Contratação do seguro garantia judicial cresce 13% na Porto Seguro

Ferramenta ajuda empresas a manterem o fluxo de caixa no médio e longo prazo

A decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de substituir o depósito judicial pelo seguro garantia deve ajudar as empresas em um período delicado da economia e contribuir para que, cada vez mais, esse tipo de solução seja adotado pelas companhias. A Porto Seguro já observa um aumento na procura pelo produto e, no segundo trimestre deste ano, registrou um crescimento de 13% na contratação do seguro garantia judicial trabalhista em comparação com o mesmo período de 2019.

Publicidade
SulAmérica

“O seguro garantia é uma ferramenta essencial para que as empresas mantenham seu fluxo de caixa no médio e longo prazo”, avalia Nelson Aguiar, superintendente de Riscos Financeiros e Capitalização da Porto Seguro.

De acordo com o executivo, além de assegurar a caução no processo e evitar a descapitalização da empresa, o seguro garantia judicial trabalhista contribui para que as companhias tenham mais velocidade em suas operações. “É importante que as empresas considerem todos os benefícios reunidos neste produto e incluí-lo sempre em seu planejamento”, diz Aguiar.

A Porto Seguro oferece a modalidade judicial trabalhista para empresas que atuam no estado de São Paulo. Acesse o site especial para mais detalhes sobre o Porto Seguro Garantia e suas coberturas.

Artigos Relacionados