Fraude em seguros sob demanda: como a tecnologia pode evitar 1463

Fraude em seguros sob demanda: como a tecnologia pode evitar

Confira artigo de Fernando Steler, fundador e CEO da D1

Fernando Steler é fundador e CEO da D1 / Divulgação
Fernando Steler é fundador e CEO da D1 / Divulgação

No novo formato sob demanda, da mesma forma que fica mais fácil contratar o seguro, também fica mais fácil fraudar. E neste ponto as companhias seguradoras interessadas em atuar com seguros intermitentes terão que inovar para não sofrerem prejuízos.

Algumas ideias vão desde os clássicos boletins de ocorrência ou parecer de médicos, como usar as mídias sociais para comprovação de eventos e a utilização de “Oracles” ou Oráculos, como a tecnologia de Blockchain chama os eventos irrefutáveis que aconteceram fora da rede.

De acordo com o livro Token Economy de Shermin Voshmgir, “Blockchains e contratos inteligentes não podem acessar dados de fora da rede. Para saber o que fazer, um contrato inteligente geralmente precisa ter acesso a informações do mundo exterior que sejam relevantes para o contrato, na forma de dados eletrônicos, também chamados de oráculos. Esses oráculos são serviços que enviam e verificam ocorrências do mundo real e enviam essas informações a contratos inteligentes, desencadeando mudanças de estado no blockchain”.

Exemplos de Oráculos podem ser as APIs (interfaces de programação de aplicativos, em português) oficiais de consulta pública de horário de voos, pode ser uma notícia verificada em portais de grande acesso, o resultado da loteria federal, rastreamento de encomendas de Comércio Eletrônico, a taxa básica da SELIC divulgada pelo COPOM, o acontecimento de um terremoto ou vendaval, a taxa de câmbio do dólar, índices como IGP-M, IPCA, atestado de óbito, etc. Também podem ser informações validadas por consenso de uma maioria, extraída de um grupo de Facebook ou WhatsApp.

Um Contrato ou Apólice Inteligente no Blockchain pode rodar a seguinte regra: se um voo atrasar mais de 10 minutos, execute a ordem de pagamento do sinistro. Para saber se o voo atrasou, o Smart Contract consulta o Oráculo que é a API de horário dos voos. Tudo digital e automatizado.

Tópicos avançados para seguros sob demanda: BFT e Tokenização

Rodar algum algoritmo de BFT — do inglês Byzantine Fault Tolerance pode diminuir as chances de fraude. BFT é o recurso de uma rede distribuída para alcançar consenso mesmo quando alguns dos nós da rede falham em responder ou respondem com informações incorretas. Um grupo de corretores, por exemplo, pode ser responsável em concordar que uma casa pegou fogo e serem remunerados por isso, e a cada vez que a informação estiver correta e verificada, sua reputação aumenta. Exatamente como os mineradores trabalham nas redes de Blockchain, como Bitcoin ou Ethereum. Existem um composto de Teoria dos Jogos, com competição e incentivos para estímulo de um bom trabalho em comum para a rede.

As seguradoras também podem criar uma espécie de Token de Utilidade para girar dentro da sua rede. Estes Tokens, que funcionam igual uma criptomoeda, podem ser trocados por serviços, muito parecido com o mercado de pontuação e milhas aéreas, que podem ser negociados.

*Por Fernando Steler, fundador e CEO da D1, empresa que viabiliza o processo de transformação digital para a construção de melhores jornadas de engajamento no envio de comunicações omnichannel entre corporações e suas bases de clientes. A plataforma funciona como um agregador de mensagens e um orquestrador de comunicações que não apenas otimiza custos, mas também aprimora a experiência do cliente final no processo.

Na noite de 29 de junho, tem webinar gratuita sobre Gestão de Riscos Financeiros 1449

Argo Seguros anuncia novos colaboradores

Promovido pelo ISAE, em parceria com a FGV, o seminário online tem por objetivo fomentar uma discussão sobre gestão de riscos e aspectos do mercado de capitais durante a pandemia

Com a intenção de fomentar uma discussão crítica sobre os principais aspectos do mercado de capitais, no que tange ao gerenciamento de carteiras, o ISAE Escola de Negócios, conveniada da Fundação Getulio Vargas (FGV), vai promover o webinar gratuito “Gestão de Riscos Financeiros em meio à crise”. A atividade, com inscrições gratuitas, será realizada na próxima segunda-feira, 29 de junho, a partir das 19 horas. Durante o seminário online, os participantes poderão acompanhar de perto exemplos de gestão, para que a empresa esteja em conformidade com os riscos avaliados.

