Entender necessidades dos clientes é o presente e futuro do seguro 993

Lideranças estiveram reunidos em Convenção da Lojacorr

O presidente do Grupo Bradesco Seguros, Vinicius Albernaz.

As companhias de seguros buscam entender seus clientes em conjunto com os corretores. Essa preocupação ficou clara durante talkshow promovido pela 6ª Convenção Nacional da Rede Lojacorr, na quinta-feira (21) na Capital paranaense.

De acordo com o presidente do Grupo Bradesco Seguros, Vinicius Albernaz, a nova realidade em que a sociedade está inserida mostra que as empresas precisam focar na necessidade do cliente de maneira completa. “Precisamos entender que ele precisa de proteção dos riscos ao qual ele está exposto e que esses riscos mudam ao longo da vida”, comentou.

O CEO da Liberty Seguros, Carlos Magnarelli.

Albernaz ainda acredita que o desafio está em entender essa nova situação em conjunto com o mercado como um todo. A exemplo disso está o seguro saúde têm a tendência de personalização no mundo como um todo, sendo um objeto de desejo da população. “O cliente mudou, ele é muito mais informado e está querendo soluções rápidas e adequadas e o nosso grande desafio é encantar esse cliente”, opinou.

Sobre personalização, o CEO da Liberty Seguros, Carlos Magnarelli, confia que “cada cliente quer um serviço único para ele e personalizado a sua realidade”. E que, além disso, o público está mais consciente, conhece as empresas e os produtos ofertados. “Por isso temos que entender o consumidor, qual a sua jornada e escutá-lo, pois ele vai nos indicar o que temos que entregar”, confiou.

O vice presidente da Mitsui Sumitomo Seguros, Helio Kinoshita.

Na discussão que envolve a realidade do cliente, a revolução digital entra como um relevante elemento desta equação. “A transformação está nas pessoas e eu diria que temos cinco grandes desafios e um deles é a mudança da estrutura hierárquica para um processo em que todos trabalham em prol do mesmo objetivo, numa discussão mais horizontal dos processos”, detalha o vice presidente da Mitsui Sumitomo Seguros, Helio Kinoshita. “Assim poderemos andar Mais rápidos sendo mais assertivos nas inovações”, complementou.

Por outro lado, a Sancor, companhia argentina que completará 6 anos de atuação no Brasil, tem buscado oferecer meios para que o corretor de seguros consiga entender cada vez mais o seu cliente. “Estamos indo no caminho de disponibilizar ferramentas para que os corretores possam ofertar os produtos certos, pois ele também tem e quer estar preparado para esse novo consumidor”, explicou o diretor geral da Sancor no Brasil, Leandro Poretti.

O diretor geral da Sancor no Brasil, Leandro Poretti.

Além disso, o CEO da HDI Seguros, Murilo Riedel, acrescenta outro ponto interessante à discussão: a especialidade das companhias. “No passado, sempre foi um diferencial, mas se tornou algo negativo para uma seguradora”, afirmou. Ele explica que, na empresa que preside, 95% das operações advém do produto automóvel e que ela é afetada com a queda da faixa de veículos altamente seguráveis (de 0 a 5 anos) de 2014 para 2018. “Essa frota que alimenta o mercado tinha 17 milhões de veículos em 2014 e hoje tem 12 milhões, ou seja, 5 milhões desapareceram e saíram dessa classificação”, comentou.

Resultado disso, é a mudança de visão da HDI, passando do auto para uma seguradora da mobilidade. “A mobilidade é sair de um ponto a outro e chegar em algum lugar e o bem que te leva é apenas um

O CEO da HDI Seguros, Murilo Riedel.

componente de uma experiência que te leva”, disse. “O entendimento das seguradoras mudou sobre aquilo que significa mobilidade e oferecer produtos que compõe essa experiência virou algo mandatório”, salientou.

Conforme esse raciocínio, a companhia passa de fazer o seguro do bem para o seguro da experiência como um todo. “Temos uma visão de que buscar parcerias com seguradoras especializadas, como a nossa parceria com a Icatu, faz com que conjuntamente ofereçamos produtos que compõe essa experiência ampla de mobilidade”, finalizou.

