Amil estreita laços com corretores no Rio

Operadora abordou regras de comercialização e planos disponíveis para cada perfil de beneficiário

Divulgação
Divulgação

Hoje, a maior parte dos produtos Amil chegam ao consumidor por meio dos chamados salões de vendas, em que a comercialização não é necessariamente feita por corretores de seguros. De acordo com a gerente comercial da operadora, Leila Nogueira, o projeto para 2018 é se aproximar mais desses profissionais. Ela realizou, ao lado da também gerente Raquel Peixoto e da gestora comercial Flávia Fernandes, um treinamento em parceria com o Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ) nesta quarta-feira, 28 de fevereiro.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

O objetivo é alcançar cada vez mais qualidade nas vendas e aperfeiçoar a comunicação com os beneficiários, pois o cliente que sabe o que está comprando dificilmente fica insatisfeito. “Vamos dar atenção especial aos corretores, buscando estreitar nosso relacionamento em treinamentos como esse, mas também no suporte diário, na atualização constante de informações sobre os produtos da casa”, explicou Leila na ocasião.

A gestora comercial Flávia Fernandes compartilhou com os presentes as regras de comercialização da Amil, detalhes sobre os planos disponíveis e práticas de comissionamento. “A operadora atua hoje em três braços principais, que são o NEXT, o Amil Life e o One Health, atendendo a todos os perfis de consumidor, da classe mais alta à mais baixa”, afirmou.

Além da diversidade de produtos, ela destaca que a operadora adota uma prática diferente do mercado em seus reajustes: avalia a utilização e a sinistralidade de cada produto, em vez de aplicar os mesmos aumentos a toda a sua tabela. “Com isso, cada perfil de beneficiário paga pelo que realmente corresponde ao seu nicho. Este ano, conseguimos inclusive reduzir o valor de algumas linhas”, conta Flávia.

Publicidade

A Amil também passou a realizar, a partir deste mês, os processos de cotação e emissão de contratos 100% online. “Essa mudança, que é uma tendência mundial, garante mais fluidez em todas as etapas da transmissão, o que é bom para o cliente e para o corretor, que também recebe sua comissão mais rápido”, frisa Leila Nogueira.

O treinamento realizado na sede do CVG-RJ foi apenas o primeiro do ano. Já estão marcados, no cronograma da instituição, mais dois encontros neste semestre, sendo um em março e outro em abril. As inscrições são sempre gratuitas.

Artigos Relacionados