Balanço 2020: Brasilprev lidera em ativos sob gestão e captação líquida em fundos Multimercado

Com R$ 311,2 bilhões em ativos sob gestão, empresa apresentou uma evolução de 6% em relação ao registrado no ano anterior

A Brasilprev, empresa especialista em previdência privada, fechou 2020 com R$ 311,2 bi em ativos sob gestão, uma evolução de 6% em relação ao registrado em 2019 (R$ 292,3 bi). O resultado foi apresentado nesta semana no balanço anual da companhia, que segue na liderança do setor, com 30,4% do Market share de planos PGBL e VGBL. Ao todo, a companhia conquistou mais de 382 mil novos clientes, totalizando cerca de 2,3 milhões de participantes em seus planos.

Publicidade
Chubb no JRS

Outro destaque apresentado, principalmente pelo momento econômico do país com a taxa de juros mais baixa de sua história, foi o desempenho em captação líquida em fundos Multimercado. A Brasilprev também liderou esse segmento no país no ano passado, captando R$ 11,5 bilhões, fatia correspondente a 23% do volume total do mercado.

“O ano de 2020 foi desafiador para o mercado. Quando acreditávamos que o setor teria um grande desempenho, começamos a sofrer com os reflexos econômicos provocados pela pandemia da Covid-19, e isso fez com que muitos clientes começassem a resgatar os seus investimentos”, afirma a diretora presidente da Brasilprev, Ângela Beatriz de Assis. “E isso exigiu que a empresa trabalhasse de maneira forte na conscientização de que aquele momento iria passar, e que a previdência privada é um grande serviço de planejamento financeiro, com foco no longo prazo, e assim conseguimos reverter este quadro”.

Segundo Ângela, além da manutenção da liderança em ativos sob gestão, o bom desempenho em captação líquida em fundos Multimercado mostra que a empresa está conseguindo desenvolver uma cultura previdenciária junto aos seus clientes.

Publicidade
SulAmérica

“O momento econômico do Brasil é outro, e para conseguir transformar o jeito como o brasileiro prepara o seu futuro, é preciso que o brasileiro também mude seus investimentos. E isso passa por uma carteira mais diversificada e uma exposição maior aos riscos. Tanto que lançamos recentemente os planos com o conceito de carteira, com configurações preestabelecidas que favorecem a diversificação das estratégias de acordo com o momento de vida, perfil e objetivo de cada cidadão”, disse ela.

Reservas técnicas superam R$ 300 bi e lucro líquido chega a R$ 912 milhões

As reservas técnicas evoluíram 6,3% em relação ao mesmo período de 2019, totalizando R$ 308,2 bilhões. Quando se comparam os saldos das reservas técnicas com a carteira de investimentos, a disponibilidade da empresa supera em R$ 3 bilhões a necessidade de recursos para a cobertura dos eventos de aposentadoria, invalidez, pensão e pecúlio contratados.

Além disso, o lucro líquido ajustado da companhia acumulado até dezembro de 2020 atingiu R$ 912 milhões. Mesmo abaixo do que foi registrado em 2019, o resultado é observado como satisfatório pela empresa, se considerado o contexto da crise vivida em 2020, em especial a aceleração do IGP-M de 23,1% registrada no ano passado.

“Além de contar com a solidez de acionistas como o Banco do Brasil e a Principal Financial Group, a Brasilprev demonstra através do seu balanço anual a força das suas operações no Brasil”, declarou o diretor de Planejamento e Controle da Brasilprev, Nelson Katz. “E agora, após este ano desafiador, 2021 se inicia ainda com consequências dos isolamentos sociais, mas com boas perspectivas para a retomada da economia. Já se espera a recuperação dos diversos setores afetados pela pandemia, em um ambiente de juros baixos e grande injeção de liquidez por parte dos governos e Bancos Centrais no mundo”, completou.

Artigos Relacionados