Líderes da associação de hospitais privados reforçam importância da confiança mútua no setor

Encontro foi realizado entre os dias 10 e 12 de março, em Gramado (RS)

Na última sexta-feira (11), o presidente da Central Nacional Unimed, Luiz Paulo Tostes Coimbra, foi um dos palestrantes do Encontro de Líderes da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp). O evento, realizado de 10 a 12 de março em Gramado (RS), reuniu CEOs de 131 hospitais privados associados, para análise de cenário e discussão sobre as prioridades deste segmento da saúde.

Publicidade
Seguro PASI

Um dos focos do encontro foi a relação entre operadoras e hospitais. Coimbra foi convidado para participar do painel com o tema “Relação com Operadoras – Perspectiva da Saúde Suplementar no Brasil”, ao lado de Edvaldo Vieira (CEO da Amil); Helton Freitas (diretor-presidente da Seguros Unimed); Juliana Caligiuri (vice-presidente da SulAmérica); Manoel Peres (CEO do Bradesco Saúde); Henrique Neves (vice-presidente do Conselho de Administração da Anahp e diretor geral do Hospital Israelita Albert Einstein); Henrique Salvador (conselheiro Anahp e presidente da Rede Mater Dei de Saúde); e Mohamed Parrini (conselheiro Anahp e CEO do Hospital Moinhos de Vento).

O dirigente enfatizou a busca da Central Nacional Unimed por mais ousadia em sua atuação, a fim de construir novas parcerias e relacionamentos com confiança e transparência. “Valorizar nossos ativos, fazer parcerias eficientes e continuar dando todo o suporte necessário para que o Sistema Unimed continue a crescer fortemente é o principal propósito da nossa gestão”.

Além de traçar um panorama com informações sobre crescimento, faturamento, clientes, rede de atendimento da CNU, apresentou estratégias para crescer com sustentabilidade e operacionalizar junto às sócias.

Publicidade

Operadoras e hospitais privados têm, como objetivos comuns, eficiência e gestão de custos, para melhorar os serviços e o atendimento. “Este caminho da parceria, da atuação conjunta, da valorização da eficiência é essencial e não tem volta. Estamos alinhados nessa percepção”, finalizou.

Artigos Relacionados