Federação dos planos de saúde realiza evento em São Paulo para debater combate às fraudes na Saúde Suplementar

Evento acontece em São Paulo, dia 22/11, reunindo representantes de hospitais, laboratórios, planos de saúde, juristas e autoridades

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), entidade que representa 14 grupos de operadoras de planos de saúde que atendem a 41% dos beneficiários do mercado, realiza amanhã (22/11), em São Paulo, das 9h às 12h30, o 11° Debates FenaSaúde, com o tema ‘’Prevenção e Combate às Fraudes na Saúde Suplementar’’. Essa iniciativa se une a outras ações recentes da FenaSaúde de enfrentamento às fraudes no setor. Neste ano, a entidade criou uma Gerência de Prevenção e Combate a Fraudes e formalizou ao Ministério Público de São Paulo uma notícia-crime para apurar fraudes de reembolso no valor de R$ 40 milhões.

Publicidade

O primeiro painel “Fraudes na cadeia de saúde: impactos e enfrentamento” será mediado pela jornalista Lúcia Helena Oliveira, com participação de Vera Valente, diretora-executiva da FenaSaúde, Antônio Britto, diretor-executivo da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), e Milva Pagano, diretora-executiva da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed).

Vera Valente alerta que as fraudes impactam diretamente toda a cadeia de saúde, financiada, em grande parte, pelos planos de saúde, por isso a relevância de debater o tema. “O trabalho dos agentes da cadeia de saúde fica ainda mais difícil quando eles também têm que lidar com iniciativas que tentam corromper o sistema. É o caso das fraudes cometidas contra a saúde. Este sempre foi um tema de preocupação em nosso setor. Mas, com a pandemia, isso se tornou ainda mais agudo. Organizamos este seminário com o objetivo de somar esforços para combater um malefício que prejudica toda a saúde, além de buscar formas de ampliar os instrumentos jurídicos à disposição para combater, diminuir e punir as fraudes contra o sistema”, sinaliza a executiva da FenaSaúde.

Antônio Britto ressalta que o setor de prestadores de serviço tem o maior interesse e a obrigação de participar ativamente desse movimento levantado pela FenaSaúde no sentido da prevenção e combate às fraudes. “Vivemos em um país repleto de desigualdades e injustiças onde não é possível que diante de uma carência tão grande de recursos eles sejam gastos com fraudes que infelizmente continuam sendo cometidas”, pontua o diretor da Anahp. Para Milva Pagano, da Abramed, todos os mercados, inclusive o de saúde, estão passando por uma transformação cultural com foco no comportamento ético, deixando claro seus compromissos sociais e iniciativas que assegurem a sustentabilidade.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

O segundo painel, “Aspectos jurídicos e criminais no combate às fraudes em saúde”, terá participação de Rodrigo Fragoso, advogado criminalista; Bruno Corrêa Gangoni, promotor do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e coordenador do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco); e Adriano Valente, delegado-chefe da Delegacia de Repressão à Corrupção da Polícia Civil do Distrito Federal. A mediação será feita pela Glauce Carvalhal, diretora jurídica da CNseg.

Serviço:
Local: auditório da Escola de Negócios em Seguros (ENS), na Rua Augusta, 1.600, São Paulo (somente para participantes inscritos)
Horário: 9h às 12h30
Transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=dcAM8aQyXfU

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe uma resposta