O webinar contará com a participação de grandes nomes do mercado nacional: Gibran Felippe, head of Trading Desk em Operações Financeiras, no âmbito da Diretoria de Finanças de uma grande instituição financeira brasileira, e Andriei Beber, professor dos programas de formação executiva da FGV. O encontro será mediado por Fabiano Coelho, coordenador do MBA em Gestão Financeira, Mercados Financeiros e de Capitais da FGV.

Inscrições pelo site: Clique aqui.

Índice de Percepção de Segurança dos Turistas Internacionais pelo Brasil tem grave queda 1460

Seguro viagem: entenda sua importância para os dias de turismo

A interrupção da conectividade aérea do Brasil com seus principais mercados já é muito grande

A plataforma Mabrian Tourist Intelligence e a Interamerican Network divulgaram, recentemente, um estudo sobre os efeitos dessa crise nos indicadores de confiança e conectividade do país, em relação aos seus principais mercados internacionais. A plataforma da Mabrian é capaz de analisar milhões de menções espontâneas de turistas, de visitantes e de visitantes em potencial para um destino nas redes sociais. Com esses dados e através das técnicas de processamento de linguagem natural e inteligência artificial, eles calculam toda uma série de indicadores de percepção, satisfação e interesse em relação a um destino turístico.

Entre eles, o Índice de Percepção de Segurança (PSi), que mede o nível de confiança demonstrado pelos diferentes mercados com um destino e como ele é afetado por eventos de segurança (violência, atentados, insegurança, ameaças à saúde, etc). Na situação atual, o PSi do Brasil é seriamente afetado pela situação gerada pela pandemia no país. A partir de uma avaliação máxima de 100 pontos nesse índice, todos os mercados analisados caíram mais de 40% em sua confiança entre 1º de fevereiro e 17 de junho.

Porém, nem todos os mercados são afetados igualmente. Argentinos e chilenos são os que mostram maior sensibilidade à situação, com uma queda maior no PSi. Os americanos são os que apresentam menor sensibilidade, entre os mercados analisados, embora a queda na confiança seja muito relevante (-42%). No caso dos espanhois, destaca-se o profundo impacto que sofreu este mercado em termos de confiança no início de fevereiro e em março, para posteriormente se posicionar como o segundo mercado menos afetado dentre os analisados.

Outro dos grandes efeitos da crise gerada pela Covid-19 é a interrupção da conectividade aérea do Brasil com seus principais mercados. Este é um aspecto essencial para o renascimento do turismo, que a plataforma Mabrian Tourism Intelligence monitora constantemente. Considerando os 11 principais aeroportos do Brasil e os horários de voos publicados pelas companhias aéreas em 16 de junho de 2020, a conectividade aérea foi praticamente nula em junho, em comparação ao ano anterior. Em julho, há uma ligeira recuperação, que no caso do mercado espanhol é claramente maior, em comparação com julho de 2019.

A partir de agosto, a programação marca uma clara recuperação em praticamente todos os mercados analisados, embora permaneça entre 20 e 40% abaixo de 2019. A exceção é o mercado argentino, que apesar de se recuperar em agosto, permanece em níveis de queda de mais de 70% em relação a agosto de 2019.

O monitoramento desses tipos de indicadores em tempo real é uma das chaves para poder medir o impacto da COVID-19 no setor do turismo e preparar a melhor estratégia de recuperação possível. A análise global de dados pode ajudar a reduzir a incerteza no ambiente em rápida mudança que o setor de turismo enfrenta.

SulAmérica aumenta presença no Nordeste 988

O SulAmérica Direto Recife pode ser contratado nos planos Empresariais e PME a partir de três vidas

A partir da quarta-feira, 24 de junho, os corretores de seguros parceiros da SulAmérica poderão oferecer uma novidade para os clientes de Recife e região metropolitana. O SulAmérica Direto Recife é uma parceria da seguradora com a Rede D’Or São Luiz e pode ser contratado nos planos Empresariais e PME, a partir de três vidas, entre titulares e dependentes, e carteira de adesão. Além da capital pernambucana, os habitantes dos municípios de Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata, todos em Pernambuco, passam a ter acesso ao produto.

