Sete dicas para fazer o seu dinheiro “esticar”

Especialista e fintech dizem o que você pode fazer ou mudar no dia a dia para ver o seu dinheiro sobrar e durar mais

Fazer o dinheiro render e ter uma reserva financeira são desejos dos brasileiros que, diante das instabilidades financeiras e um mercado instável, parecem ter ficado mais difíceis de conseguir. Porém, existem alguns hábitos que podem ajudar.

Publicidade
Chubb no JRS

A Grão, primeira fintech a possibilitar o micro investimento no Brasil, que tem como missão sempre promover a educação financeira para que os brasileiros alcancem seus objetivos, ao lado da mentora de bem-estar financeiro Maiara Xavier, revela 7 dicas para o seu dinheiro “esticar” mais. Saiba mais:

  1. “Aprender a dizer não para o que não é importante”, diz Maiara. Você precisa avaliar cada compra antes de fazê-la e identificar o que realmente é importante e necessário. Às vezes é preciso dizer não. Assim você deixa de gastar em excesso e prioriza os itens que são indispensáveis.
  2. “Faça o compromisso de poupar uma parte do salário”, diz ela. A ideia é que você, sempre que receber o salário, reserve 10% para guardar, independentemente da sua posição de trabalho, se é formal ou não. Depois, é só investir a quantia e colocar o seu dinheiro para trabalhar. Na Grão, ele não fica parado. Ao contrário, está sempre rendendo para você.
  3. “Tente criar múltiplas fontes de renda”, indica a mentora. Assim você deixa de depender de apenas uma fonte. Uma forma segura de ter mais segurança financeira é variar as fontes de renda. Estude as oportunidades, pense no que você faz de melhor e tente colocar em prática.
  4. “Outra boa dica é desenvolver o hábito de vender”, sugere a especialista. A gente explica: todo mundo tem algo que pode vender. Podem ser roupas ou sapatos em bom estado, com pouco uso, resultado de uma compra impulsiva, por exemplo. Identifique as oportunidades, divulgue e venda. É um dinheiro extra caindo na conta.
  5. “Aprenda a planejar suas compras”, diz Maiara. É o chamado consumo consciente! O brasileiro habituou-se a comprar primeiro e depois pensar em como pagar. Está errado. O ideal é fazer o contrário: só gastar o que você pode pagar. Ou então poupar dinheiro para conquistar uma meta.
  6. “Defina bem os seus objetivos”, indica. A dica simples: mantenha o foco e tenha objetivos muito bem definidos do que você realmente quer conquistar. São essas motivações que vão te levar a ter uma relação mais saudável com o seu dinheiro.
  7. “Desafie a si mesmo e movimente a sua vida financeira”, finaliza a especialista. No app da Grão, por exemplo, existem diferentes desafios que estimulam o usuário a investir um pouquinho por dia para ver esse dinheiro crescer e tornar permanente o hábito de guardar dinheiro.

Artigos Relacionados