Mudança no modelo do seguro auto é aposta para 2021

Seguradoras podem investir em estratégias eficazes para recuperação do setor de seguros auto em 2021, aponta o maior Index do Brasil

A Smartia, em parceria com a TEx, desenvolveu o maior Index do mercado de seguros, com uma pesquisa no mercado de seguros auto e aponta que saída do setor, visando maior lucratividade e retenção de clientes, é investir em novos planos no seguro de carro, ou seja, com coberturas que cabem no bolso do cliente.

Publicidade
Viver Bem Corretora de Seguros no JRS

Em 2020 o mercado de seguros sofreu mudanças por conta da pandemia do novo coronavírus e essas refletiram na relação dos segurados com as seguradoras. Conforme o levantamento, os impactos foram consideráveis, especialmente no que se refere aos tipos de seguros contratados e pagamentos.

Na maioria das regiões do Brasil os preços dos seguros caíram, já que também houve diminuição na quantidade de coberturas contratadas. Embora algumas seguradoras tenham utilizado dessa estratégia para que seus clientes pudessem renovar os contratos, bem como atrair novos, isso refletiu na arrecadação do setor.

Seguro auto foi o mais afetado em 2020 entre os produtos das seguradoras

Em 2020 as seguradoras sentiram o impacto no faturamento por conta da pandemia. Enquanto alguns clientes não estavam renovando o contrato, outros não conseguiam efetuar os pagamentos e o número de novas contratações foi reduzido durante o ano.

Publicidade
Viver Bem Corretora de Seguros no JRS

Esse cenário é reflexo de alguns fatores, como o fato de várias empresas passarem parte da execução de seus serviços para o home office e o isolamento social, o que fez com que os veículos não fossem utilizados como antes, reduzindo assim, os riscos expostos como roubo e colisão, aos olhos dos clientes.

Além disso, a renda das famílias diminuiu, afetando assim, o pagamento de contratos ativos, além da renovação do seguro.

2021 segue marcado por reflexos da pandemia do novo coronavírus

De acordo com a pesquisa da Smartia, especialistas do setor de seguros prevê que 2021 ainda será marcado pela pandemia. Conforme o maior Index do mercado de seguros do Brasil, a circulação do vírus ainda é contínua e “só deve ser finalizada após a vacinação em massa da população”.

Além disso, o levantamento ainda enfatiza sobre a taxa de desemprego no País que deve marcar boa parte do ano. Assim, com a renda dos brasileiros impactada pelo novo coronavírus, a população seguirá escolhendo quais débitos realizar.

Mas, para a SUSEP, Superintendência de Seguros Privados, a quantidade de clientes ativos deve subir já no primeiro semestre de 2021, se comparado com o número de clientes de seguros no mesmo período de 2020.

Como as seguradoras podem tornar o seguro relevante aos motoristas?

Como forma de driblar esse momento que afeta a economia geral dos brasileiros, as seguradoras precisam se atentar às necessidades dos clientes, aponta a pesquisa da Smartia. Para isso, é preciso investir em condições flexíveis, com opções diferenciadas e atrativas aos olhos e bolso do consumidor.

Conforme o maior Index do mercado de seguros, da Smartia, as empresas precisam se atentar em oferecer alternativas personalizadas. É o que algumas empresas do setor já observaram e, com isso, estão conseguindo manter seus clientes e oferecer uma proteção ideal aos novos.

O Index aponta ainda que as renovações de contratos estão sendo realizadas com queda no preço do seguro auto, de cerca de 15%, em média. Essas seguradoras passaram a ofertar planos mais simples, chegando a custar até 44% menos que os contratos anteriores, para renovação.

No caso de novos contratos, o levantamento mostra que as seguradoras estão concedendo cerca de 5% de descontos. Além disso, para facilitar ainda mais aos clientes, elas também disponibilizam condições de pagamento mais flexíveis.

De acordo com a TEx, muitos motoristas passaram a parcelar o pagamento da proteção, o que é um cenário resultante da pandemia. Isso porque antes da chegada do novo coronavírus, os dados apontam que apenas 38% dos usuários optavam pelo parcelamento. Após o vírus circular em território nacional, esse número foi para 43% dos clientes, considerando o levantamento de novembro/2020.

Seguradoras também devem se atentar a novas tendências ao oferecer seguros auto

A quarentena reforçou as vantagens de as empresas investirem ainda mais no atendimento virtual, bem como da população aderir às soluções on-line. Aproveitando esse novo cenário, as seguradoras podem continuar nesse tipo de atendimento.

Cada vez mais os consumidores estão optando pela assistência virtual, tanto para compras, quanto para atendimento médico e outros. Com isso, o ramo de seguros pode investir nessa preferência, e facilidade, oferecendo assistência por meio de sites e aplicativos, bem como realizar vistorias e contratação sem que o cliente tenha que sair de casa, aponta a pesquisa da Smartia.

O Index também aponta que não são todas as seguradoras que oferecem as opções de seguro pay-per-use, os chamados seguros intermitentes, e que este formato também será uma tendência para este ano.

Conforme a Smartia Seguros, enquanto 2020 foi um ano de desafios, 2021 será de recuperação para a economia e isso envolve o mercado de seguros. O Index ainda enfatiza que a recuperação será lenta, mas ao adotar as estratégias certas, o seguro auto, e outros produtos das seguradoras, terão mais prioridade na vida dos brasileiros, sendo contratados com maior frequência.

Fontes: TEx Analytics e Smartia.com.br

Artigos Relacionados