Imagens: Filipe Tedesco/JRS

Austral Re e Terra Brasis Re anunciam fusão 1054

Austral Re e Terra Brasis Re anunciam fusão

Movimento resulta na segunda maior resseguradora do País

Bruno Freire será o CEO da nova companhia / Divulgação
Bruno Freire será o CEO da nova companhia / Divulgação

A Austral Re e a Terra Brasis Re acabam de anunciar ao mercado a assinatura de um acordo de investimento para fusão de suas atividades. Da união, resultará a segunda maior resseguradora nacional em prêmios de resseguros emitidos (R$ 672 milhões em prêmios emitidos bruto combinados em 2018) e a quarta maior resseguradora local em patrimônio líquido (R$ 387 milhões em patrimônio líquido combinado em 2018).

O bloco de controle da operação caberá à Vinci Partners, tendo como sócios o grupo Brasil Plural e o International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial, que já detém participação nas duas companhias.

O posicionamento competitivo da nova resseguradora será fortalecido pela complementaridade dos portfólios de negócio e pela ampliação da cobertura geográfica no Brasil e no exterior, com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Colômbia e Guernsey, além de autorizações para operar em diversos países latino americanos.

Bruno Freire será o CEO da nova companhia e Rodrigo Botti será o CFO. A resseguradora manterá sua estratégia focada no atendimento à indústria de seguros em todas as linhas de negócio com soluções inovadoras, atendimento qualificado, responsabilidade na gestão de riscos e os mais altos padrões de governança corporativa.

“A fusão oferece uma expressiva criação de valor a longo prazo. Esperamos que a combinação dos negócios capture significativas sinergias operacionais, administrativas e econômico-financeiras. Trata-se de um parceiro que conhece amplamente o setor e que proporcionará uma capacidade renovada de expansão e internacionalização de atividades”, destaca Bruno Freire.

“A oportunidade é única para acelerar as estratégias de expansão com nova força e dimensão. Estamos entusiasmados com a oportunidade de ganho de escala, com o portfólio de produtos e o compromisso dos nossos times”, pontua Rodrigo Botti.

A associação não terá qualquer interferência na composição da Austral Seguradora, controlada pela Vinci Partners.

A consumação da operação está condicionada à aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).

Renato Pedroso: “Corretor de Seguros é o Futuro da Proteção” 1294

Renato Pedroso: "Corretor de Seguros é o Futuro da Proteção"

Executivo integrou painel em evento sobre insurtechs e inovação

Na tarde desta quarta-feira, o presidente da Previsul Seguradora, Renato Pedroso, participou do CQCS Insutech & Inovação. O executivo integrou o painel “Porque o Corretor é o Futuro da Proteção”.

De forma interativa, Pedroso cativou os presentes e comentou sobre a importância do profissional da corretagem seja um agente de prospecção para o setor de seguros.

“O corretor de seguros tem um papel consultivo fundamental junto ao segurado. Cada vez mais as pessoas buscam por seguros e, com a variedade de planos e coberturas, elas precisam de alguém que busque a melhor proposta para suas necessidades. Esse alguém é o corretor. O papel da Previsul, como seguradora, é oferecer soluções cada vez mais completas em portfólio de produtos e em ferramentas digitais que facilitem o dia a dia do corretor”, diz Pedroso, lembrando que ele e mais dez corretores estiveram mês passado em São Francisco, nos Estados Unidos, como premiação da Campanha de Incentivo de Vendas 2018, “Sou + Previsul – É você corretor, no centro da inovação”. “Estivemos no Vale do Silício e visitamos empresas como o Google e Tesla. Será ótimo reforçar aos corretores que visitarem nosso estande os contextos da tecnologia que vimos lá e compartilhar as experiências que podem ser aplicadas ao nosso mercado”, destaca.

Equipe da Previsul Seguradora / William Anthony

JRS participa do evento e conta com apoio da Previsul Seguradora, em cobertura especial, com os principais detalhes de dois dias de uma programação recheada de grandes conteúdos. A companhia é digital, orientada para o futuro, que facilita a vida do corretor. Sempre atenta às demandas de mercado e buscando oferecer mais vantagens, tecnologias e benefícios para corretores, segurados e estipulantes, a Previsul Seguradora está sempre inovando para facilitar o dia a dia. São exemplos as ferramentas digitais Portal do Corretor, o Cota+, cotador online da seguradora, o Portal do Estipulante, o aplicativo; além do primeiro produto lançado no projeto de ampliação de portfólio: o produto Empresarial. Todas essas novidades serão apresentadas no estante.

