Dia Mundial do Chocolate: gigantes do setor sentem amargas perdas nas ações

Amanhã (07) é comemorado o Dia Mundial do Chocolate

Brownie, tortas, mousses e brigadeiros. O chocolate é um dos doces mais populares do planeta. Apesar de toda sua fama, o mercado responsável pela venda do produto não tem tido o mesmo sucesso. Rodrigo Lima, analista de investimentos e editor de conteúdo da Stake, plataforma que conecta pessoas de diferentes países a oportunidades de investimentos, afirma que o cacau cai -7,40% no ano e, mesmo assim, ações da Nestlé e Mondelez, duas das maiores do mundo no segmento de chocolate, amargam perdas de -14,54% e -2,90% respectivamente. “Entre as grandes fabricantes listadas em bolsa, somente a Hershey’s tem um retorno período no primeiro semestre, subindo +15,39% depois de revisar o guidance de 2022 para cima e realizar um robusto programa de recompra de ações”, comenta o especialista.

Publicidade
Delta

Para o Ivan Barboza, sócio do Ártica, escritório independente de assessoria financeira em M&A e gestão de investimentos, explica que as ações apresentaram este declínio, em grande parte, por conta do contexto macroeconômico atual: “A alta dos juros e a possível redução do poder de consumo, por causa dos riscos de inflação e recessão, pesam mais do que a redução do custo do cacau para essas empresas. Até porque, na avaliação de um negócio, o que conta são os resultados de longo prazo. A redução do preço do cacau teria que se manter por vários anos para ter um impacto relevante no valor dessas empresas”, finaliza.

Artigos Relacionados