Fraude em seguros sob demanda: como a tecnologia pode evitar 1351

Fraude em seguros sob demanda: como a tecnologia pode evitar

Confira artigo de Fernando Steler, fundador e CEO da D1

Fernando Steler é fundador e CEO da D1 / Divulgação
Fernando Steler é fundador e CEO da D1 / Divulgação

No novo formato sob demanda, da mesma forma que fica mais fácil contratar o seguro, também fica mais fácil fraudar. E neste ponto as companhias seguradoras interessadas em atuar com seguros intermitentes terão que inovar para não sofrerem prejuízos.

Algumas ideias vão desde os clássicos boletins de ocorrência ou parecer de médicos, como usar as mídias sociais para comprovação de eventos e a utilização de “Oracles” ou Oráculos, como a tecnologia de Blockchain chama os eventos irrefutáveis que aconteceram fora da rede.

De acordo com o livro Token Economy de Shermin Voshmgir, “Blockchains e contratos inteligentes não podem acessar dados de fora da rede. Para saber o que fazer, um contrato inteligente geralmente precisa ter acesso a informações do mundo exterior que sejam relevantes para o contrato, na forma de dados eletrônicos, também chamados de oráculos. Esses oráculos são serviços que enviam e verificam ocorrências do mundo real e enviam essas informações a contratos inteligentes, desencadeando mudanças de estado no blockchain”.

Exemplos de Oráculos podem ser as APIs (interfaces de programação de aplicativos, em português) oficiais de consulta pública de horário de voos, pode ser uma notícia verificada em portais de grande acesso, o resultado da loteria federal, rastreamento de encomendas de Comércio Eletrônico, a taxa básica da SELIC divulgada pelo COPOM, o acontecimento de um terremoto ou vendaval, a taxa de câmbio do dólar, índices como IGP-M, IPCA, atestado de óbito, etc. Também podem ser informações validadas por consenso de uma maioria, extraída de um grupo de Facebook ou WhatsApp.

Um Contrato ou Apólice Inteligente no Blockchain pode rodar a seguinte regra: se um voo atrasar mais de 10 minutos, execute a ordem de pagamento do sinistro. Para saber se o voo atrasou, o Smart Contract consulta o Oráculo que é a API de horário dos voos. Tudo digital e automatizado.

Tópicos avançados para seguros sob demanda: BFT e Tokenização

Rodar algum algoritmo de BFT — do inglês Byzantine Fault Tolerance pode diminuir as chances de fraude. BFT é o recurso de uma rede distribuída para alcançar consenso mesmo quando alguns dos nós da rede falham em responder ou respondem com informações incorretas. Um grupo de corretores, por exemplo, pode ser responsável em concordar que uma casa pegou fogo e serem remunerados por isso, e a cada vez que a informação estiver correta e verificada, sua reputação aumenta. Exatamente como os mineradores trabalham nas redes de Blockchain, como Bitcoin ou Ethereum. Existem um composto de Teoria dos Jogos, com competição e incentivos para estímulo de um bom trabalho em comum para a rede.

As seguradoras também podem criar uma espécie de Token de Utilidade para girar dentro da sua rede. Estes Tokens, que funcionam igual uma criptomoeda, podem ser trocados por serviços, muito parecido com o mercado de pontuação e milhas aéreas, que podem ser negociados.

*Por Fernando Steler, fundador e CEO da D1, empresa que viabiliza o processo de transformação digital para a construção de melhores jornadas de engajamento no envio de comunicações omnichannel entre corporações e suas bases de clientes. A plataforma funciona como um agregador de mensagens e um orquestrador de comunicações que não apenas otimiza custos, mas também aprimora a experiência do cliente final no processo.

