Corrupção será tema de debate do Fórum Estadão e Instituto Não Aceito Corrupção

Na terça-feira, dia 19 de julho, das 9h às 17h30min, o Fórum digital “Corrupção em debate” reúne autoridades, acadêmicos, especialistas, jornalistas e entidades da sociedade civil organizada para discutir a questão da corrupção no Brasil

Promovido pelo INAC- Instituto Não Aceito Corrupção em parceria com o Estadão, o evento pretende discutir os seguintes temas:”O Ministério Público na investigação da corrupção”; “O papel da imprensa na cobertura da luta anticorrupção”; “Regulação do lobby”; “A força da educação no combate à corrupção”; “Mudar a Lei das Estatais?“.

Publicidade
SulAmérica

Segundo Roberto Livianu, presidente do INAC e procurador de justiça criminal do Ministério Público de São Paulo, corrupção se combate com informação. “Precisamos debater esse tema com a sociedade, avançar nas discussões, aumentar o grau de consciência. Praticamente, todas as nossas mais importantes leis e ferramentas para esse fim vem sendo desmanteladas. É necessária a mobilização da sociedade para reverter esse quadro de descalabro”, destaca Livianu.

No painel “O MP na investigação da corrupção” participam Mário Sarrubo, Procurador-Geral de Justiça de São Paulo; Ubiratan Cazetta, presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República; Ivana Farina, ex- integrante do Conselho Nacional da Justiça; mediados por Eliane Cantanhêde, colunista do Estadão e Globo News.

Para discutir o papel da imprensa na luta anticorrupção debatem os jornalistas Andreza Matais, editora executiva do Estadão; Vinicius Mota, da Folha de São Paulo; e Eugênio Bucci, professora da ECA-USP, com mediação de Kátia Brembatti, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Publicidade
Seguro PASI

No tema “Regulação do lobby”, participam acadêmicos como Andrea Gozetto e Jandaraci Araújo, da FGV; Rodrigo Bertocelli, advogado e diretor executivo do INAC e Conrado Gontijo, advogado e doutor no tema pela USP. E para falar da força da educação no combate à corrupção participam Pedro Hartung, do Instituto Alana; filósofo e professor Davi Lago, do INAC; Wellinton Vitorino, da Harvard University; mediados por Bia Bulla, do Estadão. E no painel sobre “Mudar a Lei das Estatais”? debatem Roberto Livianu; Marcelo Zenkner, advogado e ex-diretor de compliance da Petrobrás; Valéria Café, diretora do IBGC- Instituto Brasileiro de Governança Corporativa; e Fernando Dias Menezes, professor titular de direito administrativo da USP e diretor da Fapesp; com mediação de Marcelo Godoy, do Estadão.

Artigos Relacionados