Com 112 anos de atuação, a Previsul Seguradora é referência em seguro de pessoas no Brasil. Está presente em 12 estados brasileiros, com aproximadamente 30 pontos de atendimento em todo o país, que oferecem todo o suporte para o corretor, principal parceiro da Previsul.

*Com informações de Literal Link.

Bradesco Seguros demonstra relevância do Corretor de Seguros em São Paulo 1163

Bradesco Seguros demonstra relevância do Corretor de Seguros em São Paulo

“Voz do Empreendedor” aconteceu no último dia 10 de junho, na Zona Leste da Capital Paulista

No último dia 10 de junho, a manhã foi especial para os integrantes da Regional Leste, do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo (Sincor-SP). Na oportunidade, a equipe paulistana da Bradesco Seguros, liderada pelo Superintendente Executivo, Anderson Fabiano Martins Mundim, apresentou aos operadores do mercado local a relevância que o corretor de seguros possui para as operações da companhia.

Divulgação
Divulgação

Com casa cheia, a apresentação recebeu elogio dos presentes, que perceberam a visão e direção tomadas pela Bradesco Seguros no fortalecimento do setor. São novas oportunidades e formas de fazer, que estão ao alcance dos operadores através dos programas e qualificações disponibilizadas pelas seguradoras e pelas entidades de classe, como é o caso do Sincor-SP.

Operadores do setor reúnem-se em evento sobre insurtechs e inovação 1272

Operadores do setor reúnem-se em evento sobre insurtechs e inovação

São Paulo é o cenário deste encontro, que acontece entre hoje e amanhã

A partir desta quarta-feira, dia 12, São Paulo é palco de grande evento sobre insurtechs e inovação. Promovido pelo Centro de Qualificação de Corretores de Seguros. As seguradoras, por exemplo, expõem suas novidades aos parceiros de negócios. É o caso da Tokio Marine, por exemplo. A companhia apresentará as ferramentas que foram inseridas na Brokertech, plataforma desenvolvida para capacitar os Parceiros de Negócios em um ambiente cada vez mais digital, além de iniciativas para fomentar negócios e agilizar o atendimento. Entre elas estão o Portal Imobiliária, já com o novo produto Tokio Marine Aluguel; APP Corretor com novos Produtos Empresariais; e canais de atendimento via WhatsApp, Messenger e Portal do Corretor.

A Tokio Marine ainda participa de dois painéis de discussão sobre inovação e o futuro do corretor de seguros durante o evento. Adílson Lavrador é um dos debatedores da discussão sobre “Inovação em Velocidade Recorde”, enquanto José Luís Ferreira da Silva, Diretor Comercial Varejo II participa do debate “Por que o Corretor é o Futuro da Proteção”. Ambas as apresentações acontecem nesta quarta-feira.

Denise Ciavatta, Diretora de TI da HDI Seguros, vai debater como as seguradoras podem incorporar as novas tecnologias disponíveis, em um painel às 14h30min, na quinta-feira. Ao lado de players relevantes do mercado, a executiva irá discutir o ritmo da integração do novo no setor de seguros, frente a quantidade de novas possibilidades tecnológicas.

Denise Ciavatta é Diretora de TI da HDI Seguros / Divulgação
Denise Ciavatta é Diretora de TI da HDI Seguros / Divulgação

A executiva deve detalhar os produtos e serviços inovadores recentemente desenvolvidos e disponibilizados aos segurados pela companhia. Os destaques são o Portal de Terceiros, que digitaliza o processo de atendimento ao terceiro envolvido em um sinistro; e o Atendimento de Assistência 24h via canais digitais e redes sociais como WhatsApp e Facebook, por meio do uso de Natural Language Process (NPL), via bot.