Faça sua inscrição no Brasesul 2020 552

Menos de 150 dias para o Brasesul 2020, em Foz do Iguaçu (PR)

Encontro dos corretores da Região Sul acontecerá em maio

O Brasesul 2020, o maior encontro do mercado de seguros do Sul do Brasil, será realizado no Rafain Palace Hotel & Convention (Foz do Iguaçu), nos dias 14 e 15 de maio de 2020. As inscrições já estão abertas. Corretores de Seguros de todo o Brasil podem se inscrever. Se forem associados a algum Sincor a taxa é de R$ 165,00. Caso não sejam, R$ 310,00.

Para ficar por dentro das novidades do Brasesul 2020 curta a página no Facebook e siga também no Instagram. No Youtube, entre na plataforma e busque por Brasesul 2020. Também é possível acessar as redes sociais pelo site.

As reservas para hospedagem também já podem ser feitas. No site já estão listados os valores de inscrições para outras categorias de participantes e toda a rede hoteleira, com tarifas negociadas.

Viagens e turismo internacionais se transformarão até 2040 563

Viagens virtuais serão realidade e  sistemas de reconhecimento faciais controlarão passaportes e cartões de embarque


Até o ano 2040, as viagens internacionais terão se tornado uma atividade mais rápida, fácil e muito mais sustentável, proporcionando uma experiência muito mais rica para os viajantes. A previsão é que o número de passageiros das companhias aéreas dobrará e os sistemas de reconhecimento de padrões faciais farão com que os rostos se tornem os passaportes e cartões de embarque. Experiências de viagens virtuais, visita à distância aos quartos de hotel e museus serão comuns. E essas previsões estão presentes no novo relatório encomendado pela Allianz Partners sob o título “The Future Travel Experience”, que compõe a série “O mundo em 2040”, de autoria do futurólogo de renome internacional, Ray Hammond. A empresa é líder mundial em soluções de assistência e seguro B2B2C, fornecendo proteção, atendimentos globais e serviços dedicados de seguro de viagem por meio da marca Allianz Travel, empresa líder em seguro viagem.

O relatório identifica as principais tendências que, coletivamente, revolucionarão o cenário das viagens até 2040:

Realidade virtual e aumentada

A tecnologia multissensorial de realidade virtual aumentada permitirá que os turistas entrem em quartos de hotéis virtualmente, visitem carnavais de rua, explorem museus ou entrem em restaurantes a partir do conforto de sua própria sala de estar. Com essa novidade, é esperado que o turista seja estimulado a conhecer novos lugares.

Check-in instantâneo graças à nova tecnologia

Os sistemas de reconhecimento de padrões faciais já estão em uso experimental em alguns aeroportos e, dentro de 20 anos, os sistemas de computador, que podem identificar com segurança seu rosto, estarão em uso generalizado para fazer o check-in sem problemas.

Assistentes de software para hotéis

Enquanto alguns hotéis de luxo cumprimentarão seus convidados com um rosto humano, muitos hotéis econômicos e de negócios usarão check-in e orientações automáticas para os quartos fornecidos por assistentes de software. Alguns hotéis fornecerão até portadores de bagagem robóticos para transportar as malas.

Trens super rápidos

As viagens de trem “cross-border” serão mais agradáveis e melhoradas em muitas partes do mundo. As redes de computadores e a “Internet das Coisas” (IoT) gerenciarão redes ferroviárias nacionais e internacionais, permitindo que os trens circulem mais rápido e ainda mais conectados. A velocidade também aumentará, com grande parte da frota operando acima dos 201 km/h (125 mph).

Impressão de roupas 3D no local

Em 2040, será possível enviar suas medidas corporais para o hotel e roupas volumosas, como por exemplo, capas de chuva ou sapatos, serão impressas antes da sua chegada, reduzindo a quantidade de bagagem. O baixo custo das roupas impressas em 3D significa que os viajantes poderão deixar as roupas para reciclagem no local.

Cruzeiros sustentáveis

Os cruzeiros serão muito mais ecológicos do que os gigantes transatlânticos de hoje. Os navios serão movidos a Gás Natural Liquefeito (GNL), um combustível fóssil leve e com baixa emissão de gases de efeito estufa, transformando as férias nos cruzeiros em uma das maneiras mais ecológicas de viajar pelo mundo. A variedade de destinos também continuará a crescer, expandindo especialmente para Ásia.

