TC lança nova marca mais vibrante, inovadora e moderna para refletir a evolução de suas plataformas

Novo posicionamento reforça foco da companhia em levar os investidores e o mercado financeiro brasileiro a um novo patamar

Com o propósito de impulsionar investidores para mudar o patamar de suas vidas financeiras, o TC, plataforma que conecta a comunidade brasileira de investidores, lança nova marca e posicionamento. A mudança vai muito além da reformulação da identidade visual. A renovação foi desenvolvida ao longo dos últimos nove meses e, após estudos e diagnósticos internos e externos, a companhia compreendeu que, mais do que preparar pessoas e empresas para atuar no mercado de capitais, sua maior missão é simplificar o mundo dos investimentos para uma nova geração de investidores. No rebranding, a companhia anuncia ainda o TC Empresas, categoria que abrigará as soluções para o público B2B, e uma nova versão da plataforma, com inéditas e aprimoradas funcionalidades, que se somam ao atual momento do TC.

Publicidade
SulAmérica

Com o objetivo de unir investidores em uma comunidade para que tenham autonomia nos investimentos, o TC nasceu da necessidade de democratizar o mercado de capitais e, agora, se consolida como uma plataforma one-stop-shop (onde o usuário encontra “tudo em um mesmo lugar”) que acompanha toda a rotina de investimentos e está sempre junto do investidor, oferecendo informações confiáveis e com agilidade. “Entre as principais mensagens que queremos reforçar, estão a de que o mercado financeiro pode ser muito mais simples do que é hoje e a de que temos todos os recursos necessários para cada passo da jornada do investidor, independentemente de em qual etapa esteja ou quanto dinheiro tenha”, destaca Omar Ajame, Chief Marketing Officer (CMO) do TC.

A partir do novo posicionamento e das atualizações em suas plataformas, o TC aproveitará as sinergias de tudo o que vem construindo, adquirindo e evoluindo, para ajudar seus  usuários a começarem a investir ou se tornarem melhores investidores. Adicionalmente, a companhia quer expandir seu escopo de atuação para estar ainda melhor preparada para o movimento mundial de “financial deepening”. “Nós acreditamos no simples, não no complexo. Acreditamos que as pessoas querem tomar as rédeas de sua vida financeira. Queremos que nossa nova identidade reflita adequadamente quem somos, nosso espírito empreendedor e inovador, nosso estágio de maturidade e a evolução dos nossos negócios e da nossa companhia”, ressalta Ajame.

Identidade e arquitetura de marca

Pouco mais de um ano após seu IPO, a marca passa por uma transformação completa que engloba logo, fontes, cores, um novo site e uma identidade verbal objetiva, que simplifica e vai direto ao ponto. “O tom de voz da companhia passa a ser convidativo, incentiva a troca, inspira a evolução, acolhe e agrega, como um bom anfitrião, e transmite a segurança, a experiência e a parceria de um líder”, descreve Leticia Banheti, Head de Branding do TC, que coordenou todo o processo em parceria com a consultoria internacional FutureBrand.

Publicidade
Seguro PASI

Sobre a nova paleta de cores, Banheti explica que “a inclusão da cor verde em algumas comunicações traz vibração para a marca e enfatiza o ‘boost’ (impulso, estímulo) que os investidores precisam para atingir novos patamares em suas vidas e em qualquer momento de sua jornada. Toda a estrutura representa jovialidade e inovação”.

A arquitetura de marca agora organiza as frentes de atuação da companhia em “TC” e “TC Empresas”, direcionando as soluções para cada público: B2C e B2B, respectivamente. “Nosso intuito é simplificar a oferta para os investidores pessoa física e institucional e, também, garantir que nenhuma informação importante fique de fora do seu radar. Queremos ser um facilitador para desenvolver os investidores e torná-los cada vez melhores para os negócios e o mercado”, esclarece Banheti.

