Setor de seguros cresce 9,9% no primeiro trimestre, aponta Susep

Confira os dados de relatório divulgado nesta segunda-feira pela autarquia

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) divulgou hoje a Síntese Mensal dos principais dados relativos ao desempenho do setor de seguros até março de 2021. As informações foram obtidas a partir dos dados encaminhados pelas companhias supervisionadas. O documento é atualizado de acordo com o envio pelas empresas, podendo haver ajustes em função de recargas do Formulário de Informações Periódicas (FIP). Na edição de março de 2021, os principais destaques foram:

Publicidade
Icatu Seguros no JRS

  1. O setor supervisionado arrecadou R$ 71,16 bilhões nos três primeiros meses de 2021, o que corresponde a R$ 6,42 bilhões a mais do que no mesmo período de 2020. Em termos percentuais, o primeiro trimestre de 2021 apresentou um crescimento de 9,9% em relação ao mesmo período de 2020. Os seguros de pessoas e de danos cresceram, respectivamente, 11,5% e 12,0% no período.
  2. Houve crescimento na grande maioria dos seguros, incluindo linhas de negócio que haviam sido mais impactadas pela pandemia, como os seguros de automóveis. A arrecadação de prêmios no seguro auto atingiu R$ 8,62 bilhões no acumulado do ano, maior volume já registrado para um primeiro trimestre. Na comparação entre março de 2021 e março de 2020, houve um crescimento de 5,9%, enquanto o acumulado no primeiro trimestre apresenta um crescimento de 2,7% em relação a 2020.
  3. As contribuições do VGBL atingiram o patamar de R$ 30,17 bilhões no primeiro trimestre de 2021, o que representa um aumento de R$ 3,48 bilhões, alta de 13%, em relação ao mesmo período de 2020, quando as contribuições foram de R$ 26,69 bilhões. O PGBL, por sua vez, apresentou queda de 6,0% nas contribuições na mesma comparação. Os resgates do PGBL, no entanto, caíram 14,0% no mesmo período.
  4. A sinistralidade do seguro de vida foi de 80,5% em março deste ano, o que corresponde a um crescimento de quase 20 pontos percentuais em relação a fevereiro, quando a sinistralidade foi de 61,3%, e de quase 40 pontos percentuais em relação a março de 2020, quando foi de 42,1%. O seguro de vida em grupo foi um dos responsáveis por esse aumento, passando de 45,7% em março de 2020 para 65,2% em fevereiro de 2021 e para 86,1% em março de 2021.
  5. Foram destaques nos seguros de danos, com crescimento acima de 30% no primeiro trimestre de 2021 em relação a 2020, os seguros rural, de responsabilidade civil, patrimoniais e financeiros, que cresceram, respectivamente: 36,9%, 35,4%, 33,0% e 31,5%.
  6. Os seguros de lucros cessantes, que integram a linha de negócio dos seguros patrimoniais, foram responsáveis pela arrecadação de R$ 352 milhões em prêmios em 2021, um crescimento de 218% em relação ao mesmo período de 2020.

Acesse a Síntese Mensal de março neste endereço.

Artigos Relacionados