Entenda como é possível complementar os investimentos com planos de previdência

FenaPrevi indica que aplicações ultrapassaram R$ 1 trilhão no primeiro trimestre

Em um momento de tantas incertezas diante do cenário de uma pandemia, pessoas de diferentes idades tiveram a oportunidade de começar a rever planos para o futuro. Isso inclui o plano de comprar um imóvel, um carro, formar uma família, fazer uma viagem, e por que não também pensar em uma previdência?

Publicidade
Europ Assistance Brasil

O volume aplicado em fundos de previdência privada supera R$ 1 trilhão neste mês em todo o mercado financeiro, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi).

Este tipo de aplicação é uma ótima alternativa para complementar a aposentadoria ou investimentos de longo prazo, sem excluir outros tipos de investimentos. “Quem coloca o próprio futuro como prioridade busca uma aposentadoria tranquila e confortável. Um dos caminhos para alcançar esses objetivos é investir na previdência, que é uma aplicação cheia de oportunidades para quem pensa no longo prazo”, explica Daniel Jannuzzi, economista e especialista em investimentos da Magnetis, app que usa tecnologia para ajudar a gerir a carteira de investimentos.

Entre as principais vantagens dos investimentos em planos de previdência está relacionada ao Imposto de Renda, no qual a alíquota pode chegar a 10% sobre o lucro em alguns casos, algo que a maioria das aplicações do mercado não oferece.

Publicidade
Chubb no JRS

Em 2020, a previdência privada da fintech rendeu 8.91% com taxa de administração de 0.6%, bem menor que a média do mercado. E quando se fala em investir na previdência, é justamente isso que os clientes precisam: uma alternativa que preze pela transparência e garanta boa rentabilidade no longo prazo.

Na Magnetis todo o processo é feito de forma online sem que o investidor precise se preocupar em definir cada detalhe do plano, porque ele é formatado pelos especialistas de investimentos da gestora, de acordo com a necessidade de cada cliente e com consideração ao perfil de risco e seus objetivos.

A fintech atua com algoritmos capazes de analisar mais de 20 mil ativos do mercado e cuida para otimizar tudo para que os clientes alcancem cada objetivo no tempo certo, com mais eficiência e menos riscos em uma carteira resiliente.

Investir em previdência é pensar no próprio futuro e dos familiares também, pois ambos os tipos de planos (VGBL e PGBL) podem ser usados como instrumento de planejamento sucessório, ou seja, podem fazer parte da herança de uma forma mais rápida, uma vez que não entram em inventário e podem ser sacados pelos beneficiários do plano sem dificuldade.

Outro custo-benefício interessante quando se fala em investimentos em previdência é a portabilidade. Na Magnetis são apenas 3 passos: Você envia seu extrato de previdência atual, o time da gestora executa a solicitação de portabilidade, e aí é só aceitar o pedido de forma 100% digital. Sem burocracias e por meio da tecnologia, é possível ter a melhor rentabilidade para o futuro com taxa de apenas 0,6% ao ano, como é possível conferir por esta análise feita pela fintech.

Divulgação
Divulgação

Migrar o plano de previdência é simples, sem incidência de IR e o tempo de contribuição permanece o mesmo.

Artigos Relacionados