Viajar para o espaço será um destino comum:

Para alguns viajantes, em 2040, os destinos do planeta terra poderão não ser mais suficientes. A essa altura, é provável que os turistas estejam voando regularmente para Lua enquanto procuram a experiência de ver a Terra do espaço.

Comentando sobre a transformação esperada para os viajantes até 2040, Ray Hammond disse: “A forma da viagem como conhecemos mudará drasticamente nos próximos 20 anos. É estimado que os números de passageiros das companhias aéreas dobrem e o setor de viagens está sofrendo crescente pressão dos viajantes por experiências mais rápidas e eficientes. Até 2040, os assistentes de software pessoais serão suficientemente inteligentes para ajudar os turistas a reservar suas viagens on-line e serão capazes de lidar com todas as complexidades do planejamento com vários destinos, a fim de atender às necessidades do viajante. As viagens também estarão mais ligadas à aventura, à realização e ao aprendizado de novas habilidades, em vez de apenas preencher uma lista de lugares visitados”.

Falando sobre o impacto do relatório para os negócios, Joe Mason, Chief Marketing Officer da Allianz Partners para o segmento de Travel, disse: “O estudo ‘Future Travel Experience’ permite à Allianz Partners identificar as tendências e mudanças nas viagens para que possamos trabalhar buscando aperfeiçoar o seguro de viagem. Isso inclui a entrega de novos produtos e serviços inovadores, além de gerar mais valor para nossos parceiros e clientes. Os usuários se beneficiarão dessa mudança por meio de processos mais responsivos, soluções mais receptivas e uma maior sensação de segurança, proteção e bem-estar geral quando a Allianz Partners os acompanha durante suas jornadas”.

“Embora alguns aspectos das viagens devam ser muito menos estressantes até 2040, ainda haverá alguns imprevistos a se enfrentar, como cancelamentos, atrasos e emergências no exterior. O que significa que os turistas contarão com os serviços de proteção e assistência para viajar com tranquilidade”, completa.

 

Equipe de Transportes da Argo Seguros visita corretores e parceiros em Florianópolis 552

Seguradora reafirmou seus objetivos para 2020 durante a viagem

A equipe de Transportes da Argo Seguros – seguradora especialista no desenvolvimento de produtos de nicho com diferenciais tecnológicos – está essa semana em Florianópolis (SC). O encontro tem como objetivo reafirmar os objetivos da seguradora para 2020 para toda a base de mais de 700 corretores que atuam em parceria na região.

Representando a companhia estão Salvatore Lombardi, diretor Executivo e Head LATAN Marine; Ivor Moreno, HeadBrasil Marine; e Rogério Barrense, subscritor Senior, responsável pela operação da Fetransportes dentro da Argo.

“Queremos ampliar o relacionamento e fortalecer a relação com nossos parceiros locais, além de explicar nossos serviços e diferenciais, especialmente no que tange a Gerenciamento de Riscos”, explica Salvatore. Pelo seu enorme potencial, a capital de Santa Catarina é vista com um importante hub de negócios naquela região.

De acordo com o último levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina subiu 4% e chegou a R$ 277,2 bilhões. O desempenho recoloca o estado como a sexta maior economia do país. No acumulado dos últimos 15 anos, SC passou de 3,7% para 4,2% na participação do PIB nacional.

O estado catarinense é também o quarto maior exportador do Brasil, com 8% de participação, perdendo somente para São Paulo (26,55%), Rio de Janeiro (12,88%) e Minas Gerais (12,72%). Os produtos mais exportados são carne de aves; tabaco em rama; motores elétricos; bombas de ar; e peças para motores.

Unisincor oferece cursos de RC para capacitar profissionais 974

Interessados no ramo de responsabilidade civil têm descontos de até R$ 250 em três cursos online sobre o tema

A Universidade Corporativa Sincor (Unisincor), em parceria com a Conhecer Seguros, está lançando uma promoção supercombo com três cursos online sobre o seguro de responsabilidade civil. Os descontos chegam a ultrapassar R$ 250 e tem como proposta instruir profissionais do setor a ampliar o conhecimento no ramo.

