Empresas precisam do Seguro de Crédito, só não sabem disso

Modalidade garante o pagamento de recebíveis, sustentabilidade dos negócios e proteção de patrimônio

Após apresentar o melhor resultado dos últimos 10 anos, a Euler Hermes, especialista em Seguro de Crédito, Garantia e no ramo de cobranças, convocou corretores de seguros da capital paulistana para um treinamento completo sobre o segmento. A reunião aconteceu na manhã desta quinta-feira, 2 de maio, na Casa do Saber. Além do sorteio de brindes exclusivos, foi anunciada uma campanha de incentivo, que levará um dos profissionais para aproveitar o belo Sofitel Jequitimar, na Praia do Guarujá. O responsável por contar a novidade aos participantes foi Luciano Mendonça, Director of Market Management, Commercial, and Distribution (MMCD) da Euler Hermes.

Publicidade
HDI Seguros no JRS

Luciano Mendonça é Director of Market Management, Commercial, and Distribution (MMCD) da Euler Hermes
Luciano Mendonça é Director of Market Management, Commercial, and Distribution (MMCD) da Euler Hermes

Além de vasto prestígio em todo o mundo, sendo referência no mercado europeu, e em ascensão no Brasil, a Euler Hermes protege empresas dos mais variados tamanhos contra crise, má gestão ou decisões errôneas que possam levar ao não pagamento de serviços ou produtos por parte dos clientes dos segurados. “Em um país incerto um negócio precisa apresentar certezas”, ressaltou Daniel Lujan, Superintendente Comercial da companhia.

Lujan apresentou oportunidades e demonstrou aos profissionais da corretagem como eles podem fazer para ultrapassar possíveis objeções de clientes na fase da contratação. “Você faz seguro de seus ativos, por que não faz das contas a receber?”, questionou ao evidenciar que o corretor deve focar no processo de captação de novos negócios, sendo o pós-venda totalmente ligado à seguradora. “Fazemos negócios com todos os tipos de empresa”, afirmou ao abordar alguns “mitos” que envolvem esse tipo de operação.

Daniel Lujan é Superintendente Comercial da Euler Hermes
Daniel Lujan é Superintendente Comercial da Euler Hermes

“Questões como preço e confidencialidade podem ser trabalhadas”, explicou ao citar que Pessoas Físicas, empresas coligadas e riscos públicos (exceto empresas de economia mista) são excluídas de cobertura.

Publicidade

O Superintendente Comercial ainda apresentou as principais diferenças entre as coberturas de crédito internas (como a insolvência de uma operação) e externas (em países como a Argentina, por exemplo). “Problemas acontecem em qualquer lugar do mundo. O Seguro de Crédito representa uma alternativa de crescimento para atração de novos clientes, mercados, novas linhas de negócio e também para alavancagem de vendas”, citou.

“Trata-se da expansão segura das vendas”, disse Daniel Lujan.

Outras vantagens proferidas aos participantes do evento foram as que envolvem a imparcialidade para análise de crédito nos mais variados setores, detalhamento de perfis, reports diários, transferência de riscos e a proteção contra perdas catastróficas. “A ausência de um pagamento pode inviabilizar estratégias, resultados e, até mesmo, a continuidade das operações da empresa”, seguiu Lujan. “A apólice também serve como garantia financeira, pode ser utilizada para obtenção de capital de giro, prazos melhores, elimina riscos com clientes e ainda garante o compartilhamento do rating AA da S&P em nível mundial para carteira de recebíveis”, completou.

A análise do risco acontece de forma quantitativa e qualitativa, em uma visão 360º. “Trabalhamos com a recuperação de créditos vencidos, débitos não pagos e nossa ferramenta pode ser utilizada para o planejamento das empresas”, reiterou Daniel Lujan ao citar que a taxa de franquia em caso de acionamento é de 10%. “Pior do que não vender é vender e não receber. Essa modalidade representa uma extensão do departamento de crédito e cobrança das empresas. O mercado internacional demanda de prazo e outras opções, como carta de crédito, acabam com a competitividade de um exportador, por exemplo. Isso representa a otimização de recursos”, finalizou.

Rodrigo Jimenez é Presidente da Euler Hermes
Rodrigo Jimenez é CEO da Euler Hermes

Para Rodrigo Jimenez, CEO da Euler Hermes, as corretoras que oferecem esse tipo de apólice são diferenciadas. “Para uma empresa quebrar basta que ela esteja viva. A venda consultiva deve identificar fragilidades a partir da visão de negócio do cliente. Nosso diferencial é que garantimos a indenização, o pagamento”, alertou.

O Seguro de Crédito ainda garante a inclusão de empresas de exportação em programas como o PROEX e ACE, do Banco do Brasil, que oferecem linhas de crédito para tal finalidade. No caso de Fundo de Direitos Creditórios ou Fundo de Recebíveis (FIDCs) pode-se antecipar os valores a receber.

“Queremos capacitar, estar próximos e ajudar nossos parceiros de negócios a incrementarem seus ganhos através da expansão do Seguro de Crédito. É um segmento que cresce acima de 2 dígitos ano após ano. Essa é a primeira turma do Euler Hermes Academy e queremos expandir essa iniciativa. Nosso grande objetivo é fomentar a expansão dos corretores habilitados neste segmento”, encerrou Jimenez.

Confira todas as imagens do 1º Euler Hermes Academy:

Artigos Relacionados