Sincor-RS reúne corretores em Caxias do Sul para tarde de aperfeiçoamento

Seminário de Seguros também acontecerá nas cidades de Santa Maria e Pelotas nos próximos meses

O Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul (Sincor-RS) retomou as atividades presenciais do Seminário de Seguros na última quinta-feira, 04 de agosto. Caxias do Sul foi a cidade que recebeu o evento e reuniu cerca e 120 corretores da região para uma tarde de aperfeiçoamento profissional.

Publicidade
MAG Seguros

“Esses encontros são excelentes para aproximar os corretores de seguros e capacitar os colegas sobre temas que estão sendo discutidos e que precisam da atenção da categoria”, destaca o presidente da entidade, André Thozeski. “A Serra gaúcha é uma região pujante para o cenário de seguros e para nós é de muita relevância reunir a todos em um momento que aborda conteúdos tão importantes”, acrescentou o Delegado da Serra gaúcha do Sincor-RS, Ricardo Pozza.

Sallam Saleh, Superintendente Comercial da Bradesco Seguros em Caxias do Sul e Bento Gonçalves (RS), destacou as funcionalidades do Seguro Saúde. A companhia conta com 3,8 milhões de segurados no Brasil. “Durante a pandemia, um dos profissionais que foi incansável foi o corretor de seguros. E quando falamos em produto voltado para a saúde, se torna ainda mais imprescindível a atuação desse profissional”, comentou.

O Gerente da Filial Caxias do Sul da HDI, Alexandre Pedroso, ressaltou as oportunidades em produtos affinity e canais alternativos. “Nosso foco são canais e não produtos, pois trata-se de algo que está na mão dos corretores, que são os responsáveis por descobrir as necessidades de todos os perfis de pessoas e públicos”, disse.

Publicidade
Europ Assistance Brasil

Leonardo Neustadt, Superintendente de Mercado da Regional Sul da Icatu Seguros, relembrou que o brasileiro atua de maneira mais reativa do que preventiva, e a iminência do tema morte fez com que o seguro de vida alcançasse um avanço significativo no que diz respeito às contratações. “A pandemia fez com que essa questão mudasse de uma forma muito rápida o mindset de todos, pois as pessoas começaram a perceber a necessidade do seguro de vida; pois somos todos vulneráveis, finitos e iguais”, afirmou. “Estamos vendendo no Brasil produto ou propósito? Produto se copia e cola, propósito é muito mais sofisticado, o nosso negócio é relacional”, refletiu.

O Gerente da Sucursal RS da Porto, Edgar Anuseck Neto, reforçou a necessidade do corretor estar atento às necessidades do cliente. “A Porto quer ser cada vez mais um porto seguro para os seus clientes e parceiros. Existem horas que as pessoas tem necessidades mais latentes em suas jornadas de vida e estar atento a isso é o ponto principal do foco da Porto”, garantiu.

O CEO da Delta Global, Nicolas Galvão, abordou os desafios do mercado de assistências no Brasil. “Tudo gira em torno do mercado financeiro, mas o mercado de seguros tem a ver com a vida das pessoas. A disrupção da Delta é buscar por mercados enferrujados e procurar por soluções dentro deles”, destacou.

A empresa conta com uma carteira de 450 mil veículos ativos, 5 mil prestadores e mais de 2 mil corretores que distribuem os produtos Delta. “Estarmos próximos dos prestadores de serviços e dos corretores de seguros são nossos diferenciais. Usamos a mesma base que todos, mas entregamos diferenciais que fazem com que os prestadores nos deem preferência: antecipação de recebíveis, crédito para novos implementos e conta digital”, exemplificou.

Os advogados Dr. Mauricio Gravina e Dra. Iris Saraiva Russowsky finalizaram a tarde do Seminário de Seguros em Caxias do Sul. “Responsabilidade Civil Profissional do Corretor de Seguros” e “Adequação dos Corretores de Seguros à LGPD” foram os temas abordados, respectivamente. Ainda em 2022, as cidades de Santa Maria e Pelotas, no Rio Grande do Sul, devem receber o encontro.

Confira as imagens – Fotos: Filipe Tedesco / JRS:

Artigos Relacionados