“A chegada do SulAmérica Direto a Recife faz parte da estratégia de expansão de gestão de saúde em que acreditamos muito. Para o cliente, trata-se de um plano de saúde inteligente e com excelente relação custo-benefício. Para o corretor de seguros, traz ainda mais oportunidades e diversificação de negócios, tanto para quem já trabalha com seguro saúde quanto para quem quer ampliar seu portfólio de ofertas e atendimento aos clientes”, afirma André Lauzana, vice-presidente Comercial e Marketing da SulAmérica. “No cenário atual de pandemia, a família Direto é uma alternativa para manter a segurança de ter um plano de saúde. Destacamos também os serviços de telemedicina, que fazem parte dos benefícios deste produto e estão disponíveis para uso desde o primeiro dia de contrato”, completa.

Essa família de produtos, caracterizada por ser regional e personalizada, disponibiliza ao cliente, sem carência, todas as ferramentas inovadoras da SulAmérica, entre elas o Saúde na Tela, com uso ilimitado. A plataforma de telesaúde da companhia proporciona agendamento de consultas médicas a distância, com profissionais de diversas especialidades médicas, além de atendimento imediato com clínicos gerais. O atendimento remoto também está disponível com psicólogos e nutricionistas.

“O SulAmérica Direto Recife entre na esteira das ações da companhia que visam ampliar a gestão de saúde com toda a orientação e o cuidado que estamos oferecendo neste momento para preservar a saúde, o bem-estar e a segurança de todos”, diz Raquel Giglio, vice-presidente de Saúde e Odonto da SulAmérica. “A parceria com a Rede D´Or São Luiz faz com que consigamos reunir, em um único produto, a qualidade, a capilaridade e a capacidade de gestão em saúde que eles têm com a excelência do corpo clinico e a eficiência dos demais prestadores parceiros”.

A rede referenciada do SulAmérica Direto Recife inclui atendimento ambulatorial e hospitalar nas unidades da Rede D’Or São Luiz. São elas: hospitais Esperança de Olinda, Esperança, Memorial São José e São Marcos, Prontimagem Serviços Médicos, Diagno São Marcos, Maximagem Diagnóstico por Imagem, Maxiclínicase e Neoh Memorial. O atendimento ambulatorial conta com 40 unidades e a rede hospitalar é complementada por instituições de reconhecida qualidade médica, técnica e de atendimento: Hope, Instituto de Apoio a Resso e Saúde Mental, Atendo Nursing Home, Instituto de Olhos Fernando Ventura e Hospital Nappe Núcleo Apoio Psicossocial. Assim como nos outros produtos da família Direto, os serviços de urgências e emergências podem ser usados nas principais capitais do Brasil, para garantir conforto e segurança quando o cliente estiver fora de sua cidade natal.

O plano oferece cobertura para os procedimentos hospitalares, ambulatoriais e laboratoriais previstos no rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com as opções de internação em enfermaria ou apartamento, para atendimento ambulatorial e hospitalar com obstetrícia, consultas, exames, terapias, atendimento em pronto-socorro, cirurgias e internações. Especialidades como fisioterapia, nutrição, psicoterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e acupuntura também são oferecidas via reembolso.

O produto está disponível com coparticipação, instrumento importante para o uso consciente do seguro, e também sem coparticipação. A linha de produtos SulAmérica Direto está sendo disponibilizada gradualmente em várias cidades brasileiras, em parceria com prestadores médicos nas diversas regiões. Além do Recife e região metropolitana, clientes de São Paulo, Campinas, Curitiba e Rio de Janeiro já têm o plano à disposição.

MAPFRE lança produto direcionado a instituições beneficentes 1052

Título de capitalização filantrópico premiável tem como destinatárias entidades que tenham os recursos financeiros afetados pela pandemia do coronavírus

Com o intuito de apoiar o desenvolvimento de instituições beneficentes, que também podem ter seus recursos afetados pela pandemia da Covid-19, a MAPFRE acaba de lançar o Doacap, título de capitalização da modalidade filantropia premiável. As primeiras entidades beneficiadas pelo repasse de parte das vendas dos títulos são o Hospital Maternidade de Campinas-SP e a Casa Durval Paiva, de Natal-RN.