Grandes prestadores de serviço também marcam presença no evento, que acontece no Pro Magno Centro de Eventos, na Zona Oeste da Capital Paulista. A Velox Contact Center traz seu foco na experiência e satisfação do cliente em três painéis da programação. Especialistas de diversos setores debaterão “User Experience (UX)”, onde o Gerente Comercial da Velox, Gilson Silva aborda o relacionamento com o consumidor através dos meios digitais.

Velox Contact Center marca presença em evento sobre insurtechs e inovação
Velox Contact Center marca presença em evento sobre insurtechs e inovação
Carlos Alberto Oliveira é diretor da D'Or Consultoria / Divulgação
Carlos Alberto Oliveira é diretor da D’Or Consultoria / Divulgação

Segundo o diretor da D’Or Consultoria, Carlos Alberto Oliveira, “tecnologia e inovação são pilares extremamente importantes na estratégia da empresa, bem como do AceleraD’Or, por meio do qual tem atuado como uma aceleradora de pequenas e médias corretoras”. A empresa participa do encontro com o objetivo de conhecer as mais novas tendências do mercado e trocar experiências com os mais de mil congressistas esperados para os dois dias de atrações, seguindo a tradição de constante crescimento e atualização que está no DNA da D’Or Consultoria.

Outro destaque é a participação de Rossana Costa, fundadora e diretora da GEO, que palestra no painel “Risks & Tech: Prevenção e Proteção”, realizado nesta quarta-feira. A executiva abordará a experiência pessoal e da companhia com dados na consultoria entre seguradoras, construtoras e corretores nos seguros voltados para o segmento imobiliário, apontando diferenciais obtidos nos seguros Habitacional, Riscos de Engenharia e Garantia de Entrega de Obra no Prazo.

A cobertura completa e especial do CQCS Insurtech & Inovação 2019 é garantida pela Previsul Seguradora, que garantiu reforço na equipe que participa da cobertura dos dois dias de painéis, networking e discussões sobre o futuro do mercado segurador. Além do repórter William Anthony, do JRS São Paulo, a editora-chefe do JRS, Júlia Senna, também é presença garantida nos dois dias de evento.

*Com informações das agências RPMA, Ketchum, VTN Comunicação e SmartPR, além da colaboração de Camila de Cássia, responsável pelo Marketing da Velox.

Títulos de Capitalização arrecadam R$ 7,4 bi até abril 747

Títulos de Capitalização arrecadam R$ 7,4 bi até abril

Crescimento é de 9,8% em relação ao mesmo período do ano passado

O presidente da FenaCap, Marcelo Farinha / Divulgação
O presidente da FenaCap, Marcelo Farinha / Divulgação

Em quatro meses, a receita global do setor de Títulos de Capitalização, produtos que oferecem soluções de negócios com sorteios para pessoas físicas e jurídicas, atingiu R$ 7,4 bilhões, registrando um crescimento de 9,8% em comparação aos meses de janeiro a abril de 2018. A distribuição de prêmios também apresentou crescimento de 2,3%, em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado, atingindo o montante de R$ 381 milhões de prêmios em dinheiro, entregues a clientes que tiveram seus títulos sorteados. O valor equivale ao pagamento de R$ 4,6 milhões por dia útil no período. Os dados foram divulgados pela Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), que representa as empresas do setor.

Ainda de acordo com as informações divulgadas pela Federação, houve crescimento também nas reservas técnicas, que são os valores totais de títulos ativos destinados ao pagamento de resgates dos clientes, e que alcançaram, no mês de abril, R$ 29,9 bilhões, montante 2,3% maior que no ano passado. Os resgates somaram R$ 5,8 bilhões, crescimento de 2,4% se comparado a janeiro a abril de 2018.

Recentemente o setor iniciou a comercialização das modalidades Instrumento de Garantia e Filantropia Premiável. Ainda que já fossem comercializadas sob o guarda-chuva das modalidades Tradicional e Incentivo, respectivamente, essas duas linhas de produtos agora têm regras próprias, o que confere mais segurança jurídica às operações e mais transparência às relações de consumo, tornando o ambiente de negócios muito favorável. “A expectativa é de que o setor inicie um novo ciclo de crescimento, com muitos lançamentos de produtos e a retomada do crescimento da economia, recomposição da renda e do emprego, o que naturalmente beneficiará o setor”, assinala Marcelo Farinha, presidente da FenaCap.