ANS incorpora tratamento para angioedema hereditário ao Rol

Medicamento terá cobertura obrigatória pelos planos de saúde para pacientes a partir de 12 anos

Em reunião extraordinária realizada nesta quarta-feira, 30/08, a Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou a incorporação ao Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde do medicamento Lanadelumabe, para prevenção, em longo prazo, de pacientes com angioedema hereditário, a partir de 12 anos.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

A proposta de incorporação da tecnologia foi submetida diretamente à ANS, tendo passado pelos processos de avaliação da Agência, incluindo ampla participação social e criteriosa análise técnica, que utiliza metodologia de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS), à semelhança de países como Inglaterra, Canadá, Austrália e Alemanha.

O Lanadelumabe terá a sua cobertura obrigatória com a vigência da atualização da Resolução Normativa a partir do dia 02/10, quando passará a constar do Rol, de acordo com suas diretrizes de utilização.

Sobre o Rol
O Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde contempla as tecnologias que compõem a cobertura assistencial obrigatória entre terapias, medicamentos, exames, cirurgias e outros procedimentos, atendendo às doenças listadas na Classificação internacional de Doenças (CID), da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Publicidade

Seu processo de atualização tem sido constantemente aprimorado, com ampla participação social e buscando garantir a segurança das tecnologias oferecidas aos consumidores, a partir de bases científicas e da sustentabilidade do setor de saúde suplementar.

Artigos Relacionados