RS: Secretário de Segurança Pública pede exoneração

Rumor sobre queda de Wantuir Jacini era forte nos últimos dias

Wantuir Jacini não é mais Secretário Estadual de Segurança Pública. O assunto não era novidade nos bastidores do governo gaúcho e confirmou-se após o brutal assassinato de uma mãe próximo ao Colégio Dom Bosco, no final da tarde desta quinta-feira, em Porto Alegre (RS). “A situação entristece a todos nós. As forças de Segurança estão mobilizadas para prender os autores do crime e continuar apurando os fatos”, informa comunicado divulgado pelo Governo do Rio Grande do Sul.

Publicidade

Fontes internas apontam que o vice-governador José Paulo Cairoli já articulava a substituição na pasta. Cairoli comanda o Gabinete da Crise instituído por Sartori. A assessoria de imprensa do governo convocou reunião para ás 8h desta sexta-feira, quando todo o comando da Segurança Pública estará reunido no Palácio Piratini. “Depois da reunião, o governador fará uma manifestação à população e a equipe da Segurança atenderá à imprensa”, completa a nota enviada à imprensa.

O crime que culmina na pior crise enfrentada pelo atual governador do Estado ocorreu com Cristine Fonseca Fagundes, de 44 anos. Conforme apurou a Rádio Gaúcha, ela buscava o filho na escola, acompanhada da filha adolescente, quando foi abordada pelos criminosos. A vítima foi baleada na cabeça e não resistiu aos ferimentos. O tiro teria sido disparado quando Cristine tentava tirar o cinto de segurança. A filha dela, que estava no banco de trás do veículo, correu em direção à escola e não ficou ferida. O carro não foi levado.

O assassinato de uma médica já havia causado revolta nos gaúchos há poucos dias. Ainda esta semana um outro homicídio foi cometido na parte externa do Hospital São Lucas da PUCRS.

Publicidade
Seguro PASI

De acordo com o texto divulgado pelo Piratini, o governador José Ivo Sartori deve responder questionamentos e fará uma manifestação à população. “O fim do Governo Sartori”, decretou um colunista do jornal Zero Hora.

9h30min – ATUALIZAÇÃO: Em declaração, governador Sartori anuncia que convocará Força Nacional de Segurança e solicitará recursos ao presidente interino Michel Temer.

Artigos Relacionados