Os três cursos são apresentados por Walter Polido, mestre em Direitos Difusos e Coletivos, advogado, técnico-especialista em seguros e resseguros consultor da Polido Carvalho Consultoria em Seguros e Resseguros, árbitro em seguros e resseguros, parecerista, professor universitário e escritor.

Segundo Polido, o seguro de RC é vasto e, se bem explorado pelos profissionais do setor, garante novos negócios e especialização em diversas situações. “O seguro RC garante não apenas a responsabilidade advinda do dano causado pelo próprio segurado, mas também das pessoas pelas quais ele responde civilmente e de coisas e animais, que ele detém a posse e que venham a causar danos a terceiros”, explica o especialista.

A promoção supercombo contempla os cursos “Responsabilidade Civil – Aspectos Técnicos e Jurídicos”, ” Responsabilidade Civil – Modalidades” e “Responsabilidade Civil – Produtos e Operações Completadas” pelo valor de 4x de R$ 118,50 no cartão de crédito. Para os associados ao Sincor-SP, o investimento fica em 4x de R$ 82,95. Os preços serão garantidos para inscrições realizadas até o dia 31 de janeiro.

É possível adquirir os cursos individualmente pelo valor de R$ 198 cada e associados ao Sincor-SP têm a vantagem de contar com desconto de 30% no valor. As duas opções de compra estão disponíveis no site. Inscreva-se.

Seguros: arrecadação sobe 12,2% até novembro e soma R$ 243,4 bilhões 1410

Setor evolui dois dígitos pelo sexto mês consecutivo

O setor segurador, puxado pelo desempenho extraordinário dos seguros de pessoas (planos de risco e de acumulação), continua a exibir tons azuis no ano em termos de arrecadação. Até novembro de 2019, houve crescimento de 12,2% comparado ao mesmo período de 2018, elevando a receita para R$ 243,4 bilhões. Com o resultado de novembro, o setor cresce dois dígitos pelo sexto mês consecutivo.

No editorial da nova edição da Conjuntura CNseg, o presidente Marcio Coriolano afirma que “a persistência do bom desempenho dos Planos de Risco em Cobertura de Pessoas, a recuperação dos Planos de Acumulação e dos Títulos de Capitalização e o protagonismo, no segmento de Danos e Responsabilidades, de ramos importantes, como o Patrimonial, Rural e Crédito e Garantias, são características fundamentais de uma trajetória que, restando apenas um mês para o encerramento do ano, levará o setor de seguros a crescimento de dois dígitos em 2019”.

Ele lembra que o desempenho é, em grande parte, resultado da preferência pela proteção contra eventos que, em ciclo baixo da economia, ameaçam a estabilidade das rendas familiares, como os sinistros de morte, acidente e invalidez e, por outro lado, da grande exposição da população a cada vez mais próxima necessidade de acumulação de recursos compensatórios da Reforma da Previdência.

Nesses 11 meses, os planos de risco – com destaque para os seguros de vida (20%) e prestamista (21,3%) – subiram 14,5%, ao passo que os planos de previdência, 17,1%, reflexo direto da evolução dos produtos da linha VGBL (18,3%).

As vendas também evoluíram no segmento de Danos e Responsabilidade (sem os prêmios do DPVAT) no acumulado do ano até novembro. Os prêmios subiram 5,2% no período, atingindo R$ 67,2 bilhões. O desempenho mensal de novembro também é bastante positivo. A receita teve salto de 8,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, somando R$ 22,8 bilhões. No mês, chamou a atenção a taxa de expansão de algumas modalidades de seguros patrimoniais, a começar de Riscos de Engenharia (alta de 163,7% sobre novembro de 2018); Responsabilidade Civil D&O (83,2%); e Rural (22,1%), por exemplo.