Paraná registra a maior queda na busca dos consumidores por crédito no Sul, mostra Serasa Experian

Indicador não registrava queda do acumulado anual desde 2020; Maior retração foi entre as pessoas com renda mensal entre R$ 500 a R$ 1.000 e todas as Unidades Federativas tiveram diminuição na demanda pelo recurso financeiro

A busca dos consumidores por crédito fechou o ano de 2022 com retração de 3,1% no acumulado anual, segundo o Indicador de Demanda dos Consumidores por Crédito da Serasa Experian. Este foi o menor percentual desde 2020, quando foi registrado -1% no mesmo comparativo. No recorte da região Sul, foi o Paraná que registrou a maior queda (-32,8%) e Rio Grande do Sul a menor (-25,5%). Veja nos gráficos abaixo as informações completas:

Publicidade

Análise nacional
Os brasileiros com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1.000 foram os que tiveram a queda mais expressiva (-3,8%). Confira no gráfico e na tabela abaixo os dados completos:

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, essa tendência de queda mostra que os consumidores estão cautelosos na tomada de crédito, em função das altas taxas de juros que estão à espreita. “Mesmo em épocas em que os gastos são elevados, como as festas do final de ano, os brasileiros sabem que janeiro é um período em que muitos tributos devem ser quitados, por isso optam pelo consumo por necessidade para não iniciarem o ano com o orçamento comprometido”.

Variação anual também registra baixa
Na análise da variação anual, o mês de dezembro marcou uma queda acentuada, de -31,6% em comparação com o mesmo mês do ano anterior (11,6%). Inclusive, o declínio foi ilustrado em todas as faixas salarias, totalmente o contrário do que foi registrado em dezembro de 2021. Veja o levantamento completo nos gráficos a seguir:

Publicidade
Chubb no JRS

Demanda por crédito cai em todas as unidades federativas
Todas as Unidades Federativas (UFs) brasileiras registraram queda na busca dos consumidores por recursos financeiros em dezembro de 2022. O destaque foi para o Amapá com a diminuição mais expressiva (-41,1%) e o Amazonas com a menos 25%. Confira o detalhamento de UFs abaixo:

Para conferir mais informações e a série histórica do indicador, clique aqui.

Metodologia
Para o levantamento do Nascimento de Empresas foi considerada a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil, bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

Serasa Experian e Sebrae ajudam MPEs na jornada do empreendedorismo
A Serasa Experian e o Sebrae firmaram uma parceria e juntos disponibilizam a plataforma “Aprenda”, que tem o objetivo de contribuir e impulsionar a retomada econômica das micro e pequenas empresas. A iniciativa gratuita traz informações diversas e confiáveis sobre como melhorar a gestão das finanças e do crédito, principais desafios encontrados pelos empreendedores atualmente. Além disso, outros temas de interesse como, prevenção a fraudes, métodos de cobrança e marketing de vendas também são contemplados pelos materiais, criando uma linha completa de aprendizado. Todos os donos de micro e pequenos negócios podem se beneficiar dos conteúdos pelo site oficial, clicando aqui.

Artigos Relacionados