Diretor de Ensino do Sincor-RJ cria grupo de discussão sobre o Covid-19

Arley Boullosa busca oferecer suporte ao membros do mercado de seguro através do aplicativo Telegram

Com a pandemia instaurada no Brasil, os impactos na economia são inevitáveis. Com a finalidade de debater sobre novas alternativas de negócios para os corretores de seguros, o Diretor de Ensino Arley Boullosa criou um grupo no Aplicativo Telegram, para oferecer suporte aos membros do mercado segurador. A ação pretende ter como base o que as seguradoras e operadoras de saúde podem fazer para auxiliar e quais as perspectivas pós-crise para dar continuidade ao trabalho, desde as renovações das apólices, à construção de novos negócios.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

Boullosa orienta os corretores a buscarem soluções através de debates e disponibiliza no grupo a participação dos executivos das principais companhias de seguros, para que todos possam se ajudar. “Hoje temos nove grupos de whatsapp com corretores e seguradoras que estão completando quatro anos. São grupos que tem uma rotina de debater apenas o mercado de seguros e por isso, conseguimos manter eles por tanto tempo com participantes desde sua criação. Entendo que é a hora de discutirmos a crise gerada pela pandemia do Covid-19 e compartilhar conteúdos relevantes, para ajudar os corretores a passarem pela pior crise que enfrentamos nos últimos cem anos. O que observei é que muitos corretores estão migrando para o grupo do Telegram por ser um aplicativo mais “leve” e não ocupar espaço na memória do celular como o whatsapp. A partir de hoje, começo a compartilhar no aplicativo vídeos, artigos e e-books que irão aumentar o conhecimento dos corretores sobre diversos assuntos. Estamos evoluindo mais uma vez e o novo grupo se consolida como um importante canal de comunicação”, explicou.

Na última vez que o Telegram divulgou informações de uso em fevereiro de 2016, 15 bilhões de mensagens estavam sendo enviadas diariamente. No Brasil, o aplicativo conta com 18% do mercado, especialmente devido às críticas referentes a privacidade feitas do Facebook, como o próprio Whatsapp. Em 2018, o Telegram tinha 200 milhões de usuários mensais. No ano de 2019, bateu a marca de 365 milhões de downloads únicos. A meta é chegar à 1 bilhão de usuários até 2022.

Artigos Relacionados