DMCard cresce 61% em 2021

Empresa planeja repetir o mesmo crescimento acelerado em outros produtos de crédito

A DMCard encerrou 2021 com uma carteira de crédito de R$ 809 milhões, o que significa um crescimento de 61% quando comparado ao final de 2020, quando o volume era de R$ 504 milhões. Este é um recorde histórico para a empresa, foi o maior aumento da carteira de crédito em números absolutos desde a sua fundação, há 19 anos.

Publicidade
Delta

Além disso, os resultados de 2021 trazem também um novo recorde no volume de pagamentos realizados com os cartões DMCard, que movimentaram R$ 4 bilhões no ano passado. Esse montante representa um crescimento de 37% comparado ao ano anterior.

“Ao mesmo tempo em que celebramos quebras de recordes, já temos muito claros os nossos drivers de crescimento para 2022. Nosso time continua muito engajado no propósito de simplificar e democratizar o acesso ao crédito. Vamos continuar desenvolvendo nosso diferencial de ser uma plataforma de soluções financeiras inclusivas e saber atender com rentabilidade um mercado enorme ainda inexplorado pelos demais players”, diz Tharik Moura, CFO da DMCard.

Cartão DMCard Mastercard, conta digital e empréstimo pessoal

A DMCard nasceu como uma administradora de cartões de crédito private label para o setor supermercadista, que ainda é seu principal produto financeiro e setor no qual, há anos, está entre as líderes de mercado. Contudo, em meados de 2020, a empresa deu início a um plano de ampliação de sua oferta B2C com o lançamento do DMCard Mastercard, seu primeiro cartão bandeirado e que, quase dois anos depois, já representa 10% de toda a movimentação em pagamentos.

Publicidade
Seguro PASI

Ao final daquele ano, mais um passo no objetivo de conseguir atender o consumidor em todas as suas necessidades financeiras foi o lançamento da conta digital DMConta. Além disso, durante 2021, também estruturou uma linha de crédito para empréstimos pessoais que já atua em uma base controlada e deve ser disponibilizada oficialmente, com exclusividade para clientes dos cartões DMCard, ainda no primeiro trimestre deste ano.

“Estamos trabalhando para que os novos produtos tenham uma evolução muito rápida no mercado, assim como nosso histórico com o cartão private label, que há dez anos tem média de crescimento de 35% ao ano. Por isso, 2022 será um ano importante que vai consolidar a DMCard entre os maiores players no setor financeiro do país”, conta o CFO.

Busca pelos cartões DMCard dobrou em 2021

Há quase dez anos, a DMCard adotou como estratégia se concentrar e se especializar no setor do qual bancos e financeiras decidiram se retirar, o cartão private label (cartão de loja). Um modelo de acesso ao crédito que atrai muito as classes de menor poder aquisitivo que se tornaram o público-alvo da empresa. A partir de então, as necessidades específicas dessa parcela da população passaram a ser o foco no desenvolvimento de novos produtos e soluções.

“Grande parte de nosso crescimento acelerado se deve o aperfeiçoamento constante no segmento e nas necessidades do público que atuamos. Com isso, pudemos desenvolver internamente tecnologias, metodologias e processos sofisticados para análise de crédito, detecção de fraudes, aumento de limite e régua de relacionamento”, explica.

O executivo ainda acrescenta que o cenário econômico também exerce um papel importante. “O poder de compra de nossos consumidores é sensível às movimentações da economia e, muitas vezes, dependem do crédito para manter o seu consumo. É por isso que, em um ano desafiador como foi 2021, a busca pelo crédito na DMCard dobrou”.

O crescimento a que Moura se refere foi o recebimento de 2,6 milhões de propostas solicitando crédito por meio dos cartões de loja ou do DMCard Mastercard. Isso representa um aumento de mais de 100%, já que, em 2020, foram aproximadamente 1,3 milhões de propostas.

Além do cenário apontado pelo executivo, a digitalização da empresa também foi a alavanca para esse salto. Desde 2020, a empresa implantou um canal de envio de propostas por meio do WhatsApp. “A novidade facilitou muito nossa relação de prospecção, já que o consumidor passou a solicitar seu cartão de qualquer lugar, 24 horas por dia. Hoje não há mais a necessidade de ir até uma loja fazer um cartão do supermercado”, destaca.

Atualmente, 56% de todas as propostas recebidas chegam por este canal que se tornou a principal ferramenta de captação de novos clientes da empresa. “Escolhemos o WhatsApp após ouvirmos muitos feedbacks nos apontando que, muitas vezes, nosso público não tem espaço de armazenamento disponível em seus smartphones ou mesmo dados de internet suficientes para baixar aplicativos pesados e complexos. Optamos então por utilizar um APP que já está no celular do brasileiro”, explica o CFO.

Ticket médio praticamente estável

Ainda em 2021, as compras realizadas nos cartões DMCard registraram um ticket médio de R$ 163,95, um crescimento de 11% acima do registrado em 2020, que foi de R$ 147,98. Essa variação acompanha a inflação do período, por isso pode ser considerada estável, apontando para compras mais racionais sem inclusão de novidades no carrinho de compras do consumidor.

“Observando o ticket médio estável e o número de propostas recebidas, podemos concluir que nossos bons índices de crescimento foram sustentados por um eficiente plano para a conquista de novos clientes”, explica Moura.

“Além de tudo isso, o que nos faz realmente diferentes no mercado é o fato de termos nos transformado em uma empresa ágil, moderna e tecnológica sem perder nossa essência do cuidado com as pessoas. Aqui, a tecnologia nos dá suporte para sermos mais humanos. Por isso, como resultado de 2021, também celebramos o aprofundamento dessa nossa cultura, que é bem particular. Dentre tantos números que se destacam um dos que nos deixa mais felizes é estar entre as maiores notas em importantes indicadores que medem a satisfação das pessoas, tanto entre colaboradores, com nota 4,8 no Glassdoor e e-NPS de 88, como entre os consumidores, com nota 9,3 de satisfação no ReclameAqui”, conclui Moura.

Artigos Relacionados