Nova versão da plataforma e B2B

O TC vem em um movimento intenso a fim de se consolidar como uma plataforma one-stop-shop. Já não é de hoje que promove a diversificação da sua base com a expansão do portfólio de soluções – entre elas com foco em B2B –, adentrando novos segmentos por meio de aquisições. “Nosso objetivo inicial englobava apenas o aspecto original de nossa atuação, junto ao B2C. Agora expandimos e organizamos nosso foco e propósito para melhor suportar a companhia em suas diversas frentes e melhor comunicar essa estrutura ao mercado e aos nossos clientes”, comenta Omar Ajame.

Só no segundo trimestre de 2022, a nova versão da plataforma apresentou inúmeras novidades, como a possibilidade de execução de ordens de criptos in app, já disponível para todos os usuários por meio da parceria com o Mercado Bitcoin. Também houve o lançamento da ferramenta Quant, uma inteligência capaz de rastrear automaticamente as oportunidades da bolsa segundo padrões identificados em modelos matemáticos e estatísticos observados nos dados do mercado. Em fase de testes, há o copy trading, pelo qual o usuário pode replicar uma negociação com base em uma ideia de investimento compartilhada na plataforma; e está iniciando o programa de monetização para contribuidores, a fim de incentivar maior engajamento dos usuários, produzindo mais conteúdos e cada vez mais qualificados.

No dia 31 de agosto, o TC irá promover um evento fechado para os fãs da marca, focado em sua plataforma principal, que conhecerão de perto a nova versão gratuita do aplicativo e suas funcionalidades, como os já citados copy trading e Quant, além do novo formato de perfil para os usuários, novo feed inteligente, NFTs, shorts (vídeos curtos), entre outras.

No âmbito do TC Empresas, a Prisma (antiga RIWeb) anunciou, em maio, sua nova identidade e posicionamento em relação ao seu foco de atuação, que foi ampliado para muito além do desenvolvimento de websites de relações com investidores, prestando também serviços de consultoria estratégica para operações de RI. Em junho, a companhia assinou o contrato para a aquisição de 100% da Dibran DTVM Ltda., uma das mais conceituadas e tradicionais distribuidoras de títulos e valores mobiliários (DTVM) independentes do mercado. A aquisição segue em aprovação no Banco Central, mas o passo dado foi importante para o desenvolvimento da TC Investimentos, projeto anunciado no fim de abril.

No mês de julho, houve a assinatura de um acordo vinculante para aquisição de participação na Galícia Educação, investimento que visa fortalecer o segmento educacional do TC, ampliando a sua oferta de conteúdos e explorando novos nichos de educação, como cursos profissionalizantes, certificações, graduações e MBAs. Também em julho, a subsidiária TC Gestão (TC MFO – Multi Family Office) recebeu da CVM autorização para prestar os serviços de Administrador de Carteira de Valores Mobiliários. Com isso, o TC passa a atuar com a gestão de recursos de terceiros independente com foco em investidores de alta renda.

Seguindo a linha de negócios e com foco em continuar ampliando ainda mais a sua oferta de produtos, a empresa anunciou na semana passada um acordo para aquisição direta de cotas da Pandhora Investimentos, gestora de fundos multiestratégia quantitativos que atua com gestão ativa mais acessível, com fundos de aplicação mínima entre R$ 500 a R$ 1.000.

Também em agosto, a companhia divulgou a constituição da TC Advisory, que atuará com assessoria e consultoria de mercado de capitais, incluindo M&As e demais operações para captação de recursos. O nascimento dessa subsidiária integral se deu por conta da grande procura advinda de empresas (sejam elas listadas ou de capital fechado que desejam entrar no mercado) de serem assistidas nessas operações.

“Toda essa evolução do TC é alicerçada na transparência e na ética que permeiam a relação com os usuários da plataforma. É como sempre atuamos e como sempre vamos atuar, pois reflete quem somos e o que acreditamos”, diz Ajame. “Esses dois pilares são fundamentais para nortear as nossas condutas e comportamentos. Somos uma comunidade e é absolutamente fundamental que o respeito, a integridade e a confiança sempre prevaleçam nas nossas relações entre empresas, colaboradores e clientes”, afirma.

Artigos Relacionados