Mercado segurador fatura R$14,9 bilhões em janeiro, alta de 18,3%

Boletim IRB+Mercado mostra que o setor começou o ano com crescimento em todos os segmentos, com destaque para Automóvel e Rural. Sinistralidade recuou 24,3 pontos percentuais

O setor de seguros começou 2023 com faturamento em alta. No primeiro mês do ano, os prêmios emitidos alcançaram R$ 14,9 bilhões, crescimento de 18,3% na comparação com igual período de 2022. Os dados, divulgados hoje (20/03), fazem parte da 29ª edição do Boletim IRB+Mercado, análise mensal da plataforma IRB+Inteligência que considerou números publicados pela Susep – órgão regulador do setor – em 13 /03.

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

De acordo com o relatório, todos os segmentos tiveram alta no faturamento, com destaque para Automóvel (29,2%) e Rural (27,2%). A sinistralidade geral registrou queda de 24,3 pontos percentuais (p.p.) na comparação anual, fechando em 45,1%. Já o lucro líquido das seguradoras apresentou alta de 154% na comparação com janeiro de 2022: R$ 2,6 bilhões.

Por segmento

Em janeiro, Vida registrou faturamento de R$ 4,7 bilhões, alta de 15,5%. Os produtos Vida e Prestamista, que juntos representam cerca de 76% da linha, evoluíram 12% e 23,7%, respectivamente. Já a sinistralidade fechou em 30%,1,3 p.p. menor que janeiro de 2022. Automóvel teve arrecadação de R$ 4,4 bilhões, alta de 29,2% na base anual. O resultado ainda reflete o aumento nos preços das apólices do segmento. Já a sinistralidade recuou 11,4 p.p em relação a janeiro do ano passado.

Publicidade

Danos e Responsabilidades faturou R$ 3 bilhões em janeiro, crescimento de 7,8% em relação a igual período de 2022. A linha Responsabilidades foi a maior propulsora da alta (+41,6%). A sinistralidade do segmento caiu de 37,9% em janeiro de 2022 para 34,9% no primeiro mês de 2023. Individuais contra Danos reverteu a queda registrada em janeiro do ano passado e fechou o primeiro mês do ano com faturamento de R$ 1,2 bilhão, alta de 18,4%. A sinistralidade no início do ano, por sua vez, foi de 38,6%, 1,1 p.p. acima da registrada em janeiro de 2022.

Rural avançou, em janeiro, 27,2%, no comparativo com o mesmo mês em 2022, ao arrecadar R$ 1,2 bilhão, sendo a segunda maior alta. A sinistralidade alcançou 37%, bem abaixo do registrado em janeiro de 2022 (342,8%) e em patamar semelhante à taxa do primeiro mês de 2021 (37,5%). Crédito e Garantia arrecadou R$ 435 milhões em janeiro, variação positiva de 7,2%, em relação à igual período de 2022. Quanto à sinistralidade, o segmento registrou o maior indicador para um mês de janeiro desde o início da série, em 2014: 113,3%.

O Boletim IRB+Mercado resume as operações de seguros, considerando os seguros de danos, responsabilidades e pessoas. A edição também lista os cinco maiores grupos seguradores por linha de negócios. A análise está disponível, na íntegra, no site do IRB Brasil RE. No mesmo endereço, o Dashboard IRB+Mercado Segurador permite consulta dinâmica e gratuita às informações de todo o setor.

Artigos Relacionados