Vendas para o segmento PME crescem na Central Nacional Unimed

Em São Paulo, houve crescimento de mais de 300% em 2019 e há boas perspectivas de incremento no cenário pós-pandemia

Apesar dos desafios impostos pela crise econômica provocada pela pandemia da Covid-19, a Central Nacional Unimed supera metas de vendas para o segmento de pequenas e médias empresas (PME) e tem boas perspectivas de crescimento para os próximos meses. Os resultados fundamentam o cenário de otimismo para a operadora nacional dos planos de saúde empresariais da marca Unimed.

Publicidade

Em São Paulo, praça na qual a Central Nacional Unimed passou a atuar com exclusividade há pouco mais de um ano, a cooperativa registrou um crescimento exponencial na carteira de PME no ano de 2019. “Nosso crescimento de vendas em PME no ano passado, em relação a 2018, foi superior a 1.500%”, destaca a gerente comercial PME e Adesão de São Paulo, Patrícia Ponciano. “Mesmo neste período de quarentena, São Paulo tem um ritmo crescente, e nós estamos reinventando soluções para esse público e experimentando novas estratégias de vendas”, explica.

A Central Nacional Unimed fechou 2019 com um total de 25.532 vidas no segmento PME, em 2018 eram 1.620 vidas. A meta, superada, era de 23 mil vidas. Gustavo Knupp, superintendente comercial responsável pelos produtos PME e de adesão da operadora, explica que o grande resultado no Estado que tem a maior economia do Brasil é o fortalecimento da marca Unimed, hoje associada à qualidade e credibilidade. “Crescemos a carteira expressivamente em 264%. Isso só foi possível graças a um grande trabalho de reposicionamento de marca para a sociedade que fizemos ao longo de 2019 e a parceria sólida que construímos com os corretores. Ampliamos o diálogo e lançamos canais de venda online que visam facilitar as atividades das corretoras. Criamos com esse público uma relação próxima e que queremos que seja duradoura”, enfatiza.

O diretor comercial e de marketing da Central Nacional Unimed, Sizenando Campos, ressalta que os planos de saúde da operadora oferecem a segurança necessária para as PMEs. “A saúde é um ponto sensível para o empresário, que precisa ter tranquilidade nesse aspecto e quer dar segurança para seus colaboradores. Um dos motivos que nos faz acreditar nas perspectivas de crescimento da carteira”, afirma.

Publicidade
SulAmérica

“Eu sempre vejo o copo meio cheio, e a Central Nacional Unimed está pronta para participar da reconstrução e do reerguimento da economia brasileira, com soluções de saúde que atendem as demandas do mercado”, finaliza.

Artigos Relacionados