâmaraSIN, o convidado especial Fernando Capez, secretário Especial de Defesa do Consumidor de São Paulo e diretor Executivo do Procon-SP, enfatizou que a composição amigável dos conflitos é essencial.

Publicidade

Somente no Estado de São Paulo, que corresponde a 40% do movimento processual no País, temos 24 milhões de processos em andamento, que envolvem servidores, agentes políticos e autoridades judiciárias, gerando um custo, cada vez mais, elevado para as finanças públicas.

A pandemia teve um impacto generalizado nos contratos de consumo e tem sido necessário aplicar entendimento, equilíbrio, bom senso, chamando as partes e estabelecendo que todos devam perder um pouco para que todos ganhem um pouco.

Durante os processos da CâmaraSIN, por meio das técnicas utilizadas por nossos mediadores, verificamos vantagens no uso desse método, levando consumidores e operadoras ao entendimento e celeridade na resolução.

Como legítimos representantes do bem-estar dos consumidores, nossa atuação envolve quaisquer riscos que possam sofrer. Em recente reunião Intersindical, entre o Sincor-SP e o Sindseg SP, apresentamos aos seguradores preocupação quanto à proliferação do mercado não regulamentado de seguros – tanto o crescimento de empresas como a adesão de corretores – e propusemos parceria para o efetivo combate a esse mal.

Apesar de toda nossa orientação aos profissionais da categoria sobre os riscos, registramos em um dossiê acontecimentos que causam prejuízo à imagem do mercado regulamentado de seguros e à proteção do consumidor.

Os corretores de seguros são reconhecidos como os profissionais responsáveis em garantir a proteção das pessoas e estendemos, cada vez mais, esta atuação.

Em mais um efeito devastador da pandemia, 19 milhões de brasileiros passaram fome no ano passado. Diante deste cenário, o Sincor-SP se uniu ao Sindseg SP para a Campanha Cesta Solidária. Através da iniciativa, foi possível arrecadar recursos, que serão revertidos na compra de cestas básicas a famílias de todo o Estado de São Paulo.

A cada cesta doada, o Sincor-SP e o Sindseg SP fizeram a doação de outra, dobrando o número de arrecadação. Nossas 30 Regionais espalhadas pelo Estado abraçaram a causa e conseguiram a meta das entregas. Foram mais de seis mil cestas doadas! Juntos, pudemos levar mais esta proteção à sociedade!

Como base de tudo, não posso deixar de registrar a importância de nos mantermos unidos em torno de nossa entidade representativa, para que continuemos promovendo iniciativas pela nossa categoria, pelos consumidores e por toda a sociedade. Participe e contribua com nossas ações!

Artigos Relacionados