Novembro Azul: rede Meu Doutor Novamed alerta para a importância da conscientização sobre o câncer de próstata

Brasil registra mais de 65 mil novos casos e 16 mil mortes por ano decorrentes da doença

O mês de novembro marca o movimento de combate ao câncer de próstata. Alinhada ao objetivo de promover a conscientização sobre o tema, a rede de clínicas Meu Doutor Novamed, do Grupo Bradesco Seguros, alerta sobre a importância da prevenção. De acordo com dados o Ministério da Saúde, este é um dos tipos de neoplasia maligna mais incidentes nos homens.

Publicidade

O câncer de próstata é o segundo que mais causa mortes entre população masculina do Brasil, atrás apenas do câncer de pulmão. De acordo com os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, de 2019 a 2021 foram mais de 47 mil falecimentos em razão da doença. Apenas no ano passado foram mais de 16 mil óbitos em consequência desse tipo de tumor, o que representa cerca de 44 mortes por dia.

Os dados de homens diagnosticados com a doença também são elevados. O câncer de próstata é considerado o tipo mais comum entre a população masculina, representando 29% dos diagnósticos da doença no Brasil, segundo o INCA. Ainda de acordo com a instituição, são esperados 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, de 2020 a 2022. E como saber se existe algum problema na próstata?

Urologista da rede de clínicas Meu Doutor Novamed nas unidades de Salvador (BA), o Dr. Leonardo Trindade apresenta o passo a passo de uma avaliação: “Primeiro ponto importante é explicar o que é a próstata, que é uma glândula que só o homem possui, localizada na parte baixa do abdômen. Para saber se existe alguma alteração, precisamos fazer algumas perguntas ao paciente, no que se refere a sintomas urinários, além de solicitar exames direcionados, a depender de cada caso, como o PSA, a ultrassonografia da próstata, e o exame digital da próstata (exame do toque)”, explica.

Publicidade
Gente Seguradora no JRS

Sinal vermelho: Pare e previna

Entre os principais sinais de alertas, o urologista destaca: “problemas como dificuldade de urinar, demora em começar e terminar a mictar, presença de sangue e diminuição do jato de urina, bem como a necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite, são sinais sobre os quais o médico e o paciente devem conversar em consultório”.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou pacientes com 50 anos sem esses fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre maiores cuidados e para avaliação individualizada.

“Orientamos ainda o acompanhamento com o urologista rotineiramente, a fim de se detectar precocemente fatores ou sinais que indiquem maior probabilidade do câncer de próstata”, comenta o Dr. Leonardo Trindade.

Fatores de Risco e Cuidados

O câncer de próstata pode atingir qualquer homem. No entanto, a incidência desse tipo de tumor possui relação mais comum à idade e à hereditariedade. Sobre os principais fatores de risco, o urologista da rede de clínicas Meu Doutor Novamed ressalta que os principais agentes comprovados para o câncer de próstata são:

– Idade – Em linhas gerais, quanto mais idade, maior o risco;

– Histórico familiar – O fator hereditário tem um peso ainda maior em casos de parentes de primeiro grau acometidos pela doença.

O médico explica, ainda, que não existem, comprovadamente, medidas para prevenir de maneira efetiva o câncer de próstata, porém, mudanças de hábito podem ter um forte impacto na saúde de casa indivíduo. Entre os principais cuidados para a construção de uma vida saudável estão:

– Atividade física regular;

– Alimentação balanceada;

– Manutenção do peso corporal;

– Evitar vícios nocivos à saúde.

Além da construção de hábitos saudáveis, se descoberto em estágio inicial, a doença tem possibilidade de cura de 90%. Segundo o INCA, o diagnóstico precoce pode permitir um tratamento eficaz com abordagens coerente, visando a saúde integral do homem.

Artigos Relacionados