CCS-RJ destaca ferramentas específicas para o Seguro de Vida em transmissão

Estudo do Clube comprova amplo mercado ainda a ser trabalhado pelos corretores

Publicidade

Em transmissão sobre Seguro de Vida no canal do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ), no último dia 22 de junho, o anfitrião Luiz Mário Rutowitsch, presidente do CCS-RJ, apresentou um estudo feito pela entidade sobre seguro de vida. O encontro virtual contou a participação especial de associados do CCS-RJ especializados neste importante ramo, em franca expansão: Aluízio Melo de Oliveira, criador do NetVida e Head da AMO Corretora, além de Deucyles Soares Neto, diretor comercial da Resolvida – Solução Digital em Seguros.

“Nós fizemos um estudo sobre a cobertura do seguro de vida para oferecer um panorama do cenário desta modalidade, que, com a pandemia, teve um boom de crescimento em 2020: 26% de seguro de vida individual. Também numa crescente foi a porcentagem de indenizações que ficou em 43% a mais”, pontuou Luiz Mário. “Apenas 19% dos brasileiros têm seguro de vida e 90% dos consumidores renovam suas apólices. Então, tem muito mercado para o corretor de seguros usufruir ainda e aproveitar essa maior aceitação do mercado quanto ao seguro de vida”, acrescentou.

O estudo, coordenado pela diretora Dayse Magesti, ainda fez referência ao número de faturamento da Região Sudeste que representa 61% do setor, às três principais carteiras do mercado segurador – automóvel, seguro de vida e plano de saúde – e ao número do PIB, em que o mercado de seguros representa 6,4%. O estudo mostrou também como é a cobertura do seguro de vida em relação ao coronavírus nas principais seguradoras do país.

Publicidade
Delta

Aluízio fez a apresentação da ferramenta NetVida, que, segundo o especialista, “é um aplicativo que facilita o processo e retira o medo inicial do corretor quanto à venda do seguro de vida”. O painelista contou como surgiu a ideia de criar uma ferramenta para facilitar o processo. “O seguro de vida é a carteira mais rentável entre todas. O corretor, no entanto, não se interessa e não é motivado. Resolvi, então, pontuar as dificuldades do corretor e criar o NetVida, uma ferramenta para quem não é especializado em seguro de vida, mas que quer entrar nessa seara. Oferta um seguro raiz para garantir a proteção da família: morte, validez e assistência funerária. A nossa missão é facilitar a jornada de venda”, completou.

Neto destacou que apenas um em cada dez corretores atua no ramo de Seguro de Vida Empresarial. Entre os motivos, segundo o diretor comercial da Resolvida, estão o prêmio e as comissões mensais, além da necessidade de ter uma carteira de clientes para fazer valer a pena. “Para ajudar a melhorar e simplificar a experiência do corretor e do cliente, criamos a Resolvida, uma plataforma flexível, com informações básicas. A ferramenta veio simplificar e democratizar, automatizar os processos, diminuir a burocracia e reduzir custos. A Resolvida é o funcionário digital número um. De modo a permitir que o corretor dedique-se às vendas e ao relacionamento com os clientes”, finalizou.

Artigos Relacionados