Mês da Mulher: Austral Seguradora destaca a gestão feminina no mercado de seguros

Entre mudanças regulatórias, novos produtos e o desafio de uma entrega em ambiente digital, a Austral Seguradora ganha papel ativo neste novo cenário, valorizando a experiência de três de suas principais executivas no mês de março, dedicado à mulher

Um mercado formal, predominantemente masculino em posições de liderança, mas que vem dando espaço para novas ideias e a participação cada vez mais presente de mulheres. Esta pode ser uma das definições do setor de seguros na atualidade. Entre mudanças regulatórias, novos produtos e o desafio de uma entrega em ambiente digital, a Austral Seguradora ganha papel ativo neste novo cenário, valorizando a experiência de três de suas principais executivas no mês de março, dedicado à mulher.

Publicidade
C Josias & Ferrer no JRS

Das memórias de um mercado ainda muito concentrado, a Diretora Técnica Atuarial, de Produtos e BI da Austral Seguradora, Claudia Novello, relembra o início de sua carreira em que muitas empresas do setor ainda traziam a formalidade da figura dos senhores de terno e gravata e, como ela, ainda no início de seus 20 anos, conheceu a Austral.

“Participei do projeto de aprovação do planejamento de negócios da Austral Seguradora junto ao órgão regulador do mercado de seguros, SUSEP. Durante esses anos de experiência, percebi uma mudança no clima corporativo e pude, ao longo da minha carreira, contribuir na construção de um ambiente mais leve e participativo”, explica ela.

Claudia Novello, desde 2017, vem assumindo novos desafios, como as áreas de Inteligência de Negócios e também Produtos focados em soluções para Grandes Riscos. Testemunha do crescimento da companhia e aprendendo sempre, ela se orgulha de imprimir uma gestão focada no ser humano e no aprendizado.

Publicidade

“A liderança feminina traz diferenciais, fato. Existe a questão da sensibilidade mais aflorada. Mas, há também pontos muito objetivos, porque as profissionais estão cada vez mais preparadas para assumir cargos e projetos em todas as áreas”, conta ela.

O início de carreira e a trajetória profissional para a liderança também marcaram a história da Gerente de Subscrição de Seguro Garantia da Austral Seguradora, Camila Jarlicht. Ainda previamente ao seu início de carreira na companhia, Camila contou com uma liderança feminina em sua chegada ao mercado de trabalho.

“A figura de uma mulher forte em posição de liderança me marcou muito em uma época em que isso não era comum, especialmente em um segmento tradicional, como o nosso”, declara. Desde seu início de carreira como estagiária ao cargo atual, contou com figuras especializadas para desenvolver suas habilidades. “Tive o privilégio de crescer com trocas constantes e próximas com profissionais de referência no mercado, aqui na companhia”.

Ela destaca a posição da mulher no setor de seguros nos últimos anos e sua conexão com inovação: “As mulheres em cargos de liderança trazem uma visão diferenciada, inclusive com viés de inovação. Hoje vemos as contribuições nas transformações digitais e desenvolvimento de produtos e serviços oferecidos aos clientes”.

A Gerente de Subscrição de Specialty, Narely Nicolau, também começou sua carreira como estagiária na companhia. Desde 2014, vem construindo sua carreira na Austral Seguradora em linha com o caminho que acredita ser fundamental para o mercado: a inovação. Em destaque, cita a criação de maneira precursora de novos produtos alinhados às necessidades da Indústria e o amplo estudo para o desenvolvimento da primeira apólice digital para Grandes Riscos do mercado brasileiro.

Em 2023, Narely assumiu um novo desafio: a carteira de Marine da empresa. E, de olho no futuro, pensa na transição energética e em como aproximar estas demandas de suas ações nas linhas de negócios que administra.

E sobre diversidade no mercado, ela destaca: “Falar deste tema é urgente e importante para entendermos a origem das desigualdades, não apenas de gênero, mas também de raça. Sinto-me na responsabilidade de abrir esse caminho por onde tenho andado para que outras mulheres pretas possam ocupar lugares que já deveríamos estar presentes, se não fosse a maneira a qual nossa sociedade foi estruturada. Meu propósito de vida é esse”, declara.

As executivas acreditam que, na atualidade, a experiência do cliente é o ponto central. A provocação é criar produtos que atendam as expectativas de ambas as partes, fortalecendo parcerias. Daí, o radar feminino das tendências e o apetite para novidades é fundamental.

“Eu vivi um setor ainda muito tradicional e conservador. Hoje, minha avaliação e empenho estão em criar soluções que atendam as demandas do mundo atual, que possui um ritmo mais dinâmico. E sempre reforço que este é o momento de customizar nossas soluções. Se vários outros setores de negócios conseguem, por que o setor de seguros também não pode? Claro que conseguimos e as mulheres precisam seguir ocupando lugares de protagonismo para buscar estes diferenciais”, reflete Claudia Novello.

E o desafio, para elas, continua: equilíbrio. Manter a vida profissional e pessoal em sintonia com as demandas de cada uma, sem perdas.

Já o conselho deixado é “se posicione”. Muitas vezes, o silêncio permite que questões importantes continuem se reverberando. “Não se intimide ou tenha medo de expor opiniões”, pontua Camila Jarlicht, que explica que mostrar suas habilidades e força une as mulheres, e contribui para que todas cresçam em um ambiente misto, favorecido justamente pelas diferenças.

Artigos Relacionados