A compra de um título do Doacap pode ser efetuada online ou em pontos de venda de varejistas que operam com a máquina Lio, da Cielo, nas duas cidades. Cada comprador pode acompanhar seus números da sorte na área do cliente no site exclusivo do produto. Os sorteios serão realizados uma vez por mês, para cada campanha vigente. O primeiro ocorre em 15 de julho.

Para a Casa Durval Paiva, de Natal-RN, cada unidade do título custa R$ 10 reais, com pagamento único e direito a concorrer a um sorteio de 100 mil reais (já descontado o imposto de renda). O site para aquisição do título e acompanhamento dos sorteios é https://doacap.mapfre.com.br/casadurvalpaiva/. Para o Hospital Maternidade de Campinas, cada unidade do título custa R$ 12 reais, também com pagamento único e sorteio de 120 mil reais (já descontado o imposto de renda). O site para aquisição do título e acompanhamento dos sorteios é https://doacap.mapfre.com.br/maternidadedecampinas/.

“O lançamento desse produto está alinhado ao propósito da MAPFRE em cuidar das pessoas, assim como ao momento que estamos vivenciando, em que a filantropia se mostrou mais do que necessária. Optamos por firmar parceria com duas entidades que executam atividades louváveis e que precisam de recursos para continuarem a se desenvolver”, comenta Elisete Veríssimo, superintendente de Capitalização da MAPFRE.

A Casa Durval Paiva acolhe, há 25 anos, a criança e ao adolescente com câncer e doenças hematológicas crônicas e seus familiares, antes, durante e após o tratamento. Entre os serviços oferecidos estão hospedagem, alimentação), translado para consultas e exames, doação de medicamentos adjuvantes ao tratamento clínico e encaminhamento para exames, doação de cestas básicas e até mesmo a construção e reforma das casas dos pacientes. Em todos esses anos, a instituição já acolheu 1.601 crianças e adolescentes oriundas de 133 municípios do Rio Grande do Norte e da Paraíba, Piauí, Sergipe e do Ceará. Atualmente, 221 pacientes são assistidos juntamente com seus familiares e toda a estrutura organizacional da Casa é mantida por meio de doações voluntárias, além de campanhas beneficentes.

O Hospital Maternidade de Campinas, desde sua fundação em 1913, se mantém fiel ao objetivo de atender mulheres grávidas, oferecendo condições partos seguros. Apesar de também atender convênios particulares, mais de 60% das mães e recém-nascidos acolhidos recebem atenção no hospital pelo SUS. Porém, há anos as finanças da entidade são deficitárias, já que as receitas provenientes de planos de saúde, particulares e dos repasses do Sistema Único de Saúde são insuficientes para cobrir os custos do atendimento público e filantrópico.

Clube dos Seguradores da Bahia realiza webinar com duas palestras ao vivo 914

Momento acontece no dia 03 de julho

O Clube realiza novos debates em sua Confraria, no dia 03 de julho, das 18 horas às 20 horas e conta com as apresentações do CEO da Companhia do Seguro, Delio Reis, que vai falar dos Benefícios da Yoga, Respiração e Meditação e do Diretor do SindSegNNE, Raimundo Sitaro, que vai abordar o tema Longevidade com Saúde. O Presidente e o Staff da entidade planejaram novos encontros online, com o objetivo de manter a interação com os associados, os executivos e membros das seguradoras, corretoras e empresas prestadoras de serviços ligadas ao setor.

Para o Presidente Fausto Dorea, a criação da Confraria do Clube dos Seguradores da Bahia é um movimento que auxilia na ampliação do relacionamento entre os diretores, os sócios e até mesmo aqueles que têm interesse em conhecer o trabalho da entidade. “Em um diálogo com a diretoria, entramos em comum acordo de criar uma Confraria, onde todos se encontram, interagem e compartilhe conhecimento e novas idéias a respeito do mercado segurador. Para essa semana, preparamos duas palestras com diferentes temas, até mesmo para que todos possam interagir e manter sempre o contato, mesmo com a ausência dos almoços de negócios, que tiveram que ser cancelados devido a pandemia”, explicou.

A próxima transmissão remota será via Zoom e para participar, é só enviar um e-mail para evento@clubeseguradoresbahia.com.br. Em seguida, aguarde receber o ID e a senha para entrar na sala.