Após aplicação de provas, sistema online tem eficácia garantida

ENS adaptou seu sistema de infraestrutura de tecnologia da informação para que os estudantes pudessem realizar as provas de maneira totalmente online e segura

Na busca pelo melhor mecanismo de avaliação dos cerca de 3 mil alunos do Curso Intensivo para Habilitação de Corretores de Seguros (CHCS) e dos candidatos do 66º Exame para Habilitação de Corretores de Seguros, a ENS adaptou seu sistema de infraestrutura de tecnologia da informação para que os estudantes pudessem realizar as provas de maneira totalmente online e segura.

Publicidade

Recentemente implantado, o novo sistema de avaliação tem monitoramento autônomo com inteligência artificial. O projeto piloto começou a ser desenvolvido em junho, com alunos do CHCS. Para eles, foram aplicadas provas com fiscalização remota de imagem e som captados por câmera e vídeo, por meio da ferramenta de videoconferência Zoom. Em agosto, foi a vez dos candidatos do Exame de Certificação Técnica fazerem a avaliação no mesmo formato. A etapa seguinte aconteceu em setembro, para um número maior de alunos do CHCS intensivo, com monitoramento autônomo baseado em inteligência artificial.

“O compartilhamento de tela, câmera e som é feito apenas durante a realização das provas, como forma de conferir ao processo a confiabilidade necessária ao resultado final, visando à manutenção do padrão de excelência que a ENS sempre prezou ao longo dos seus quase 50 anos de existência, mesmo diante dos desafios que o momento atual nos impõe. A tecnologia adotada permite fiscalização, gravação e auditoria da realização da prova, sendo garantia da qualidade e da lisura das avaliações, valores que a ENS considera inegociáveis”, esclarece a diretora de Ensino Técnico da Instituição, Maria Helena Monteiro.

Diante da impossibilidade de realização de atividades presenciais em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a adoção de avaliações com monitoramento remoto se apresentou como uma excelente alternativa de adaptação ao novo normal e que vem sendo empregada por diversas instituições de ensino em todo o mundo. A solução de tecnologia acolhida pela ENS é referência mundial, fornecida pelo grupo Marsh&McLennan Companies, empresa criada em 1905, que está posicionada entre as maiores do mundo de seu segmento, seguindo os mais rigorosos padrões internacionais de segurança da informação.

Publicidade
MAG Seguros

A experiência tem sido muito bem-sucedida. O número de provas aplicadas pelo novo sistema até o momento somou 57 avaliações. No CHCS Intensivo, por exemplo, o índice de faltosos nos exames por disciplinas tem estado abaixo de 10% do total de alunos que realizam os exames. A turma já fez as provas para as fases de Capitalização, Vida e Demais Ramos I, que são a base do curso.

Já durante a aplicação do 66º Exame para Habilitação de Corretores de Seguros, cujo resultado final sairá em janeiro de 2021, os alunos obtiveram rendimento acima de 50%. O índice de faltosos girou em torno de 25%. A porcentagem é uma parcial, visto que o desempenho, que também é avaliado por grupo de disciplinas – Capitalização, Vida e Demais Ramos –, ainda está sendo apurado. Uma vez que, após a realização das provas, a conduta dos alunos é auditada avaliando os comportamentos inadequados. Caso seja comprovada qualquer fraude no sistema, as provas poderão ser anuladas.

“Desde o início da pandemia, a ENS tem buscado plataformas para aplicação das provas no formato online. Tendo em vista a incerteza sobre o retorno às atividades presenciais, a ENS disponibilizou, em novembro, o 66º Exame no formato online. O índice de faltosos, talvez, tenha se dado pelas incertezas de projetos profissionais das pessoas em um ano tão atípico”, avalia Maria Helena Monteiro.

Como funciona o processo de avaliações online

Antes de cada exame, os alunos recebem um e-mail com orientações detalhadas para realização da prova sem intercorrências. A ENS disponibiliza testes prévios de compatibilidade para correção de eventuais problemas. Para que tudo dê certo no dia da prova, é informado aos alunos os pré-requisitos a cumprir, entre eles possuir webcam e microfone, desativação de notificações, de sistemas antivírus e firewall, e apresentação de documento de identificação válido com foto recente. Não é permitido realizar a prova em dispositivos mobile, como celular e tablet, por exemplo.

Aluna do curso preparatório para o Exame para Habilitação de Corretores de Seguros, módulo Vida e Previdência, Carolina Crespo obteve 90% de acertos na última prova online que realizou. “Estava extremamente tranquila quanto à prova, pois já tinha assistido várias vezes ao vídeo informativo a respeito do processo de avaliação online. No dia da prova, estava conectada antes do horário marcado. Quando houve a liberação, segui todas as orientações e entrei no sistema. Tive dúvidas com relação a um alerta em vermelho, informando que eu precisava salvar questão por questão. Confesso que fiquei um pouco apreensiva, mas, segui adiante, conforme orientações. Pouco antes de terminar, o fiscal solicitou que colocasse a câmera numa melhor posição. Aproveitei e informei-o sobre o alerta. Prontamente, ele me relatou que estava tudo bem e não aparecia nada de errado no sistema. Assim, terminei minha prova e obtive um resultado exitoso com 90% de acertos”.

A diretora Maria Helena Monteiro destaca que os resultados das primeiras provas demonstraram o mesmo nível de aprovação das provas presenciais. “Isso comprova que o sistema, com todas as suas vantagens, veio para ficar”.

Artigos Relacionados