Ricardo Nishimura anuncia parceria com primeira insurtech brasileira a ofertar seguro auto com smartcar

A Loovi, insurtech que trabalha para levar inovação ao mercado de seguros, segue com sua missão de trazer alternativas para o segmento, que só em 2021 movimentou R$ 274 bilhões, segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep). A empresa anuncia a parceria com Ricardo Nishimura, advisor pela consultoria Rini.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

Profissional com 25 anos de experiência em seguradoras – nas áreas de Operações, Projetos, Processos e Novos Negócios -, Nishimura é conhecido no mercado por seu networking e experiência para a tomada de decisões estratégicas de posicionamento no setor. O advisor é referência nos assuntos relacionados à Insurtech como: Open Insurance, Tecnologia aplicada a seguros, Inovação, Transformação Digital e novos canais e formas de distribuição de seguros.

“Minha expectativa é que o board da Loovi consiga maximizar as boas decisões estratégicas com base no meu conhecimento adquirido no mercado de seguros, otimizando recursos – tempo e dinheiro – que são importantíssimas para uma insurtech que quer crescer exponencialmente”, afirma Nishimura.

Quézide Cunha, CEO da Loovi, comemora a parceria como um momento de virada de chave na insurtech. “O Nishi é uma referência no mercado de seguros e traz para nós tendências mundiais e novidades de marcos regulatórios, agregando o trabalho que já temos desenvolvido para democratizar o seguro automotivo no Brasil”, comenta.

Publicidade
Webinar FF Seguros

A Loovi cresce 25% ao mês e quer avançar na democratização do seguro automotivo no País. Recém aprovada no Sandbox Regulatório da Susep, a insurtech mineira almeja ser uma alternativa ao seguro convencional por meio de sua plataforma própria que contará com a tecnologia para uma melhor experiência, venda 100% digital e uma oferta justa, de acordo com a necessidade de cada usuário. A operação se dará por meio da LTI Seguros, empresa de sua holding, que já conta com uma estrutura para comercialização dos serviços e está em fase final para começar a operar.

Artigos Relacionados