‘Eu sou porque nós Somos’, a trajetória inspiradora da executiva Aline Eltz

Profissional revela que procura manter o equilíbrio na vida e no ambiente de negócios

Você se lembra do fax e dos disquetes? Essas eram duas ferramentas importantes para os profissionais da indústria seguradora até meados dos anos 1990. Foi neste período que a profissional Aline Eltz ingressou no setor. Ela conta que utilizava esses dispositivos para solicitar cobertura provisória e para atualizar as tarifas das companhias todos os meses. Oriunda de Novo Hamburgo, cidade que já contou até mesmo com uma seguradora de mesmo nome, a executiva começou a atuar como secretária de um corretor que tinha sua sala comercial dentro do prédio desta empresa que fez história. Essa é a história que o Jornal do Seguro (JRS) apresenta hoje aos leitores.

Publicidade

Aline atualmente é CEO Somos Franquias. A profissional conta que no começo, quando foi atuar no suporte ao corretor da Novo Hamburgo Seguros, era muito jovem – no auge de seus 20 anos. “Tive a sorte de ter grandes professores. A quem até hoje tenho orgulho demais sempre que os reencontro. Tanto pela nostalgia de meu ingresso no mercado, como por ter tido grandes profissionais em minha caminhada. Tenho muita gratidão”, revela. “Iniciei minha carreira como muitas – ou quase todas – mulheres. Dando suporte operacional de uma corretora em um tempo onde a tecnologia – nem de perto – se iguala com a de hoje. As propostas eram impressas, protocoladas até às 17h nas companhias e o caderno de protocolos devia ser sempre devidamente assinado”, acrescenta.

Naquela época, as visitas presenciais marcavam o dia do corretor para renovação e fechamento de novas apólices de seguros. “O profissional retornava com uma quantia tão grande de dinheiro para pagamento das primeiras parcelas dos boletos de seguros que sempre eram guardados em cofre. Exatamente desta forma. Minha trajetória neste mercado se deu em um momento incrível. Ainda presenciei uma época em que o entendimento sobre seguros era muito rico. Tive uma incrível base de seriedade, profissionalismo, comprometimento e de efetivamente constatar o valor que o corretor tem para o setor de seguros”, classifica ao listar a evolução tecnológica e a diversificação dos produtos e soluções oferecidos pela indústria.

“O maior legado que um profissional do mercado segurador pode e deve ter é seu nome, sua credibilidade e a seriedade diária em se comprometer a resguardar o cliente – na certeza e tranquilidade de que seu bem, sua vida, seu futuro ou qualquer outro item será resguardado pelo seu profissionalismo e seriedade”, aponta a executiva. Na visão de Aline Eltz, independente de um profissional ser corretor, executivo de seguradora ou integrante da cadeia de stakeholders que compõem o ecossistema do setor, é preciso compreender que tudo faz parte da história de uma pessoa – o cliente. “Estamos aqui para proporcionar condição financeira para aquisição de um bem, assim como atuar com postura ética, transparente e sempre seguindo todos os critérios que o nosso mercado exige para que a finalidade da segurança seja eficaz”, completa.

Publicidade
Europ Assistance Brasil

A executiva da Somos Franquias lembra, ainda, que o mutualismo é a base dos princípios que dão origem ao conceito do seguro. “Entendo que o crescimento de vários profissionais em união, transparência e profissionalismo fazem do mutualismo seu maior pilar – assim como um legado. Neste sentido, creio que meu legado – neste momento – é ‘um por todos e todos por um’, de uma forma muito particular”, diz.

Aline conta que tem uma trajetória muito corrida e poucos momentos de descanso, mas que procura deixar os pilares da vida em equilíbrio – como saúde e família – para poder seguir com a rotina intensa. “Quando tenho algum tempo livre, gosto de ler livros do Napoleon Hill, acho bárbaro”, comenta.

Importância do seguro para o desenvolvimento de um país

Projeções de diversas instituições indicam que o segmento de seguros representa aproximadamente 6% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Este índice, segundo Aline, reforça o crescimento do setor durante a pandemia. “A economia em geral e o mundo sofreu um momento de crise. Como atuamos no setor de serviços, conseguimos versatilidade e nos manter ativos durante este período. De uma forma muito positiva, consigo verificar que – com a crise nos demais mercados – os profissionais liberais de outras indústrias têm optado pelo mercado segurador – que se tornou ainda mais atrativo”, pondera a executiva da Somos Franquias. “80% dos alunos do curso de corretores de seguros não fazem parte de nosso meio. Ou seja. Os profissionais qualificados de outros segmentos estão encontrando no mercado segurador uma profissão para o futuro”, conceitua.

“O mercado segurador atua no País como zelo e proteção de uma grande quantidade de ativos e vidas flutuando por todos os setores da economia nacional, agregando o gerenciamento de riscos e facilitando investimentos”, classifica Aline Eltz.

Foco no sucesso e desenvolvimento do ecossistema

Aline Eltz demonstra que tem a visão sempre voltada para a evolução dos profissionais a que se dedica através do processo de desenvolvimento por meios diferenciados de otimização dos processos operacionais. “Com isso, aperfeiçoei minha carreira. Pessoas e mutualismo, para mim, são pontos fundamentais para profissionais de qualquer área. No momento em que entendo que meus relacionamentos devem ser humanizados, muda a forma com que as pessoas me olham, independente de qual seja a posição na hierarquia de uma empresa, assim como noto que todas as grandes empresas estão hoje optando pela humanização de seus processos e profissionais”, menciona.

Na visão da executiva, o caminho apontado acima é o mais exaustivo e o que pode gerar decepções. “Porém, para mim, investir nas pessoas sempre foi um foco e meu tipo de liderança. Sendo assim, meu objetivo como profissional deste mercado sempre será voltado ao olhar individual de todos com quem eu tenho contato no meu dia a dia, todos com quem eu possa trabalhar e desenvolver o lado humano”, conta ao lembrar que é formada em coaching desde 2017. “Foi a maneira que consegui de somar meu know-how profissional e minha visão sobre as pessoas. A Somos, com toda a certeza, sempre vai ser referência por seus relacionamentos. Será sempre uma empresa focada em desenvolver seus Clientes, Colaboradores. Pessoas motivadas e que buscam todos os dias estar em um ambiente diferenciado do restante do mercado”, complementa.

“Eu sou a pessoa que pega as regras, as compreende, e em conjunto procura construir formas totalmente eficazes e leves de serem vivenciadas. Já dobramos as metas de faturamento em seis meses com essa metodologia”, conceitua a especialista. “Eu sou porque nós Somos não é apenas um chavão, mas sim uma filosofia que anda ao lado do mutualismo, da pluralidade, multiplicação e empatia, formando assim, a soma do sucesso”, finaliza.

Para descobrir mais detalhes sobre a Somos Franquias basta acessar o hotsite especial, entrar em contato através do e-mail junior@somosfranquias.com.br ou dos telefones (51) 3398-9078 e (51) 99381-0310. Siga também no Facebook e no Instagram

Artigos Relacionados