Na contramão dos bancos, cooperativas de crédito crescem

Banco Central colocou como meta o aumento da participação das cooperativas no crédito do Sistema Financeiro Nacional para 20% até 2022, o que reforça inclusão e concorrência

Enquanto os grandes bancos fecharam mais de mil agências no último ano e devem seguir enxugando ainda mais, as cooperativas de crédito ampliaram a presença física na pandemia e alcançaram novos pontos do País. Maior instituição do segmento, o Sicoob abriu 197 agências em 2020, um crescimento de 6% da sua base, que alcançou 3,48 mil postos. Com isso, em número de agências, só perde agora para o Banco do Brasil, que fechou dezembro com 4,4 mil unidades.

Publicidade
GBOEX no JRS

A Cooperativa de Crédito dos Corretores de Seguros de São Paulo (Sicoob Credicor-SP) apresenta condições e taxas melhores do que quaisquer instituições financeiras que foram evidenciadas durante a pandemia, por isso a diretoria e o conselho da Cooperativa trabalharam em reforma estatutária que acaba de ser aprovada pelo Banco Central e assembleia de cooperados, ampliando as condições de admissão. Agora, podem se tornar cooperados pessoas e empresas de todo o setor de seguros, e pessoas por afinidade com associados, ou seja, que tenham alguma ligação com algum cotista, seja empregatícia ou parentesco até terceiro grau. Além disso, se o cooperado tiver outro CNPJ, seja de que ramo for, esse CNPJ também poderá ter conta corrente na cooperativa.

“Abrimos para todas as empresas do setor de seguros, não apenas corretoras. Continua sendo a instituição financeira do corretor de seguros, mas agora disponível a todo esse importante setor da economia”, conta Luiz Ioels, diretor presidente da Sicoob Credicor-SP.

O movimento tem o apoio do Banco Central, que colocou como meta o aumento da participação das cooperativas no crédito do Sistema Financeiro Nacional para 20% até 2022 – hoje a fatia está em 10%, o dobro do visto há cinco anos. O aumento reflete tanto a expansão do atendimento presencial quanto a redução do número de agências e postos de atendimento dos bancos.

Publicidade
SulAmérica

Atualmente há mais de 5 mil cooperativas no Brasil, sendo 827 de crédito, com ativos totais de R$ 310 bilhões e uma carteira de empréstimos de mais de R$ 156 bilhões, segundo último levantamento realizado pelo Sistema Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Em crédito especificamente, há mais de 10 milhões de cooperados e 6.043 postos de atendimento.

No ano passado, em consequência da Covid-19, as cooperativas lideraram o ranking das concessões de empréstimos a pequenos negócios, sendo responsáveis por 31% do total, segundo o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC).

Artigos Relacionados