‘Cenário desafiador gera oportunidades para o resseguro’, diz Fred Knapp, Head da Swiss Re com exclusividade ao Jornal do Seguro

Executivo e companhia projetam expansão do setor diante de discussões em curso na Susep

Publicidade

O Head Reinsurance Brasil & Southern Cone e Presidente da Swiss Re Brasil Resseguros, Fred Knapp, conversou com exclusividade ao Jornal do Seguro (JRS).

O executivo explica que o cenário desafiador da economia gera uma série de oportunidades para os resseguradores, uma vez que as companhias seguradoras precisam garantir a sustentabilidade de suas operações através da parceria com esses operadores.

Fred destaca ainda as discussões propostas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) – através de Consulta Pública – que visam extinguir o limite de cessão global por parte das seguradoras e ampliar o limite de contratação para 70% no caso das resseguradoras.

Publicidade
Europ Assistance Brasil

“O mercado enxerga isso como uma boa oportunidade para o mercado securitário adquirir ainda mais resseguros e utilizar este instrumento como oportunidade para expansão do capital, como da operação de um modo geral”, revela. “Entendemos que a ampliação da participação do resseguro será relevante para as operações de Seguro de Vida, como no caso das doenças graves, além de outros seguros de propriedade – que já são conhecidos pelo mercado securitário como um todo”, acrescenta.

Desde maio de 2020, Fred Knapp também administra os negócios de resseguros da Swiss Re no Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai, além do Brasil. O especialista ingressou na companhia em 2014, como CFO, até 2015, quando assumiu novos desafios e passou a atuar também como CFO e COO para a América Latina.

“O resseguro traz várias ferramentas. Queremos, cada vez mais, ser vistos como parceiros de negócios – e não apenas como uma commodity tradicional e transacional. Mas, sim, como parceiros para o desenvolvimento de produtos e tecnologias. O resseguro tem muito mais a oferecer do que apenas a capacidade do resseguro como estamos acostumados a observar no mercado como um todo”, demonstra.

Cenário para o segundo semestre

Para o Head da Swiss Re no Brasil, existem muitas oportunidades para o setor de resseguros – principalmente em termos que se referem à digitalização. “A gente teve um ano bastante atípico, principalmente no seguro agrícola. Tivemos perdas por conta das mudanças climáticas que foram observadas tanto no ano de 2021, quanto agora em 2022, mas a gente vê bastante perspectiva de crescimento, principalmente em outras áreas, como seguro de vida, onde a gente viu um aumento expressivo, no interesse do segurado final”, analisa.

Para 2023, as perspectivas do profissional e da resseguradora são de crescimento adicional. “Vemos o resseguro fazendo um papel bastante importante para o crescimento do mercado como um todo, seja pelo desenvolvimento de novos produtos ou de produtos adicionais que serão oferecidos ao cliente final”, finaliza.

Artigos Relacionados

Darwin Seguros celebra acordo com Swiss Re para cessão de parte da carteira de automóveis

A Darwin Seguros, insurtech que utilizará tecnologia, dados e inteligência artificial para oferecer um ecossistema completo de produtos de seguros e financeiros, celebrou acordo liderado…